Pesquisar
Close this search box.
/
/
Consumo nos lares brasileiros: estabilidade e queda de preços impulsionam a cesta de compras

Consumo nos lares brasileiros: estabilidade e queda de preços impulsionam a cesta de compras

Dinâmica do consumo no país é influenciada por uma série de fatores, que incluem queda nos preços dos alimentos, variações regionais, programas de transferência de renda, etc.

O consumo nos lares brasileiros tem sido um indicador-chave em 2023, refletindo a dinâmica econômica do país e a experiência do consumidor. De acordo com dados da Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS), o consumo das famílias brasileiras acumulou um crescimento de 2,58% de janeiro a agosto de 2023 em comparação ao mesmo período do ano anterior. 

O consumo nas famílias está sendo impulsionado por uma combinação de fatores, incluindo estabilidade de renda, programas de transferência de renda e quedas nos preços dos alimentos. No entanto, as perspectivas futuras também dependem de fatores climáticos e outros eventos econômicos. À medida que o ano avança, é fundamental monitorar de perto como essas tendências afetam a experiência do consumidor e a economia em geral.

Consumo em ascensão

O consumo nas famílias brasileiras apresentou um aumento constante em 2023, registrando um salto significativo de 4,24% em julho. Posteriormente, permaneceu estável em agosto, fechando o mês com um aumento de 0,80%. Em comparação com agosto de 2022, houve um crescimento de 4,12%. Esses números refletem a estabilidade de renda no país e as quedas consecutivas nos preços dos alimentos.

O levantamento da ABRAS, que contribui para essas conclusões, contempla todos os formatos e canais operados pelos supermercados, incluindo atacarejos, supermercados convencionais, lojas de vizinhança, hipermercados, minimercados e e-commerce.

Leia mais: Quais fatores influenciam o consumo de alimentos e bebidas?

Impacto dos preços dos alimentos

A queda nos preços dos alimentos tem sido um fator fundamental para o aumento no volume de itens adicionados às cestas de compras das famílias brasileiras. Esta tendência tem permitido aos consumidores adicionar mais produtos à sua cesta de compras e explorar itens de valor agregado, como a carne bovina. Os preços dos cortes de carne dianteiros e traseiros, por exemplo, registraram quedas acumuladas de 9,21% e 12,03% no ano, respectivamente.

A análise regional revela que a maior queda na Cesta Abrasmercado ocorreu na região Centro-Oeste, seguida por Sudeste, Sul, Nordeste e Norte. Essas variações regionais podem ser importantes para entender as dinâmicas de consumo em diferentes partes do país.

Preços da cesta básica

A cesta de alimentos básicos teve uma queda de preço de 1,53% em agosto, com destaque para a redução de preços em itens como feijão, leite longa vida, farinha de trigo, café torrado e moído, óleo de soja e farinha de mandioca. No entanto, alguns itens como arroz, açúcar refinado e queijo muçarela registraram aumentos de preço.

É importante mencionar que os indicadores são medidos pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que é a inflação oficial do país medida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Isso ajuda a entender como a inflação afeta o poder de compra das famílias.

Assine nossa newsletter! Fique atualizado sobre as principais novidades em experiência do cliente

O IPCA e seu papel

O indicador monitora a variação dos preços de bens e serviços comumente consumidos pelas famílias brasileiras. O cálculo envolve a coleta de preços de uma cesta diversificada de produtos, abrangendo categorias como alimentos, habitação, transporte, educação, entre outras. A média ponderada desses preços, considerando a relevância de cada categoria no orçamento familiar, resulta no índice IPCA.

Itens de maior peso no orçamento familiar têm um impacto mais significativo no cálculo final do índice. Portanto, o IPCA desempenha o papel crucial ao oferecer uma visão clara de como a inflação afeta o poder de compra das pessoas e influencia suas decisões financeiras. Além disso, é uma ferramenta essencial para o governo, por auxiliar na formulação de políticas econômicas e monetárias voltadas para a manutenção da estabilidade de preços e o bem-estar econômico do país.

Cesta abrasmercado

A Cesta Abrasmercado, que avalia 35 produtos de largo consumo, registrou uma queda de 1,71% em agosto em comparação com o mês anterior. O preço médio da cesta caiu de R$ 730,06 para R$ 717,55. Esta queda foi influenciada por uma série de fatores, incluindo a redução de preços em proteínas animais e itens básicos, como feijão, farinha de trigo e óleo de soja.

Conheça o Mundo do CX

Datas influenciam

É bom destacar que o segundo semestre do ano conta com datas que tradicionalmente impulsionam o consumo, o que pode ter contribuído para o aumento do consumo nos lares brasileiros, juntamente com outros fatores como a estabilidade de renda e a queda nos preços dos alimentos.

Transferência de renda

 O cenário também é influenciado pelos recursos injetados na economia. Em agosto, programas como o Bolsa Família (R$ 14,25 bilhões), Auxílio Gás (R$ 608 milhões), pagamentos de Requisições de Pequeno Valor (INSS) (R$ 1,7 bilhão) e o 4º lote de Restituição do Imposto de Renda (R$ 7,5 bilhões) contribuíram para sustentar o poder de compra das famílias.

Perspectivas futuras

 Para setembro, as projeções são igualmente positivas, com repasses esperados de R$ 14,58 bilhões do Bolsa Família, o pagamento do último lote de Restituição do Imposto de Renda e a liberação de R$ 2,30 bilhões para pagamento de Requisições de Pequeno Valor (INSS).



+ NOTÍCIAS
Ver com os olhos e com as mãos: 80% preferem comprar de casa & decoração em lojas físicas
Como prever e antecipar tendências de consumo

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]