Pesquisar
Close this search box.
/
/
10 tendências para o setor de beleza em 2020

10 tendências para o setor de beleza em 2020

Provadores virtuais, produtos sustentáveis e inclusivos e uma pegada naturalista devem compôr o mercado de beleza do próximo ano

A plataforma CB Insights divulgou um relatório baseado em estudos de tendência para o mercado de beleza em 2020.
Segundo o relatório, 2019 foi um ano positivamente marcante para o segmento, com grandes aquisições pela Shiseido e Unilever e o avanço de novas marcas dentro da economia sustentável.
A indústria da beleza está, também, se tornando cada vez mais habilitada para tecnologia, utilizando inovações como inteligência artificial, impressão 3D, big data e blockchain para tornar os produtos mais eficientes e personalizados para os consumidores.
Agora, a coleta de novos dados de localizações, biotipos e percepções comportamentais dos consumidores estão impactando o setor, tanto do lado das startups, quanto das grandes corporações.

Selecionamos um resumo das principais tendências que irão tomar o setor de beleza no próximo ano. CONFIRA:

1. SISTEMAS DE BELEZA CONECTADOS

As marcas estão construindo sistemas de beleza conectados para personalizar tratamentos e cuidados com a pele, através da coleta de dados comportamentais dos compradores. Cada vez mais essas empresas têm utilizado a inteligência artificial para personalizar análises e gerar recomendações aos clientes.
O Optune, da Shiseido, por exemplo, é um sistema de cuidados com a pele lançado no início de 2019, que detecta, através de dispositivos móveis, as condições da pele dos usuários, e oferece uma nova fórmula personalizada todos os dias.


2. AQUISIÇÃO DE PEQUENAS MARCAS

Houve um grande aumento nas atividades de incubação e aceleração de startups de beleza e a aquisição delas por grandes marcas, como a Sephora, Unilever, Colgate-Palmolive e L’Occitane, por exemplo, que fizeram financiamentos e aquisições milionárias neste ano, e devem continuar em 2020.


3. PRODUTOS INCLUSIVOS E DE GÊNERO NEUTRO

Cuidados pessoais masculinos estão recebendo cada vez mais atenção do mercado, além do surgimento de empresas de beleza ou produtos sem foco de gênero. Outra tendência crescente é o foco em peles com tons além do caucasiano e o surgimento de skincare para bebês e crianças.


4. GLOBALIZAÇÃO E LOCALIZAÇÃO

Além do mercado de cosméticos da Coreia do Sul – que não mostra sinais de desaceleração –, outros mercados de beleza estão em ascensão e distribuição mundial, como Brasil, China, Indonésia e países nórdicos – todos com produtos com uma pegada naturalista.


setor de beleza

5. PARCERIA COM FAZENDAS E LABORATÓRIOS

Ingredientes à base de plantas e probióticos tomaram conta do mundo da beleza em 2019.

Muitas marcas de beleza natural estão empregando integração vertical e trabalhando diretamente com fazendas e agritechs, que funcionam como laboratórios para testar ingredientes e tecnologias naturais. Desta forma é possível controlar melhor a origem dos seus ingredientes e atenuar riscos em potencial, além de fornecer uma cultura mais transparente.


6. SUSTENTABILIDADE E TRANSPARÊNCIA

As Gerações Y e Z estão liderando as mudanças dos hábitos de consumo, o que inclui o plástico descartável. Para explorar essa tendência, as empresas de beleza estão investindo cada vez mais em iniciativas e tecnologias de desenvolvimento sustentável, com embalagens recicladas e refis.

As empresas também estão usando ingredientes naturais, embasados pela ciência e de fabricação mais econômica, e muitas vezes rejeitam a utilização de substâncias comprovadamente cancerígenas.

Estão surgindo aplicativos no mercado para a pesquisa de ingredientes, permitindo que os consumidores busquem a história por trás dos produtos utilizados por uma marca específica, ou o que significa cada um dos componentes de uma fórmula, seus possíveis riscos ou danos ambientais.


7. REVENDEDORES ALTERNATIVOS

Nos últimos dois anos, a Amazon e outras plataformas vêm investindo agressivamente no comércio eletrônico de beleza, além de, no asiático, estarem emergindo novos canais de distribuição de cosméticos offline, como cabines de maquiagem e máquinas de venda automática em locais de grande circulação.


8. BELEZA E BEM-ESTAR

As startups de beauty tech estão cada vez mais investindo na criação de suplementos e vitaminas funcionais à estética, com benefícios como perda de peso, clareamento de pele e fortalecimento de cabelos e unhas. Também estão surgindo produtos para higiene pessoal e suplementação de beleza pós-treino.


9. PROVADORES VIRTUAIS

Os provadores virtuais funcionam por meio de aplicativos de realidade aumentada, que permitem que os usuários experimentem, através de câmeras de dispositivos móveis, maquiagens ou colorações de cabelo antes de decidirem pela compra.

O teste virtual possui dois objetivos distintos no varejo: ao mesmo tempo em que os compradores testam diferentes visuais, a inteligência artificial dos softwares coletam dados comportamentais dos usuários, como tom de pele, rugas, formato do rosto etc.


10. PERSONALIZAÇÃO E DESMEMBRAMENTO DE SPAS E SALÕES

Na Europa e na América do Norte há um movimento crescente dentre as startups de beauty tech, que focam em serviços personalizados e atendimento à domicílio para cuidados pessoais, como tratamentos de pele, cabelo e reformas de roupas.

Além disso, os salões e spas estão se desmembrando, com o surgimento de centros especializados unicamente em cabelos, por exemplo, ou centros especializados exclusivamente em procedimentos médicos e estéticos. É provável que os serviços de beleza fragmentados continuem se proliferando e se tornem mais comuns.

+ MERCADO DE BELEZA

Países nórdicos comandam as tendências do mercado de beleza
6 hábitos da geração Z que estão mudando o mercado da beleza
Transformação digital na indústria da beleza

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]