Pesquisar
Close this search box.
/
/
Crianças hackers? Saiba como garantir uso seguro da internet

Crianças hackers? Saiba como garantir uso seguro da internet

Avast identificou em fóruns da internet o interesse de crianças em aprender a hackear. Mas é preciso garantir que a atividade seja usada para o bem

O acesso de crianças à internet está cada vez mais frequente. No Brasil, 93% daqueles que têm entre nove e 17 anos já tiveram contato com a grande rede, segundo dados levantados pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br) do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br). O percentual representa 22,3 milhões de brasileiros na faixa etária.

Com a tecnologia tão integrada às vidas das pessoas, e cada vez mais cedo, torna-se necessário que os pais monitorem as atividades dos filhos no mundo digital. A não fiscalização dos adultos pode deixar os menores expostos aos mais diversos riscos, e até mesmo ao descumprimento de regras de boa conduta na internet.

Assine nossa newsletter!
Fique atualizado sobre as principais novidades em experiência do cliente

Crianças e o interesse em hackear

O entretenimento e os estudos não são os únicos motivos que levam as crianças ao ambiente virtual. Com o crescimento de sites de hacking, novos desafios são apresentados à segurança de menores no mundo digital. Em fóruns de discussão da internet, como o Discord, o Avast notou o interesse dos mais jovens em saber hackear. No episódio em questão, o objetivo era invadir um sistema escolar e infectá-lo com malware.

O objetivo do hacking é comprometer um sistema ou rede de computadores, contas pessoais ou dispositivos digitais. Ou, o uso da tecnologia pode ser útil para solucionar problemas e desafios. No último caso, não há má intenção por trás do processo. Porém, as habilidades podem ser usadas de forma prejudicial.

Leia mais: Como garantir um uso de telas saudável entre crianças e adolescentes?

O diretor de Inteligência de Ameaças da Avast, Michal Salat, apontou ser importante entender a motivação que leva crianças ao interesse por práticas de hacking. “É apenas curiosidade? É para conseguir dinheiro? Se seu filho ou seus alunos demonstrarem interesse em hackear por pura curiosidade, você deve encorajar a criança”, disse.

O hacking envolve segurança cibernética e, embora seja feito em um ambiente virtual, ainda é ilegal quando feito de maneira não consensual e tem consequências na vida real. As consequências podem perseguir quem o pratica por um longo período, uma vez que pode gerar processo até mesmo para os pais, caso quem o pratique não esteja em idade penal.

Conheça o Mundo do CX

Como garantir que a internet seja utilizada com segurança por crianças?

Com o aumento no número de crianças expostas à internet, algumas atitudes podem ser tomadas pelos pais para que o uso da rede seja feito de forma segura por seus filhos. Uma delas é o monitoramento, bem como a orientação sobre um uso seguro das plataformas digitais. Alguns aplicativos, como o Google Family Link, permitem que os adultos fiquem de olho no que é acessado pelos menores. Além disso, podem limitar o tempo diário de uso.

É possível prevenir ataques hackers?

O hacking de cibersegurança pode causar danos reais para as vítimas, desde o roubo de dinheiro à venda de informações para fins maliciosos, ou o compartilhamento de informações confidenciais que podem prejudicar a imagem de pessoas e empresas.

Para se proteger, o passo inicial é usar senhas fortes. A autenticação em dois fatores ou multifatorial para contas, como e-mails e perfis em redes sociais, pode garantir maior segurança. É importante também ter atenção com phishing, que são mensagens eletrônicas enviadas com links suspeitos.

Ter senhas nos dispositivos também é importante, bem como PIN ou reconhecimento facial. É necessário ainda usar um software de segurança, conhecido como antivírus. As redes Wi-Fi públicas devem ser evitadas, uma vez que não permitem que você tenha controle direto com a segurança. Por último, evitar sites duvidosos é necessário. Avalie cuidadosamente o que acessa e os aplicativos que baixa; só faça transações em sites que tenham certificado de segurança.



+ NOTÍCIAS
Letramento digital: como ajudar crianças a fazerem um uso seguro da internet?
O impacto das redes sociais nas crianças vai a julgamento

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]