Pesquisar
Close this search box.
/
/
Anatel vai suspender empresa que faz robocall. Entenda o que é a prática

Anatel vai suspender empresa que faz robocall. Entenda o que é a prática

A Anatel pulicou uma norma que limita o volume de ligações indesejadas por robôs, os robocalls. O Brasil é o segundo país do mundo nesse tipo de contato

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) decidiu atacar as inoportunas ligações automáticas, as chamadas robocalls.

Foi publicada nesta segunda-feira (6) uma medida cautelar que estabelece, entre outras coisas, a suspensão dos serviços das empresas que fizerem mais de 100 mil chamadas por dia com duração inferior a 3 segundos. Os responsáveis pelas ligações, sejam empresas de telemarketing ou as companhias que atuam diretamente com o consumidor, poderão receber multa de até R$ 50 milhões. E esse valor será para cada CNPJ.

A medida ainda determina que as operadoras de telecomunicações enviem e até 10 dias (a contar dessa segunda-feira) uma lista de usuários (ou números) que geraram, nos últimos 30 dias, mais de 100 mil chamadas em um único dia, com duração de até 3 segundos.

Ou seja, a prática de robocall não será realmente proibida, mas limitada ao teto de 100 mil ligações por dia. Além disso, os números informados pelas operadoras serão proibidos de realizarem tal prática, caso contrário a empresa será multada.

Mas você já se perguntou por que isso acontece?

Por que as ligações caem?

Empresas utilizam um software que faz dezenas de ligações ao mesmo tempo – algo que vai além de 20 ligações de uma única vez.

No entanto, a ideia não é que um robô fale com um consumidor. O objetivo do robocall é verificar se alguém atendeu a ligação ou verificar se “você é você mesmo”.

Se sim, ela será repassada a um atendente humano, que vai assumir a ligação e passará a oferecer algum produto, cobrar uma dívida, entre outros motivos.

No entanto, esse processo tem uma falha e é justamente isso que resulta no grande volume de ligações que caem.

O número de atendentes nem sempre é suficiente para o volume de ligações atendidas obtidas por meio de robocalls. Ou seja, a ligação está muda porque  nenhum agente de telemarketing conseguiu atender a linha do outro lado dentro de um determinado tempo. Então, ela cai porque não houve atendimento.

E por que as empresas fazem isso? Basicamente é uma estratégia para aumentar a efetividade de ligações atendidas ao longo de um dia.

Ligação que não acaba mais

Ao que tudo indica, a eficiência nas ligações atendidas virou um sucesso entre as empresas, principalmente porque a quantidade de robocalls não para de crescer no mundo todo.

O Brasil é o segundo país do mundo em volume de robocalls. De acordo com a Anatel, uma única empresa estaria originando mais de 1 milhão de chamadas por dia.

Nos EUA, o maior país do mundo em quantidade de ligações indesejadas, a expectativa é que o volume de ligações chegue a 46 bilhões até o fim deste ano. Por conta dessa avalanche de ligações, o governo criou uma regulação chamada Stir/Shaken para combater essa prática.

Outro dado que mostra o avanço dos robocalls é a quantidade de reclamações.

Em 2021, segundo dados da Anatel, foram registradas 25.739 reclamações por ligações indesejadas em 2021. E isso sem contar as reclamações feitas nos órgãos de defesa dos consumidores.

Para as empresas de telecomunicações, os robocalls também se tornaram uma praga que infestaram os cabos de telefone e principalmente os sinais da telefonia móvel. Hoje, 60% do tráfego no País é ocupado por robocalls.

“Assim, com o significativo aumento do uso irregular dos recursos de numeração e dados os seus efeitos nocivos à rede e aos consumidores, bem como a sobrecarga das ligações de robocalls, a Anatel decidiu atuar de forma urgente, buscando remediar a situação e evitar um crescimento ainda maior do problema”, informou.


+ Notícias

Por que uma empresa de e-mail criptografado poderá ser a antítese do Google?

STJ retoma julgamento do rol da ANS. Entenda o que pode mudar  

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]