Pesquisar
Close this search box.
/
/
Comer de maneira sustentável é caro para um quinto da população mundial

Comer de maneira sustentável é caro para um quinto da população mundial

De acordo com o estudo, mais de 1,6 bilhão de pessoas, especialmente nos países em desenvolvimento, não têm condições de consumir o tipo de dieta balanceada sugerida

Não é segredo que a produção de comida em massa para uma população mundial cada vez maior é uma das grandes causadoras de emissão de gases do efeito estufa.
No começo deste ano, 37 cientistas do mundo todo se reuniram para tentar solucionar o desafio de como será possível alimentar um planeta de 10 bilhões de pessoas no futuro com uma dieta saudável e dentro dos limites sustentáveis do planeta. 
A iniciativa da fundação EAT resultou em uma dieta sustentável que ficou conhecida como “Dieta Planetária”. Ela sugere uma alimentação rica em frutas e legumes, proteínas vegetais e carboidratos integrais. As carnes e laticínios são indicadas em quantidades modestas. 

LEIA TAMBÉM: Como o mundo vai alimentar 10 bilhões de pessoas em 2050?

“O consumo geral de frutas, vegetais, nozes e legumes terá que duplicar, e o consumo de alimentos como carne vermelha e açúcar terá que ser reduzido em mais de 50%. Uma dieta rica em alimentos à base de plantas e com menos alimentos de origem animal confere benefícios à saúde e ao meio ambiente”, explica o cientista Walter Willett, professor da Faculdade de Saúde Pública de Harvard e um dos participantes da iniciativa. 

Um estudo publicado no The Lancet Global Health no começo deste mês questiona um ponto-chave não coberto pelas diretrizes da dieta: ela é sustentável do ponto de vista econômico?

De acordo com o estudo, a resposta é negativa. Mais de 1,6 bilhão de pessoas, especialmente nos países em desenvolvimento, não têm condições de consumir o tipo de dieta balanceada sugerida.

Segundo o levantamento, as refeições mais acessíveis propostas pela “Dieta Planetária” custam, em média, US$ 2,84 por dia, das quais a maior parcela é composta de frutas e legumes (31%), seguidos de nozes (18%), carne ovos e peixes (15%), e laticínios. 
Em países desenvolvidos e com renda per capita alta, a dieta representa em média 6% da renda de uma família.
Em países em desenvolvimento e de baixa renda, o custo aumenta para 89% da renda familiar, tornando a dieta sugerida inviável. 
O estudo conclui que promover uma alimentação mais sustentável é possível e acessível em muitos países. Mas para uma parcela mais vulnerável da população, é necessário uma combinação de renda familiar mais alta, assistência nutricional e subsídios para diminuir o custo dos alimentos. 

Foto Unsplash

Estratégias para a produção sustentável de alimentos

Na iniciativa que definiu a “Dieta Planetária”, os 37 cientistas de 16 países e várias disciplinas, incluindo saúde humana, agricultura, ciências políticas e sustentabilidade ambiental, definiram cinco estratégias para a produção sustentável de alimentos:

Dietas Balanceadas

Os cientistas dizem que é necessário um compromisso internacional e nacional para a adoção de dietas saudáveis. “Este compromisso conjunto pode ser alcançado tornando os alimentos saudáveis mais disponíveis, acessíveis e mais baratos no lugar de alternativas não saudáveis”.


Novas prioridades agrícolas

De acordo com o relatório, políticas agrícolas e marinhas devem ser reorientadas em direção a uma variedade de alimentos nutritivos que aumentam a biodiversidade, em vez de procurar aumentar o volume de algumas colheitas, como acontece com a soja e a cana-de-açúcar. 


Produção moderna e sustentável

O atual sistema de produção de alimentos requer uma nova revolução agrícola baseada na melhoria de uso do solo impulsionada pela sustentabilidade e inovação tecnológica.


Governança da terra e dos oceanos

O relatório indica ser necessário alimentar a humanidade com as terras agrícolas existentes, implementando uma política de expansão zero de novas terras agrícolas em ecossistemas naturais e florestas ricas em espécies. Além disso, é necessário melhorar a gestão dos oceanos do mundo para garantir que as pescarias não impactem negativamente os ecossistemas.


Redução de perdas e desperdício

Soluções tecnológicas aplicadas ao longo da cadeia de abastecimento alimentar e a implementação de políticas públicas são necessárias para alcançar uma redução geral na perda e desperdício global de alimentos.

JÁ SEGUE A CM NO INSTAGRAM?

Ver essa foto no Instagram

 

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL:? ? Comer de maneira sustentável é caro para um quinto da população mundial: ? ? Não é segredo que a produção de comida em massa para uma população mundial cada vez maior é uma das grandes causadoras de emissão de gases do efeito estufa.? ? No começo deste ano, 37 cientistas do mundo todo se reuniram para tentar solucionar o desafio de como será possível alimentar um planeta de 10 bilhões de pessoas no futuro com uma dieta saudável e dentro dos limites sustentáveis do planeta? ? Leia em: consumidormoderno.com.br? ? #lanches #comida #pornfood #sustentabilidade #saudavel #natural #plantbased #comidasaudavel #veganismo #vegetarianismo

Uma publicação compartilhada por Consumidor Moderno (@consumidormoderno) em



+ SOBRE O ASSUNTO

Estresse das mudanças climáticas está causando nova doença: a eco-ansiedade
A natureza como fonte de inspiração para o design sustentável
Como as gerações se relacionam com a comida?
“Vivemos a eterna luta entre o risco e o benefício”

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]