Pesquisar
Close this search box.
/
/
Tecnologia para fazer o bem: educação para diversidade

Tecnologia para fazer o bem: educação para diversidade

Por que não acreditamos que a tecnologia pode ser uma força do bem? Ela pode ser decisiva para aumentar a inclusão, a tolerância e o respeito. Entenda

Tudo começa na escola. Criar gerações mais dispostas a inovar e a serem mais tolerantes e inclusivas, passa por uma educação com menos vieses e preconceitos. Novamente no espaço do Google, no VivaTech, pudemos ver um debate que procurou mostrar como a tecnologia na sala de aula ajuda a combater preconceitos e a mostrar a importância da diversidade.

O responsável do Google por atividades de educação, Guillaume Seko, moderou uma conversa com Dipty Chandler, Presidente da Associação E-mma, Philippine Dotbeau, Fundadora da NewSchool e Athina Marmorat, fundadora e diretora da Associação Rev’elles, sobre como a educação pode ser um exemplo de aceitação.

Philippine, da NewSchool, discorreu sobre a metodologia de sua escola, que utiliza ferramentas digitais para divertir enquanto ensina e agrupa os diferentes alunos, mostrando o mundo sob outra lente, mais ampla, mais inclusiva e plural. A associação E-mma visa promover a diversidade de gênero no domínio digital, quase exclusivamente masculino. Segundo Dipty Chandler, a E-mma incentiva as mulheres a recuperarem o espaço que foi retirado por sua educação e cultura. Para Dipty, nenhuma área pode ser produtiva se não for composta de homens e mulheres. Por isso, seu trabalho compreende encorajar os homens para trabalharem juntos, de mãos dadas, em um futuro onde a diversidade seja rigorosamente natural, sem distinções.

Google

Já a Rev’elles, dirigida por Athina Marmorat, propõe-se a ajudar mulheres humildes e conquistarem um espaço justo no mercado e na sociedade. Ela Inspira, motiva e acompanha as jovens de origem popular em seu desenvolvimento pessoal e profissional para torná-las atores da sociedade em que vivem.

Além disso, atua em prol da diversidade e da valorização da mulher nas escolas, no mercado de trabalho e nas atividades sociais. Elas utilizam metodologias que constroem empatia, preparam as mulheres para que possam ganhar confiança e progredir pessoal e profissionalmente. A tecnologia funciona como uma facilitadora para conectar as mulheres e criar redes de apoio e parcerias que abrem negócios e oportunidades. Com mais confiança na formação escolar, na transmissão de informação para conscientização dos homens e na qualificação, cada uma dessas instituições apoiadas pelo Google ampliam seu alcance e trazem mais segurança para as mulheres.

LEIA MAIS: Tecnologia e inovação: aliados ou inimigos da cultura?

Um dos pontos mais importantes na sensibilização em torno da diversidade exprimido pelas executivas do debate, foi a incorporação de técnicas clássicas de produção de inovação nas empresas: colaboração, trabalho de equipe, metas concretas e monitoramento da trajetória profissional desse público.

Um dos objetivos dessas iniciativas em prol da diversidade é também tornar a área de TI mais acessível, menos hostil às mulheres. É necessário que as escolas trabalhem a presença e o manuseio de tecnologias pelas mulheres como naturais. No caso da E-mme, que qualifica profissionais mais humildes, o trabalho visa prepará-las para as atividades matemáticas e de imersão no campo da computação.

O VivaTech também apoia as ações em prol da diversidade. Durante o evento, o projeto Girls can Code foi lançado, na forma de um road show por diversas cidades francesas, iniciando em Paris em julho e terminando em Nancy em outubro. O objetivo é incentivar meninas adolescentes a programar e a se sentirem à vontade com a ciência de dados e o desenvolvimento de softwares e tecnologias.

Uma tecnologia inclusiva construída por homens e mulheres pode sem dúvida ser ainda mais popular, talvez viabilizando experiências mais imunes às lacunas e problemas que vivemos hoje.

Google

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]