Pesquisar
Close this search box.
/
/
Sete razões para investir em autoatendimento

Sete razões para investir em autoatendimento

Além de otimizar processos, o autoatendimento pode ajudar a reter clientes e aumentar seus índices de satisfação

Uma pesquisa encomendada pelo PayPal e divulgada no último mês de março revelou que existem hoje, no Brasil, cerca de 450 mil sites dedicados ao e-commerce, concorrência intensa por um tipo de consumidor com muito mais acesso à informação e nível de exigência cada vez mais elevado. Impressionante, não é?

 

Diante disso, para se destacar nesse oceano de plataformas de comércio virtual, precisa de atualização constante com as novas tecnologias e nível de serviço de excelência. E um dos caminhos para atingir o máximo de satisfação dos clientes é caprichar na interação com o consumidor, algo que muitas empresas têm feito por meio do autoatendimento!

 

Como percebemos que muitos diretores digitais, supervisores ou gerentes de lojas online ainda não conhecem as vantagens dessa ferramenta, listamos abaixo sete vantagens de oferecer autoatendimento ao consumidor.

 

Para começo de conversa: entenda a diferença entre FAQ e autoatendimento

 

A primeira coisa que deve ficar clara é que autoatendimento não deve ser confundido com o FAQ tradicional, ok? As perguntas listadas no FAQ já foram úteis às empresas em outro momento da internet, há cerca de 10 anos atrás. Hoje, com um público conectado 24 horas por dia, com inúmeras opções de lojas online e poucos segundos para fazer uma escolha, não tenha dúvida de que de nada adianta cadastrar 10 mil questionamentos em um menu de perguntas e respostas, pois seu cliente não perderá tempo procurando onde está a dúvida dele.

 

O autoatendimento, por outro lado, é uma verdadeira central de atendimento automatizada, na qual o cliente digita livremente sua dúvida em um campo apropriado e, imediatamente, o back-end do site cruza a sequência de palavras utilizadas, interpreta a dúvida e encontra a resposta adequada, baseada em um poderoso sistema de busca semântica e PLN (Processamento de Linguagem Natural).

 

Uma maneira moderna e econômica de oferecer autoatendimento com qualidade, rapidez e eficiência, sem a necessidade de jogar o cliente em longos minutos de espera ou fazê-lo explicar os detalhes de suas dúvidas ao atendente!

 

Entendido o que significa oferecer autoatendimento, vamos às sete vantagens de que falamos:

1. Otimização dos investimentos

Manter uma equipe de atendimento para contemplar as demandas de todos os consumidores custa caro e, muitas vezes, a decisão da empresa é vender mais sem aumentar o time do SAC. As ferramentas de autoatendimento trazem essa possibilidade. Estamos falando em reduzir custos e melhorar a qualidade.

 

2. Atendimento disponível 24h em sete dias por semana

O título diz por si só. Ao cliente, o benefício está em poder sanar suas dúvidas a qualquer momento do dia, em qualquer dia da semana. Ao empreendedor, a não necessidade de manter uma equipe extensa trabalhando no período noturno, gerando obrigações trabalhistas diferenciadas que oneram significativamente o caixa da empresa.

 

3. Maior nível de satisfação dos usuários

Uma pesquisa recente da Forrester Research mostrou que o grau de satisfação dos clientes com o atendimento humanizado é ínfimo e a maioria prefere a velocidade e o dinamismo do atendimento automatizado. Sabia disso?

Vale lembrar que atendimento automatizado não é sinônimo de oferecimento de respostas vagas superficiais feitas por um sistema de computador. O robô de atendimento é um exemplo do nível de humanização em que chegou o autoatendimento.

Esse assistente virtual interpreta as perguntas em linguagem natural e responde exatamente o que lhe foi perguntado, criando uma interação mais próxima da humana (pois é possível criar uma personalidade para o robô) ? tudo isso, sem precisar de um agente. Como se não bastasse, o robô detecta quando o cliente tem necessidade de obter informações mais complexas, fazendo então a transferência imediata da conversa para um consultor! Você só havia visto isso antes nos Jetsons, não?

 

4. Redução no volume de e-mails e ligações feitas à empresa

A redução pode chegar a até 60%! O percentual exato de redução depende do segmento da qualidade do autoatendimento oferecido. Hoje, já é possível oferecer as tecnologias de autoatendimento também antes do formulário de envio de e-mail, retendo assim o consumidor deste canal.

 

5. Realocação dos profissionais ao core business da organização

A redução no volume de e-mails e telefonemas citados no ponto anterior permite ao empreendedor deslocar mais colaboradores para as áreas estratégicas da empresa, trabalhando com maior eficiência no back-office.

 

6. Redução nas taxas de abandono de carrinho

Muitos clientes desistem da compra após perderem alguns minutos tentando sanar dúvidas sobre prazo de entrega, taxas, condições de pagamento ou políticas de troca. Entretanto, oferecer autoatendimento significa entregar a eles respostas rápidas no momento da decisão de compra, o que pode ser o diferencial no aumento de suas vendas.

 

7. Maior autonomia ao cliente

Quem opta em oferecer autoatendimento entrega aos seus clientes muito mais autonomia para que eles possam resolver todos os seus questionamentos, pelo tempo que necessitarem, no ritmo que puderem.

 

* Alexandre Bernardoni é lider da área de Oferta da Direct Talk

 

LEIA MAIS:

A importância do relacionamento com cliente na sua empresa

Quatro pilares para alcançar o padrão Disney de excelência

Sete tendências para melhorar a experiência do cliente

 

 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]