Pesquisar
Close this search box.
THE ‘PETIT’ CONTENT

THE ‘PETIT’ CONTENT

Pioneira do conteúdo em multiformatos, Julia Petit fala de inovação e das tendências que dominam seus projetos

conteúdo parece ter-se tornado o cerne das relações cibernéticas. Com uma chuva de postagens e conteúdos diários, fica a pergunta: o que realmente é relevante? Para um assunto tão importante, nada melhor do que uma pioneira da internet: Julia Petit. Seu site de entretenimento e beleza, o Petiscos, foi referência sobre como produzir novos formatos, e o primeiro brasileiro a sinalizar publicações pagas. Julia construiu sua marca pessoal e respeito na indústria como ninguém, chamou a atenção da gigante MAC Cosmetics e, hoje, após um ano sabático e o fim do Petiscos, assume a direção criativa da Sallve, marca que em menos de um ano já abocanha fatias do mercado de nomes como Natura e Avon. A empresa começa com outro pioneirismo: o consumidor como ponto de partida para a criação de novos produtos, colaborações abertas e muito, mas muito conteúdo. O que podemos aprender com uma mente que produziu tantas iniciativas de sucesso em um universo tão mutável? Confira nossa conversa exclusiva.

CONSUMIDOR MODERNO – Como surgiu esse espírito de renovação desde o começo? De família, você já vem de agências de publicidade e depois foi para o conteúdo on-line e agora tem uma marca de cosméticos de muito sucesso…

Julia Petit – Para mim, todos esses mundos estão conectados. Trabalhei em agência até o ano 2000. Após isso, quis atuar no mercado de outras formas e aí tive dois estúdios de produção musical até 2013, nos quais fazíamos jingles, spots e tudo o mais. Ali, entre a abertura do segundo estúdio, fui convidada para uma coluna na Revista Contigo, na qual comecei a escrever. Quando isso passou, me perguntei onde poderia continuar a produzir aquele mesmo conteúdo e foi quando pensei em abrir o Petiscos. Isso em uma época em que os blogs eram pessoais, não tinham essa pegada de falar de lifestyle, cultura pop, marcas e tudo o mais. Ali, percebi que as pessoas queriam muito esse tipo de conteúdo. Em seis meses, éramos um dos maiores blogs e começamos a pensar em um espaço específico para anunciantes.

CM – E como foi o processo de trazer um formato de publicidade que ainda não era tão comum na internet?

JP – Tentamos pensar em novas formas de fazer publicidade. Aí nasceu o publieditorial na internet. Fomos o primeiro site a marcar como “publi”, e isso surgiu da necessidade de o público entender se aquilo era publicidade ou não. Pensamos em um formato orgânico, diferente, e deu muito certo.

A Sallve, marca de Petit, é citada pelos principais pesquisadores de tendências e futurólogos brasileiros como um exemplo da tendência de collab: uma união com os consumidores para desenvolver soluções com base em suas necessidades.

Em menos de um ano, a marca alcançou números gigantes nas redes sociais e já lançou diversos best-sellers esgotados durante o lançamento.

CM – Você sempre falou muito sobre a importância de conteúdo relevante. Como isso pesou na sua carreira?

JP – Chegou uma hora em que estávamos sem assunto no Petiscos. Eu tinha muitas preocupações: há muito conteúdo à disposição das pessoas. Precisamos de mais? Depois, as pessoas vivem sendo impactadas por publicidade. Qual é o resultado disso? Foi ali que parei para pensar: como vou entregar conteúdo para as pessoas daqui pra frente? Sem cobrar delas? De forma relevante? Como dou esses passos para trás em algo tão adiantado? Foi quando tirei um ano sabático e investi na minha vontade de montar uma marca de cosméticos.

CM – E como a Sallve se difere nesse sentido? A marca começou com uma collab aberta com os consumidores. Como isso se deu?

JP – Eu acho que, de novo, há uma coisa de sincronicidade. As pessoas agora possuem uma grande vontade de participar do que consomem. Isso é exatamente o que já fazíamos no portal: conversas abertas e constantes. Precisávamos ser úteis para as pessoas, entender as suas necessidades. É muito melhor criar junto. No fim, o produto não é nosso, é de todo o mundo. E continuamos a produzir conteúdo, somos uma marca de conversas sobre beleza e tudo o que sai de nós é com base na troca com nossos clientes.

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]