Pesquisar
Close this search box.
/
/
O que sabemos sobre o Apple Vision Pro

O que sabemos sobre o Apple Vision Pro

O novo dispositivo de computação espacial da Apple promete novas formas de consumo enquanto transforma como interagimos com o mundo.

Na última semana, vídeos de pessoas utilizando o que parece ser um headset enquanto movimentam os braços e as mãos no ar e atravessam a rua ou dirigem seus carros estão gerando um misto de confusão e curiosidade entre os internautas. O que à primeira vista parece ser um comportamento perigoso por parte dos usuários do produto, na verdade se trata de uma nova forma de interagir com o mundo, consumir conteúdos, produtos e serviços, e se manter produtivo.

Tudo isso ainda não parece ser o suficiente para descrever o Apple Vision Pro, novo dispositivo de computação espacial – no sentido de espaço físico, e não da Via Láctea – da empresa fundada por Steve Jobs. Lançado no dia 2 de fevereiro, o produto está disponível apenas nas lojas dos Estados Unidos, ainda sem previsão de chegada no Brasil, pela bagatela de US$ 3,499 – mais de R$ 17 mil, na conversão atual.

O Apple Vision Pro se trata de uma espécie de óculos de realidade aumentada – por mais que a Apple prefira chamar de computação espacial – no qual o usuário utiliza um headset que torna o espaço à sua frente em uma grande tela de alta resolução. Há duas micro telas OLED de 23 milhões de pixels – ou seja, mais de 4k – que, além de recriar a paisagem à frente, também insere imagens virtuais.

Por meio do dispositivo, usuários podem assistir filmes, séries e vídeos em telas flutuantes no meio da sala de estar, anotar lembretes virtuais na cozinha, assistir a diferentes partidas de futebol virando para os lados para ver os diferentes lances, e até mesmo fazer reuniões por videoconferência com colegas e amigos. Nesse sentido, o termo técnico faz sentido: mais do que ter a realidade aumentada, o Apple Vision Pro promete uma nova forma de interagir com um computador.

Uma nova experiência

Mais de 600 aplicativos e jogos foram desenvolvidos para o dispositivo que extrapolam a interface de uma tela convencional de smartphone ou notebook – além da biblioteca de mais de mais de um milhão de apps disponíveis para os sistemas iOS e iPadOS. Isso porque os recursos se tornam experiências espaciais, nas quais os usuários conseguem utilizam suas salas, quartos e escritórios em uma grande tela.

Aplicativos como Apple TV+ e Disney+ permitem que usuários assistam às suas séries e filmes favoritos em experiências 2D e 3D, inclusive com conteúdos gravados em Spatial Audio. Por outro lado, a Netflix anunciou que não irá criar um aplicativo nativo para o Apple Vision Pro, e usuários terão que acessar a plataforma por meio de navegadores. Ao utilizar o Safari, navegador oficial da Apple, é possível abrir múltiplas abas, utilizando o espaço ao redor para dispor as diferentes informações oferecidas pelo aplicativo.

Cliente usa o Apple Vision Pro na loja da Apple, na Quinta Avenida, em Nova York. | Foto: Apple.

Isso é possível porque o Apple Vision Pro não depende de um display 2D para exibir imagens, textos e vídeos. Dessa forma, os recursos podem ser apresentados em qualquer escala e posição que o usuário desejar, ao mesmo tempo em que reproduz o espaço onde estiver – como um cômodo da casa, a rua ou um jardim. Por exemplo, é possível posicionar um cronômetro sobre o fogão para alertar quando um prato terminar de assar, ou colocar um post-it virtual no escritório para lembrar de importantes tarefas do dia.

Os aplicativos J.Crew Virtual Closet e Mytheresa: Luxury Experience também estão disponíveis no Apple Vision Pro, oferecendo uma experiência imersiva de compra. Por meio dos recursos é possível observar imagens das peças de roupa, prová-las em um manequim virtual e combinar diferentes peças, além de concluir a compra por meio do dispositivo.

Avanços na realidade aumentada

Primeiro cliente a comprar o Apple Vision Pro na loja da Quinta Avenida, em Nova York. | Foto: Apple.

O Apple Vision Pro não é a primeira tentativa das empresas de tecnologia em desenvolver um dispositivo de realidade aumentada ou virtual. A Meta, dona das plataformas Facebook, Instagram e Threads, já lançou a terceira geração de seu Meta Quest, de realidade virtual e mista, além do Oculus Rift, lançado em 2013. No mesmo ano, o Google lançou o seu Google Glass, que foi descontinuado no ano passado.

O Apple Vision Pro parece ser um avanço em relação aos produtos concorrentes. Diferentemente do Meta Quest 3, não depende do uso de controles para interação com o display. Por outro lado, é mais pesado do que o produto da Meta, com cerca de 600 gramas, o que pode cansar o usuário mais rapidamente. Com uma navegação fluida e uma grande diversidade de recursos, promete infinitas possibilidades de uso.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]