Pesquisar
Close this search box.
/
/
Anvisa lança sistema para controle de receituários médicos

Anvisa lança sistema para controle de receituários médicos

Resolução segue lei que valida o uso receitas em todo o território nacional, independentemente de onde foi emitida, gerando maior segurança.

Um receituário médico é mais do que um papel com instruções. É a garantia de um tratamento seguro e eficaz. Além de indicar os medicamentos necessários, o receituário geralmente contém informações sobre posologia, frequência de administração e orientações especiais, garantindo a correta utilização dos remédios.

Sabendo da importância desse documento, e almejando obter maior controle na distribuição de receituários e detectar fraudes, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou a Resolução de Diretoria Colegiada n.º 873 (RDC 873/2024). Em suma, o material estabelece os procedimentos e critérios para a criação do Sistema Nacional de Controle de Receituário (SNCR).

Esse sistema consiste em uma plataforma informatizada cuja finalidade é gerenciar a distribuição da numeração de notificações de receita e de talonários de receituários em todo o território nacional. Em suma, as funcionalidades do SNCR permitem o registro e monitoramento individualizado de cada numeração de receituários emitida, garantindo a rastreabilidade e segurança necessárias.

Além disso, possibilita a integração com outras plataformas para uma gestão mais eficiente e precisa. Com sua implementação, será possível reduzir fraudes e desvios, garantindo a transparência e confiabilidade no processo de distribuição de receituários em todo o país.

Lei n.º 13.732

A principal novidade da Resolução é que a Anvisa disponibilizará uma plataforma online para as Vigilâncias Sanitárias. Uma numeração estará disponível nesse ambiente para os prescritores utilizarem nas Notificações de Receita. E então um único banco de dados atribuirá a numeração para todo o Brasil. A medida dá continuidade as exigências da Lei n.º 13.732/2018, que tornou as receitas válidas em todo o território nacional, independentemente da unidade federativa de emissão.

Antes da lei, o médico emitia a receita. E o consumidor só podia adquirir o medicamento no estado onde ocorreu a consulta médica. Posteriormente, farmácias, drogarias e comércios que vendem remédios sob prescrição em todo o território nacional passaram a reconhecer o receituário com a alteração implementada pela Lei n.º 13.732.

As Vigilâncias Sanitárias manterão a responsabilidade pela concessão e supervisão das numerações, como já se faz atualmente. Agora, a grande novidade é que a ferramenta online estará disponível para gerir os números dos receituários forma automatizada. E isso se dará a partir de um banco de dados nacional único.

Controle e transparência

O SNCR aprimorará o controle dos receituários e numerações, possibilitando a identificação da origem de todas as notificações de receita. Essa medida trará mais segurança ao farmacêutico durante a dispensação de medicamentos, ajudando a evitar fraudes e falsificações.

É importante ressaltar que este sistema não funcionará como uma plataforma de emissão de prescrições eletrônicas. Entretanto, será usado exclusivamente para o fornecimento e controle das numerações.

Do ponto de vista do consumidor, a importância de um maior controle de receituários e medicamentos se justifica pelos riscos associados a essas drogas. Afinal, substâncias psicoativas, analgésicas, anestésicas, teratogênicas, entre outras, apresentam alto potencial para causar dependência ao serem utilizadas de maneira abusiva ou inadequada.

Ademais, esses medicamentos podem modificar a percepção, humor e pensamento. O abuso dessas drogas pode, inclusive, impactar negativamente a saúde mental e física do indivíduo. “Por essas características, é fundamental que os profissionais que prescrevem sejam registrados pelas autoridades sanitárias e os receituários sejam rastreáveis”, diz a Anvisa em nota.

Benefícios para os consumidores

Nesse ínterim, do ponto de vista dos consumidores, o SNCR é a garantia de que os medicamentos adquiridos possuem procedência e qualidade comprovadas. Em síntese, a ideia do sistema é oferecer maior segurança e confiabilidade aos consumidores.

No que tange às fraudes, uma vez que o Sistema atuará por meio da integração com órgãos que permitirão a rastreabilidade dos receituários médicos, a chance de garantir a autenticidade das prescrições aumenta. Por consequência, isso evitará as falsificações. Ademais, como a tecnologia permitirá o monitoramento em tempo real das receitas emitidas, será mais fácil identificar irregularidades e atuar de forma preventiva, promovendo um ambiente mais transparente e ético para os consumidores.

E, em conclusão, os consumidores comprarão com a certeza de que estão adquirindo produtos que atendem aos padrões exigidos pelos órgãos reguladores, preservando sua saúde e bem-estar.

Importante: o sistema não será uma plataforma de emissão de prescrições eletrônicas, mas servirá exclusivamente para fornecimento e controle da numeração.

Validade

A partir de 1º de janeiro de 2025, é mandatório o uso do sistema por todas as Vigilâncias Sanitárias. Para a implantação do SNCR, a Anvisa dará treinamentos e capacitações às Vigilâncias Sanitárias estaduais e do Distrito Federal (DF) por meio de webinar e reuniões presenciais. A Agência também publicará um manual sobre o assunto em seu portal.

 Saiba mais na Resolução de Diretoria Colegiada n.º 873 (RDC 873/2024).

Cuidados com os receituários

Um receituário médico é um documento legal que garante que o paciente receba o tratamento correto e seguro. Portanto, atenção aos detalhes é fundamental. Erros em receitas podem levar a graves consequências, como reações adversas e subdosagem.

Para garantir a autenticidade e segurança do tratamento, é crucial que os receituários sejam emitidos por profissionais de saúde devidamente registrados e habilitados. Além disso, é essencial conferir se as informações estão completas e corretas, evitando possíveis erros na administração dos medicamentos. Ao seguir essas diretrizes, é possível assegurar a eficácia do tratamento e a saúde do paciente de forma adequada e responsável.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]