/
/
“Eu mereço”: mercado de autoindulgência cresce no Brasil

“Eu mereço”: mercado de autoindulgência cresce no Brasil

Apesar da tendência de migração para marcas e produtos mais baratos, o trade down, continuar forte, a restrição de gastos não impede busca por itens do mercado de indulgências

A pandemia global causou um aumento nos níveis de estresse e ansiedade em todo o mundo, e o Brasil não é exceção. Para lidar com isso, os brasileiros estão buscando maneiras de se recompensar com mimos e curtir os momentos da melhor maneira possível.

Segundo uma pesquisa realizada pela McKinsey & Company, mais da metade (55%) dos consumidores brasileiros pretendem se dar uma folga e se presentear com mimos nos próximos meses. Roupas, beleza, higiene pessoal e calçados lideram esse mercado de indulgências.

Por que “eu mereço”?

As compras de indulgências são importantes para manter a qualidade de vida e dar incentivo aos consumidores. Esse tipo de compra pode até ser vista como uma forma de autocuidado, e libera uma dose de ocitocina (hormônio que promove sentimentos de bem-estar). Desde que a decisão de compra seja feita com alguma responsabilidade financeira, as indulgências funcionam como um benefício para o consumidor.

Leia mais: Como a pandemia influenciou as prioridades de vida da Geração Y

Como esse cenário é possível?

Isso levanta a questão: como o consumidor brasileiro está lidando com o aperto na economia e ainda tentando colocar em prática esses planos de indulgências? A resposta está na redução de gastos.

De acordo com a pesquisa da McKinsey, 82% dos consumidores brasileiros pesquisados reduziram seus gastos em compras e isso permite que eles mantenham alguns mimos. Para isso, um terço dos brasileiros (33%) optaram por comprar itens menores ou quantidades menores para economizar dinheiro em itens básicos essenciais (os que compõem a cesta básica). Outros 18% economizaram em itens essenciais não-básicos como produtos de limpeza.

Conter gastos é tendência, mas não impede autoindulgência

A redução de gastos durante a pandemia não impediu os consumidores brasileiros de mostrar para si mesmos que “merecem” o melhor.  Para reduzir os gastos, 25% dos consumidores optaram por marcas mais baratas (“trade down”) ao comprar itens da cesta básica.  O trade down diminuiu em relação à média de 2022 para 2021 (foi de 40% para 39%), mas ainda é bastante significativo.

Essa redução de gastos não significa, no entanto, que os planos de indulgência estejam fora de questão. Pelo menos 55% dos consumidores brasileiros pretendem se dar uma folga e comprar roupas, produtos de beleza, higiene pessoal, e calçados.

Esta foi uma tendência também observada em alguns dos países mais atingidos pela pandemia, como Estados Unidos, Reino Unido e China. Cabe às empresas se prepararem para manter o consumidor próximo, e aproveitar durante a recuperação econômica.

Assine nossa newsletter!
Fique atualizado sobre as principais novidades em experiência do cliente

8 em cada 10 consumidores compram menos

Conforme a pesquisa da McKinsey, 8 em cada 10 brasileiros (82%) dos consumidores brasileiros reduziram suas compras este ano. Essa redução de gastos foi maior entre os consumidores brasileiros mais jovens, entre 18 e 24 anos. Em seguida, a faixa etária que mais apertou o cinto n a tendência de redução de gastos foi a de 45 a 54 anos. Além disso, como parte dos esforços para economizar, os consumidores brasileiros começaram a usar cupons de desconto e a buscar novas formas de economizar.

Isso incluiu a busca por ofertas em marketplaces, a escolha de cupons de desconto, a compra de itens em segunda mão e a negociação de preços. Uma das principais estratégias de economia adotadas pelos consumidores brasileiros foi a de usar e reutilizar itens, como roupas, eletrônicos e móveis. A reutilização de itens foi particularmente importante para os consumidores de baixa renda.

Conheça o Mundo do CX

Indulgências não são consideradas luxo

A pesquisa da McKinsey  sugere que o “eu mereço” é uma tendência e que apesar das restrições orçamentárias, as indulgências são consideradas importantes pelos consumidores para manter a sua qualidade de vida. Itens como livros, roupas, alimentos gourmet e presentes ajudam a aumentar a ligação com o que é importante para si mesmo e causam sensação de conforto e a tranquilidade.

Para manter essas indulgências um dos caminhos escolhidos foi o “trade down”, e trocar as marcas mais caras por marcas mais baratas. As pessoas encontram caminhos para economizar e continuar custeando a própria autoindulgência. Isso sugere que os consumidores não enxergam estes “mimos” como um luxo ou algo desnecessário.

Caminhos para as empresas

Considerando os dados levantados pela consultoria, fornecedores e marcas precisam estar atentos ao movimento do consumidor brasileiro de corte de custos e buscar alternativas. Apesar do interesse pelas indulgências, o consumidor não está disposto a gastar mais para manter seus custos.

Uma saída para quem trabalha com produtos pode ser oferecer embalagens menores, criar produtos mais acessíveis no portfólio ou oferecer descontos e cupons. O consumidor está pesquisando antes de comprar e apenas contar com as compras de indulgências não será suficiente.



+ NOTÍCIAS
Conexão emocional com clientes traz resultados efetivos e mensuráveis
Bioeconomia é realidade e pode ser rentável, dizem bancos

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]