Pesquisar
Close this search box.
/
/
Caminhos para garantir a segurança da informação no trabalho remoto

Caminhos para garantir a segurança da informação no trabalho remoto

Investimento em tecnologias e conscientização da equipe em relação à proteção de dados são ações essenciais

Diante do atual cenário de pandemia que vivemos desde 2020, diversas empresas precisaram adotar o trabalho remoto como modelo para pelo menos parte da equipe. Com os funcionários em casa, uma nova preocupação tomou conta de diversos gestores: a ameaça à segurança da informação.

Mais de um ano após a mudança para o home office e com os processos já acomodados, está na hora de investir mais a fundo nas tecnologias que possam garantir a proteção dos dados corporativos, dos clientes e dos funcionários. Além de trabalhar na conscientização de todos da equipe para o assunto.

A importância da proteção de dados

Segundo o especialista em negócios digitais, Fellipe Guimarães, CEO da Codeby, a segurança das informações é um ponto crucial sobre a tecnologia que poucas empresas estão focando e que deveriam trabalhar de maneira mais efetiva. “Vale lembrar que as maiores multas de empresas na GDPR (conjunto de regras específico da União Europeia, semelhante a LGPD) são por vazamento de dados (data breaching)”, ressalta.

Existem dois cenários muito recorrentes no trabalho home office que implicam riscos potenciais à segurança: trabalhadores usando seus próprios dispositivos para trabalhar ou usando o computador da empresa, que geralmente está logado em uma rede segura.

Além disso, a infraestrutura tecnológica escolhida pelas empresas para alocar seus sistemas de gestão tem grande peso quando o assunto é segurança. Com as mudanças repentinas causadas pela pandemia, diversas empresas não estavam preparadas para o trabalho remoto, deixando suas informações desprotegidas na abertura de acesso.

“Trabalhar remotamente exige atenção das empresas, elas precisam urgentemente de procedimentos de segurança”, explica o especialista em negócios digitais. Ainda segundo Fellipe Guimarães, “vemos muita negligência dentro das organizações quando o assunto é tecnologia, dados e segurança”.

Para Jean Jader Martins, diretor comercial da Global Gate DC, a cyber security é essencial para proteger dados estratégicos, manter a eficiência dos equipamentos e garantir, inclusive, compliance, já que, desde o ano passado, o país conta com uma Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

É por meio de um bom planejamento de segurança que a empresa define fornecedores, softwares para controle de acesso e bloqueio de malwares, boas práticas de compartilhamento de informações e outros fatores. Jean Jader Martins reforça que sem uma boa estrutura de cyber security, dados do negócio e de clientes ficam muito vulneráveis à atuação de hackers e podem ocorrer situações que acontecem com frequência, como o vazamento de informações pessoais e até mesmo sequestro de dados.

Tecnologias e ações para a segurança da informação

Fellipe Guimarães destaca três procedimentos básicos, que são muito importantes para que a empresa possa trabalhar remotamente sem medo.

  • Antivírus: para se proteger de ameaças e evitar que hackers consigam informação privada da pessoa ou empresa.
  • VPN (Virtual Private Network): para as informações trafegarem pela internet de forma criptografada.
  • DLP (Data Loss Prevention): para as pessoas não compartilharem informações chaves da empresa para fora da mesma.

 

Além deles, o especialista em negócios digitais ressalta que existem vários outros procedimentos que podem ser adotados na rotina remota para garantir a segurança de dados. Entre eles está relacionado à rede wi-fi. É importante estimular que os colaboradores troquem a senha da internet de casa constantemente.

Outro ponto importante que diz respeito à estrutura da casa do funcionário é o roteador. É preciso mantê-lo sempre atualizado. Muitos fabricantes publicam periodicamente atualizações que corrigem problemas de segurança. Além disso, ativar a configuração WPA2 dificulta bastante a captura da senha de sua rede em caso de ataque externo.

Por fim, estão as soluções de endpoint. Esse tipo de serviço, oferecido por empresas especializadas em segurança digital e armazenamento de dados, traz um conjunto de soluções para identificar potenciais ameaças de segurança à estrutura de tecnologia das empresas e garantir a conectividade de qualquer lugar sem abrir mão da privacidade e da proteção dos dados. Um exemplo disponível no mercado é o VEEAM, uma ferramenta de Backup & Recovery Solutions para data centers.

Ter políticas de proteção bem definidas para todos os processos que são realizados pela empresa em relação aos dados e informações é fundamental. Isso, em conjunto com as dicas citadas acima, representa uma ação essencial para o combate e prevenção de cibercrimes, em que criminosos virtuais se aproveitam de momentos delicados e vulneráveis para conduzir golpes nas empresas e em seus funcionários. Lembrando que o ataque pode ser via e-mail, SMS, ligação ou, até mesmo, aplicativos de mensagem (se passando por alguém da equipe).

Além disso, também vale ressaltar a importância de ficar atento aos e-mails, envio de links suspeitos, domínios inexistentes, e as famosas fake news. “É importante o funcionário ficar em alerta, evitar compartilhar senha do wi-fi, e-mail, banco, evitar transferências bancárias ou expor informações da empresa via e-mail, telefone ou mensagens suspeitas”, aconselha Fellipe Magalhães.

Por onde começar?

O CEO da Codeby indica que o primeiro passo é contratar um especialista, pois se trata de um tema extremamente importante e com poucas pessoas com expertise no mercado. Com um especialista na equipe, fica mais fácil decidir como a empresa deve conduzir seu plano de segurança da informação.

Para Jean Jader Martins, também se deve buscar fornecedores de tecnologia e de soluções de cyber security que sejam confiáveis, bem avaliados pelas empresas usuárias e que possuam certificações reconhecidas. “Também é importante investir em boas práticas internas, a começar pela orientação clara e constante à equipe sobre boas práticas de acesso e segurança de dados”, finaliza.


+ Notícias 

As mudanças que a computação em nuvem pode trazer para os negócios 

O futuro do atendimento está fora dos escritórios e além do home office 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]