Pesquisar
Close this search box.
/
/
Johnny Rockets quer chegar a 100 lojas em 20 anos

Johnny Rockets quer chegar a 100 lojas em 20 anos

Empresário planeja expansão agressiva para a marca, que chegou ao País em 2013

 

Com três lojas instaladas da Johnny Rockets na capital paulista ? e mais cinco até o final do ano no interior ? o franqueado Antonio Augusto de Souza aposta na margem estreita de lucro para crescer em proporção aritmética: cinco lojas por ano até 2034. ?É totalmente plausível para uma empresa saudável pensar em atingir 100 lojas em 20 anos?, argumenta.

A rede norte-americana foi trazida por ele ao País no final de 2013. Já estão instaladas as lojas no shopping Internacional de Guarulhos, no Tietê Plaza Shopping e no shopping West Plaza, todos na capital paulista. Ainda serão inauguradas mais cinco em cidades paulistas: Bauru, São Bernardo do Campo, Santo André, Araçoiaba da Serra e Sorocaba.

Plano de expansão almeja chegar a outros Estados em 2015. Para começar a ter retorno financeiro, estimativa é que demore de 36 a 40 meses por loja. No entanto, a Johnny Rockets recebe mais uma quantia pela utilização da marca, a qual o empresário não revela. ?Ah, isso eu nem calculei ainda?. O contrato com a empresa dos EUA exige ainda que ele abra no mínimo trinta lojas e no máximo, quantas ele quiser.

Souza refuta veementemente que as redes de fast-food sejam suas concorrentes. ?Competimos com restaurantes, não com lanchonetes. Temos estrutura requintada, comida fresca e garçons. Nosso concorrente é o Outback, no máximo?, afirma.

Por segurança e estratégia, o empresário tem preferido abrir todas suas lojas em shoppings. E por enquanto, não vai oferecer franquias. ?Transferir para o franqueado a estreita margem que eu trabalho seria colocar o negócio em risco?. É essa a maior estratégia do empreendedor, oferecer preços menores e não repassar ao consumidor os eventuais reajustes inflacionários.

?O ano de 2015 vai ser difícil para todo mundo. O setor de alimentação é o primeiro a entrar em crise, mas também o primeiro a sair da crise?, comenta. O empresário não aconselha que um pequeno empresário invista seu dinheiro em trazer uma marca para o Brasil, a não ser que ele tenha muita estrutura e bagagem. ?Melhor investir em uma loja no País, em uma franquia já existente aqui ou esperar a inflação abaixar e o dólar ficar mais barato?, adverte.

Na maioria dos casos, as marcas norte-americanas exigem que o empreendedor importe pelo menos ?uma loja inteira?, que são basicamente equipamentos e insumos. É uma exigência de contrato. ?No estágio que estou já não preciso importar nada, então a variação cambial não me afeta mais?, explica.

Diferentemente de franquias como o Habib?s, cujo maior objetivo é dominar toda a cadeia produtiva ? crescer verticalmente, o projeto da Johnny Rockets inclui terceirização de todos os serviços. Foi o motivo que o fez ainda não partir para outros mercados fora de São Paulo: a escassez destes fornecedores. ?Como não trabalhamos com carne congelada, preciso de um fornecedor de carne que me atenda a cada cinco dias?, conclui.

Johnny Rockets tem 300 restaurantes corporativos e franquedos nos Estados Unidos e em 27 paises, incluíndo 17 lojas nos parques de diversão Six Flags e onze nos cruzeiros da Royal Caribbean. A cada ano serve 17 milhões de hambúrgueres, 11,3 milhões de refrigerantes, 8,3 milhões de Shakes e Malts, quatro milhões de quilos de American Fries, 2,1 milhões de onion rings e 815.000 galões de sorvete consumidos. Mais de 7,5 mil colaboradores trabalham nos restaurantes ao redor do mundo e 750 desses funcionários fazem parte do corporativo da empresa.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]