Pesquisar
Close this search box.
/
/
Mais do que falar português, é preciso ser compreendido por todos

Mais do que falar português, é preciso ser compreendido por todos

Diante da dimensão do Brasil, existe a necessidade de treinar os bots para lidar com situações e realidades variadas. Como isso é feito? Entenda

O Brasil é um País continental. Para estarem alinhados com essa realidade, os bots também precisam ser regionais, ter sotaque, compreender o local em que é utilizado e a forma como as pessoas falam nesse lugar. Esse foi o tema do debate do painel “Um bot para cada Brasil: Regionalismos, acentos e sotaques que humanizam o atendimento”. Mediado por Bruno Alves, diretor de Estratégias Digitais da Plusoft, o diálogo envolve Cristiane Paixão, diretora de Customer Care da FCA Fiat e Fábio Tolero, diretor de Gestão de Base da Sky Brasil.

“Muito se fala em IA, mas a área de atendimento é a que usa isso de forma prática e avançada”, comenta Alves. Nesse sentido, ele questiona como essa tecnologia já é usada na FCA Fiat e na Sky Brasil. Cristiane comenta que há chatbots em cada uma das marcas da empresa. “Nosso negócio maior se dá na concessionária, então, para nós, o bot é uma oportunidade de expansão do contato com o cliente”, explica. “Temos percebido que essa é uma demanda dos consumidores também”.

Nesse sentido, a executiva afirma que, no caso desse modelo de negócio, é essencial que o relacionamento seja de longo prazo – afinal, não se troca de carro todo mês. Em outros pontos da empresa, ela afirma que a tecnologia também é essencial, afinal, o carro também passa a contar com funções multimídia. E isso é uma tendência.

Na Sky, os robôs de voz usam IA para buscar entendimento no atendimento. “Temos IA, machine learning, entre outras tecnologias para se comunicar”, diz. Recentemente, o uso da IA tem sido aplicado para tornar a cobrança mais inteligente, direcionado o momento e o canal ideal para a cobrança.

A educação dos bots

Alves comenta que, para ter um robô efetivo, a tecnologia é essencial, mas é preciso também que os robôs sejam educados para isso. Para realizar essa educação do bot, Toledo comenta sobre pessoas realizam um trabalho que ainda não é tão tecnológico: são separadas amostras que, posteriormente, são estudadas e utilizadas para o aprimoramento da ferramenta.

“Apesar de ainda termos Call Center em todo lugar do Brasil, não é possível direcionar chamadas de uma região para a mesma região, sem misturar sotaques”, explica. “Com robôs, isso é possível”. Na Sky Brasil há, por exemplo, um bot nordestino, chamado Ronaldo.

No caso da FCA Fiat, Cristiane explica que o treinamento do bot precisa ser feito além da questão da regionalidade, mas também do alinhamento com as marcas. “Fazemos essa curadoria para que não haja uma quebra de experiência”, diz. Então, o colaborador que treina o robô precisa entender esses aspectos.

Usando a voz

Alves comenta que o uso da voz é extremamente essencial – e a regionalização acompanha essa necessidade. Players como Apple e Google comprovam essa tendência.

Quando o assunto é Big Data, Toledo afirma que essa tecnologia ajuda a melhorar fluxos, entendimento e melhorar a experiência do cliente no bot. Ele cita o exemplo de direcionamento do marketing para clientes que ainda não possuem determinados canais de TV a cabo.

O desafio da Sky, naturalmente, ainda é ampliar a fluidez do relacionamento. E ela não está sozinha: o mercado como um todo precisa lidar com esse contexto. Um exemplo desse esforço foi o desenvolvimento de um bot focado no público da madrugada: 35 mil clientes pagam suas contas entre 0h e 7h.

No caso da FCA Fiat, Cristiane afirma que o mais importante é realizar uma entrega perfeita – e a digitalização precisa ser apenas parte disso, um meio para chegar a esse fim. Ainda assim, ela sustenta que a concessionária é indispensável para o cliente da empresa.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]