Pesquisar
Close this search box.
/
/
Moda circular: responsabilidade das empresas e o comportamento do consumidor

Moda circular: responsabilidade das empresas e o comportamento do consumidor

A moda consciente e sustentável questiona a forma com a qual as nossas roupas são feitas, usadas e reutilizadas. Conheça o conceito e iniciativas

A indústria da moda tem enfrentado sérios problemas ambientais. Uso inadequado de água, energia e químicos na produção de fibras, por exemplo, devem ser repensados para que se fomente um novo caminho para esse tipo de indústria.

Muitas empresas do setor já têm assumido compromissos importantes em seu negócio em prol de uma moda mais sustentável, a chamada MODA CIRCULAR. O conceito foi usado pela primeira vez na primavera de 2014 – época em que o tema estava presente nas pautas das agendas políticas e ambientais na Europa.

Um dos atores foi Anna Brismar, chefe e dona da empresa de consultoria sueca Green Strategy, em um projeto para organizar um evento de moda sustentável no centro de Estocolmo. Outro ator que inicialmente usou o termo “moda circular” foi a H&M, especificamente a equipe de sustentabilidade na sede em Estocolmo.

O conceito de moda circular se baseia nos principais princípios da economia circular e do desenvolvimento sustentável e se relaciona com a indústria da moda. A partir de princípios-chave, a moda circular diz respeito ao ciclo de vida de um produto, do design e do sourcing, à produção, transporte, armazenamento, comercialização e venda, bem como a fase de usuário e o fim de vida do produto.

A moda consciente e sustentável questiona a forma com a qual as nossas roupas são feitas, usadas e reutilizadas. Margarida Lunetta, gerente de transformação circular do Instituto C&A, conta iniciativas da empresa em prol desse novo modelo de pensar o negócio.

“Queremos ver o setor mudar na prática e fundamentalmente o modo tradicional de fazer negócios, e caminhar para novas formas de gerar valor para consumidores, empregados, acionistas, comunidades e meio ambiente. O trabalho do Fashion for Good – primeiro centro de inovação focado em economia circular – reúne marcas, produtores, varejistas, fornecedores, organizações sem fins lucrativos, inovadores e financiadores em torno de um objetivo comum de repensar a forma como se produz e consume moda”, comenta a executiva.

Ações em prol da moda circular
  • Ter o máximo de conhecimento sobre a cadeia de suprimentos;
  • Ser transparente e exigir transparência dos fornecedores;
  • Formar parcerias de longo prazo com fornecedores para que possam trabalhar juntos em melhorias;
  • Fazer escolhas inteligentes e sustentáveis de matérias-primas;
  • Trabalhar em colaboração com outras marcas e empresas;
  • Ser inovador em suas escolhas (materiais, embalagens, modelos de negócios);
  • Fortalecer o laço com seus consumidores;
Foto Unsplash
Desejo do consumidor

Em meio às mudanças climáticas e os impactos no meio ambiente, Margarida aponta os anseios do consumidor e a importância da moda no dia a dia das pessoas. “A conexão direta e afetiva que nós consumidores temos com nossas roupas fazem com que as pessoas, especialmente as mais jovens, tornem-se cada vez mais sensíveis aos impactos do setor – seja no meio ambiente, seja na vida dos/as trabalhadores/as dessa indústria. Muitos consumidores querem se relacionar com marcas que se posicionem com relação ao assunto e que estejam transformando essa realidade”, afirma a gerente.

Para Margarida, as empresas e marcas têm responsabilidade no trabalho consciente e consistente em relação ao comportamento de consumo e os produtos feitos e vendidos por elas.

“O consumidor precisa entender o seu papel na hora do consumo e aprender a comprar de maneira mais consciente, pesquisando de onde vem a sua peça e sabendo quais marcas apoiam as causas em prol de uma cadeia mais responsável. Mas acima de tudo é responsabilidade das empresas  (indústria e varejo) educar e influenciar o consumidor positivamente – de forma que este prefira se relacionar com marcas que prezem por condições de trabalho mais justas e dignas para todos, que usem e reusem materiais seguros, que diminuam impactos negativos no meio ambiente e que repensem a forma como nossas roupas são feitas, usadas e reutilizadas”, finaliza.

+ SOBRE O ASSUNTO

Fast Fashion cria moda sustentável com fibras de abacaxi e cascas de laranja
Adidas, Reebok e Patagonia estão entre as marcas mais transparentes

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]