Pesquisar
Close this search box.
/
/
Mercado de luxo encontra no Token solução contra falsificações

Mercado de luxo encontra no Token solução contra falsificações

Joalherias, galerias e marcas de luxo já estão fazendo a transição dos certificados de papel para NFT buscando segurança e transparência

O mercado de luxo tem enxergado no NFT uma possibilidade de desenvolver certificações digitais para atestar a autenticidade de peças únicas, sejam elas obras de arte, joias ou itens de moda. A aplicação do token, até mesmo nas próprias peças, traz segurança, conforto e transparência para os clientes, acabando com falsificações e com os transtornos gerados, por exemplo, pela perda dos certificados de papel.

Leia mais: O que esperar das NFTs?

Fábio Szwarcwald, sócio e CSO da Weblock, mediou o painel “Token: um novo patamar para a indústria do luxo” no Rio Innovation Week, e falou sobre a importância dos mercados entenderem que quanto maior a transparência e segurança, maior a liquidez.

Para ele o blockchain surge como uma tecnologia facilitadora para o dia a dia tanto dos consumidores, quanto das galerias, dos artistas, designers e das grandes marcas. Isso porque se apresenta como uma ferramenta de expansão do negócio, sem exigir investimentos altos ou mudanças estruturais significativas.

“É uma questão de mudança de mentalidade, de incorporar um novo modus operandi e de proporcionar um processo de aculturamento e educação do público”, explicou Fábio.

Gabriel Sauer contou que a joalheria Sauer, onde ele é CO-CEO, já está trabalhando na transição para os certificados digitais usando o NFT. Segundo ele, o processo é simples, pois já existia a rotina de emissão de certificados e classificação de peças na joalheria, o que muda é que agora isso tudo migra para o universo digital.

“Nosso cliente agora vai ter uma carteira digital e lá ficarão organizados os certificados das peças que for adquirindo conosco. Inicialmente, vamos continuar dando a possibilidade deles saírem da nossa loja com o certificado de papel também, até porque existe um romantismo em torno disso, mas todos receberão por e-mail o link para se cadastrarem na plataforma, onde terão acesso ao token. Aos poucos vamos mostrando para os nossos clientes que eles só têm a ganhar com essa nova tecnologia”, detalhou o CO-CEO da joalheria Sauer.

Gabriel reforçou que a nova plataforma abrirá um leque de oportunidades no sentido de criação de clubes e benefícios para os clientes da joalheria, como por exemplo, acessos exclusivos e em primeira mão a lançamentos. Além disso, o CO-CEO acredita que novas experiências poderão ser oferecidas aos compradores, que substituirão a “magia” atribuída ao certificado de papel.

“A gente sabe que tem o romantismo, temos clientes apegados ao papel, mas vamos trabalhar para que aos poucos esse apego seja desconstruído. Para isso estamos nos dedicando a aspectos do marketing. Podemos oferecer na plataforma digital, por exemplo, alguns bônus relacionados ao design das joias. O cliente compra a peça e recebe o desenho original daquela joia, ou é surpreendido com um 360º daquela peça. Não vamos abandonar o lado lúdico da compra”, adiantou Gabriel Sauer.

Conheça o Mundo do CX

Com Token, obras de arte passam a ter DNA

Ludwig Danielian, fundador e diretor da Danielian Galeria, afirma que a tecnologia blockchain não é hype, pelo contrário, veio para ficar no mercado de luxo.

Em relação às obras de arte, Ludwig explica que indexar o número do bloco à obra faz com que ela tenha uma rastreabilidade eterna. É como se a identificação e a autenticação passassem a fazer parte do DNA daquela obra para o resto da vida. Isso, segundo ele, traz muita segurança para os autores e para os galeristas.

“Para mim o NFT sendo usado para certificação das obras de arte pode ser comparado aos pagamentos feitos pelo Pix. É uma mudança, as pessoas ficam com o pé atrás, mas logo constatam que é muito mais simples do que se imaginavam. É  inevitável e extremamente necessária ”, afirmou o fundador da Danielian Galeria.

token-industria-luxo
Uso do Token na indústria do luxo é tema de painel na RIW 2022 – Foto: Natália Oliveira

Ludwig contou ainda que em breve todas as peças da Galeria vão sair tokenizadas, vão ter um NFT e um RFAD digital. Inicialmente, será entregue ao cliente um certificado de papel com o número correspondente do Blockchain, mas em breve isso passará a ser encaminhado via email.

“Tenho certeza que estamos tratando de uma tecnologia substitutiva e que traz segurança e transparência para o nosso mercado. Por isso não vou dar opção, as obras já vão sair daqui com o token. Precisamos saber incorporar essa oportunidade que veio do metaverso para o nosso universo”, enfatizou Ludwig Danielian.

E no marketplace?

Para Ivan Zarif, Co-fundador e COO da Etiqueta Única, portal online que intermedia a venda de artigos autênticos de luxo seminovos, acredita que, no marketplace, o processo de incorporação do Token será um pouco demorado, apesar de inevitável. Na Etiqueta Única, por exemplo, por ser uma plataforma B2B a indexação do token nas peças depende da autorização dos proprietários dos produtos.

Por outro lado, Ivan lembra que na Etiqueta Única e em outras plataformas de compra e venda online não existe a barreira em relação ao certificado digital, até porque o público já está acostumado com esse universo. Segundo ele, o brechó já está se estruturando para encontrar a melhor forma de incorporar o NFT para a autentificação dos produtos.

“Acredito que toda marca vai começar a certificar o produto utilizando o Blockchain desde a fabricação até a venda. Não só pensando na segurança, na transparência, mas em agregar valor aos produtos. O consumidor, conhecendo todo o processo de fabricação, sabendo de onde a peça veio e como chegou até ele, consome de forma mais consciente. E as novas gerações estão buscando isso”, acrescentou Zarif.

Rio Innovation Week

rio-innovation-week
Foto: Natália Oliveira

O Rio Innovation Week 2022, considerado um dos maiores eventos de Inovação e Tecnologia da América Latina, aconteceu no Píer Mauá, na região portuária do Rio de Janeiro. Com mais de 700 palestrantes e cerca de 200 empresas expositoras, a ideia do evento é debater o futuro de diversos segmentos do mercado e da sociedade, incluindo o varejo, o entretenimento, a indústria audiovisual, a educação, o esporte e a saúde, por exemplo. O RIW está em sua segunda edição e terminou nesta sexta-feira (11/11).

 


+ Notícias

‘Fan Experience’: o fã como protagonista da NBA

Metaverso e o audiovisual: qual o futuro das salas de cinema?

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]