Pesquisar
Close this search box.
Fusão entre Callflex e VoxAge é estratégia focada na experiência

Fusão entre Callflex e VoxAge é estratégia focada na experiência

Consolidação do mercado de relacionamento com o cliente impulsiona fusão e faz empresas investirem em inovação

   O primeiro semestre de 2022 foi marcado pelo número recorde de fusões e aquisições no Brasil: um total de 807, segundo a PwC. Liderado pelo setor de tecnologia, o movimento é reflexo da movimentação das empresas para atender às mudanças do mercado e às novas necessidades dos clientes. É exatamente isso que está por trás da fusão entre a Callflex e a VoxAge, realizada em 2021. 

   Tradicionais desenvolvedoras de soluções para o relacionamento com clientes, as empresas entenderam que unir forças era o melhor caminho para o objetivo de consolidação. Agora,focando o oferecimento da melhor experiência para as empresas-clientes, a nova companhia Callflex+VoxAge está investindo cerca de R$ 50 milhões em pesquisas e novos desenvolvimentos, além de olhar mais fortemente para o mercado internacional. 

Alexandre Azzoni, 
sócio e cofundador
da Callflex+VoxAge

   “Ambas as empresas já vinham procurando algum tipo de movimento nesse sentido. Estamos num mercado que vem se consolidando de forma muito significativa, e do ponto de vista estratégico a fusão foi excelente. Dentro do processo, entendemos que tínhamos muita sinergia em relação a raciocínio, produto e tipo de cliente. Foi importante se unir e poder entregar para os clientes um aspecto tanto de fornecimento quanto de raciocínio e robustez de atendimento mais sólido e confiante, dentro de um mercado que tomou uma sacudida durante a pandemia”, afirma Alexandre Azzoni, sócio e cofundador da Callflex+VoxAge.

   Seguindo a tendência de estruturar produtos e serviços para que os clientes encontrem tudo o que precisam em um só lugar, as empresas passaram a fazer um exercício de conjugar produtos para determinadas entregas. A questão passou a ser unir o melhor dos dois mundos para melhorar a jornada de experiência do cliente e a competitividade no mercado. Um exemplo é a nova plataforma de atendimento omnichannel oferecida pela companhia que está ainda mais completa e pronta para atender às necessidades das empresas em função das novas regulações da Lei do SAC. 

O FUTURO DO MERCADO DE RELACIONAMENTO COM O CLIENTE

   Como afirma Azzoni, antigamente tomadores de serviços possuíam cerca de uma dezena de fornecedores, mas a digitalização trouxe uma nova visão e fez esse número diminuir. “Isso elevou dramaticamente o nível de serviço, porque passou a exigir das empresas responder à altura das necessidades. Dentro desse mercado mais concentrado, não faz sentido ficar brigando; o ideal é unir esforços. Por isso, a ideia é continuar olhando para o mercado em busca de outras empresas que possam agregar valor ao portfólio de serviços”, diz.

   Além disso, aspectos de multicanalidade, que caminham para a omnicanalidade, obrigam a consolidação da tecnologia. Só assim as empresas passam a conseguir olhar para todos os canais e para as camadas de atendimento de forma mais generalizada e conectada, criando a possibilidade de gerar relacionamentos lineares. 

   “A própria nova Lei do SAC vai exigir esse olhar mais generalizado quando trata da obrigatoriedade na continuidade do atendimento. Vai ser muito difícil alcançar isso em ferramentas distintas. A consolidação de canais e a forma como falar com os clientes vão obrigar as empresas a tomar decisões melhores quanto à tecnologia”, afirma Alexandre Azzoni. 

UNIÃO ENTRE TECNOLOGIA E HUMANO

   Outro ponto importante para a experiência do cliente e citado na nova Lei do SAC é o atendimento humano, que passa a ser obrigatório durante 8 horas diárias. As novas exigências prometem aumentar a régua dos serviços de relacionamento com o cliente, principalmente do ponto de vista tecnológico. 

   Isso significa que os modelos estão mudando, e é necessário inovar no sentido de equilibrar e unir tecnologia e humano para melhorar a experiência de todos os envolvidos na jornada. Um exemplo disso é o projeto da Callflex que recebeu prêmio no Brasil e na América Latina. 

   “Trata-se de um call center descentralizado, no qual a gestão fica centralizada e o atendimento passa a estar no local onde as pessoas querem ser atendidas. Em uma das maiores empresas do País, temos um call center com cerca de 2 mil posições em mais de 600 cidades distintas ao longo do território nacional. Isso abre a possibilidade de as empresas fazerem o exercício de atingir os clientes onde eles estão, por meio de pessoas que estão acostumadas e habituadas com o ambiente deles”, conta Azzoni. 

   Dessa forma, o olhar dedicado para cada cliente e, ao mesmo tempo, o uso de tecnologia de uma forma mais inteligente prometem movimentar o mercado, sem contar, é claro, com as possíveis novas fusões e aquisições. 

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]