Pesquisar
Close this search box.
/
/
O CX de uma loja sustentável

O CX de uma loja sustentável

O programa ESG da Portobello mostra como tirar ideias de sustentabilidade do papel e se alinhar com o consumidor

A rede de revestimentos Portobello deu um passo importante em direção ao programa ESG e atendimento ao cliente: construiu a primeira loja sustentável da franquia, em Curitiba (PR), a Portobello Shop Jardim Social. A obra foi planejada com os critérios Leadership in Energy and Environmental Design (Leed) Platinum, que é um sistema de certificação internacional do Green Building Council Brasil – GBC Brasi e orientação ambiental para edificações utilizado em mais de 150 países.

A loja foi construída de forma limpa e 100% dos resíduos foram encaminhados para reaproveitamento. “A unidade é um piloto do projeto Ser + Sustentável = Compromisso, que envolve os esforços do Portobello Grupo em torno de um ciclo mais sustentável, que vai desde a extração da matéria-prima até o varejo. A escolha de Curitiba como local para inauguração da nova loja foi baseada em critérios racionais, levando em consideração a forte presença da arquitetura e design na cidade, tornando-a uma das mais belas e bem desenvolvidas nesse quesito em todo o país”, explica Romael Soso, CEO da Portobello Shop.

Exemplo como esse contribui para o fortalecimento do CX, reputação e perenidade das empresas, que se tornam mais competitivas com o desenvolvimento de programas sociais. Isso porque a estratégia tem relação com a experiência do cliente, já que engloba um planejamento que influencia principalmente a comunidade, franqueados e profissionais de design e arquitetura.

Primeira loja sustentável

O grupo de varejo em revestimento possui atuação multicanal, com operações em quatro Unidades de Negócio: a Portobello com distribuição para homecenters, projetos e exportação; a Portobello Shop, marca de varejo; Portobello América, pioneira na internacionalização; e a Pointer, marca de design democrático consolidada no nordeste do país. De acordo com Romael Soso, a sustentabilidade é uma estratégia da empresa em todos os processos, como um valor integrado, sendo que a loja de Curitiba é um modelo para os franqueados.

“A partir de 2023, um dos capítulos do Programa de Excelência da rede será um guia de boas práticas ESG, com recomendações de ações sustentáveis no dia a dia nas lojas, com benefícios para aqueles que seguirem os direcionamentos. Além do conteúdo prático, serão oferecidos treinamentos, seguido das avaliações no programa”, revela o CEO da empresa.

Esse guia é dividido em duas partes: construtiva e operacional. A primeira orienta e influencia a rede de franqueados a construir a partir dos princípios de sustentabilidade estabelecidos pelo projeto. E a operacional garante a operação sustentável da loja a longo prazo. “Enquanto a construção da loja leva apenas 90 dias, sua operação pode durar até 30 anos. Por isso, é essencial que a loja opere de maneira ecoeficiente para garantir a sustentabilidade ao longo do tempo”, esclarece Romael Soso.

Assine nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

ESG e experiência do cliente na loja sustentável

O Portobello Grupo possui 25 metas de ESG que englobam todas as unidades e se baseia em três pilares básicos: ecoeficiência, social e governança. Em 2021, a Portobello assinou o Pacto Global da ONU, comprometendo-se a seguir princípios de Direitos Humanos, Trabalho, Meio Ambiente e Anticorrupção no dia a dia de suas operações, além de participar da Plataforma Ação para Comunicar e Engajar da iniciativa.

Dentre as iniciativas da empresa, destaca-se o conceito ASAP (Tão Sustentável quanto Possível, o mais rápido possível). O pilar governança contempla metas ligadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e um Comitê de Sustentabilidade, que é o responsável por atuar de maneira corporativa e estratégica sobre o tema e acompanhar de perto todas essas práticas. “Na visão da Portobello, adotar boas práticas sustentáveis não custa mais caro, mas exige disposição para inovação e comprometimento em torno deste objetivo”, comenta Romael Soso.

No pilar ecoeficiente, destaca-se a importância do produto sustentável, que inclui quatro elementos chave: jazidas, água, energia e resíduos. Além disso, a Portobello se compromete a utilizar 50% de energia eólica em suas fábricas.

Já no pilar social, destaca-se o Projeto Sururu: Conchas que Transformam, iniciado com o Cobogó Mundaú, elemento vazado produzido a partir da casca do sururu, um molusco parecido com o mexilhão. Esse projeto busca o desenvolvimento da comunidade do Vergel, em Alagoas, por meio da economia circular, com foco na ressignificação da casca do sururu, que era tratado como resíduo e se tornou a matéria-prima.

Conheça o Mundo do CX

Sustentabilidade e CX

A abertura da loja sustentável de Curitiba visa ampliar o diálogo com o mercado do que é a Portobello Shop, com ênfase no seu caráter sustentável e nas certificações.

“Para a Portobello, sustentabilidade significa ter consciência de suas ações e dos impactos de suas escolhas, e entender a responsabilidade de ser parte integrante da sociedade e do ecossistema no qual vivemos, ser comprometida com toda a sua cadeia de produção e distribuição, ajudando a construir um futuro onde todos evoluímos juntos; e criar conexões transparentes, inspiradoras e engajadoras por meio das relações, do jeito de se fazer negócios e da participação na sociedade”, reforça o CEO.

A unidade será um hub da rede para ações com foco em ESG também para a comunidade, como encontros e palestras. Outra medida importante é a instalação de bicicletários para colaboradores e clientes, vagas para veículos eficientes e com carregador elétrico. A sustentabilidade é transversal na Portobello Shop, fora a loja, todo o ciclo de produção dos nossos produtos também tem ESG como base e isso influencia também no CX da loja.


+ Notícias

 

Jornada do colaborador: como tornar esse processo mais humanizado (e uma revelação)

Os investimentos do Mercado Livre no Brasil em 2023

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]