Pesquisar
Close this search box.
/
/
Redução do esforço é peça-chave na estratégia de CX da TIM

Redução do esforço é peça-chave na estratégia de CX da TIM

Vencedora do Prêmio Consumidor Moderno, operadora tem o objetivo de encantar e investe na experiência dos clientes e dos atendentes

A satisfação do cliente está diretamente relacionada à eficiência do atendimento. Trabalhar questões como rapidez e resolutividade se torna cada vez mais premente, já que, em tempos de digitalização acelerada, as expectativas do consumidor só aumentam. Como, então, entregar o que é esperado e, mais do que isso, surpreender o cliente? De olho nisso, a estratégia de CX da TIM tem sido reduzir o esforço do cliente e dos atendentes, criando uma experiência end-to-end.

Vencedora do XXIII Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente na categoria Telefonia Móvel, a operadora tem um histórico de investimento em digitalização dos canais de atendimento, incluindo automações, aplicativo, chatbot, URA cognitiva, entre outros. Em paralelo, foi a primeira a instituir o atendimento remoto, ou seja, os agentes em home office, de forma definitiva.

“Trabalhamos para que a jornada seja fluida em todos os pontos, reduzindo sempre o esforço do cliente e o deixando na comodidade de escolher qual canal deseja usar. Por outro lado, melhoramos a qualidade de vida dos nossos atendentes, disponibilizamos capacitação de forma criativa e temos um front-end que é o motor cognitivo do Google, o que traz uma linguagem intuitiva e que não cansa o agente durante o atendimento. Essas frentes somadas buscam sempre a melhoria da satisfação do cliente”, afirma Paulo Henrique Campos, diretor de Customer Operations da TIM Brasil.

Esforço mínimo para uma experiência excelente

Na visão de Paulo Henrique Campos, um exemplo de experiência excelente e com pouco esforço é quando o cliente tem o problema resolvido sem ter a necessidade de buscar o atendimento humano.

“Seja via aplicativo ou via URA cognitiva, onde temos a assistente virtual TAIS, que possui uma linguagem muito próxima do atendimento humano, conseguimos resolver um elevado nível de problema pelo autoatendimento. Por exemplo, um cliente que esqueceu de pagar a conta e não tem como ir ao banco, ou que foi ao banco e o pagamento vai demorar para ser reconhecido, pode fazer o religa em confiança. O cliente sai como um ‘uau’ de satisfação”, diz Paulo Henrique Campos.

A inovação da TIM está voltada para a eficiência do atendimento digital. A assistente virtual TAIS está integrada à Alexa, Inteligência Artificial de voz da Amazon. Com isso, dúvidas são respondidas de forma humanizada e em tempo real.

Caso, mesmo assim, o cliente deseje utilizar o atendimento humano, pode digitar o 9 ou solicitar a transferência a qualquer momento pela URA cognitiva. “Para esse lado criamos a atendimento concierge, que tem um alto nível de excelência e um NPS de 70. Oferecemos um atendimento end-to-end, com uma taxa de abertura para nível backoffice baixíssimo e que, quando ocorre, é resolvida pelo próprio atendente”, conta Campos.

Além disso, quando um chamado é aberto, o cliente pode, através do aplicativo, receber notificações e consultar o status da demanda a qualquer momento. A partir dessa transparência, o cliente consegue acessar a informação com rapidez e se sente mais seguro.

Atendimento direcionado e personalizado na estratégia de CX

Jornada e régua de comunicação são desenhadas a partir do momento que o consumidor se torna cliente até um possível encerramento do ciclo. O começo do relacionamento se dá com a explicação do plano adquirido e o welcome board. Durante os primeiros 90 dias, o atendimento humano tem um cuidado especial com o cliente que está se adaptando e, em paralelo, busca-se conhecer mais sobre as preferências dele. Só após a adaptação o cliente entra no fluxo geral.

A partir do conhecimento do cliente, a TIM se prepara para atendê-lo no canal de preferência dele, sempre de forma direcionada. Para os que, reconhecidamente, possuem dificuldade com o atendimento digital, por exemplo, a URA é reduzida. Esse tipo de segmentação direciona e agiliza o atendimento.

“Queremos sempre privilegiar o encantamento, por isso, procuramos não ter um processo de retenção voltado para a meta do atendente em si. Oferecemos um processo fluído que deixe o cliente decidir qual caminho tomar. Em cada jornada, o digital e o humano têm um caminho muito próximo ou de continuidade. Vamos investir e incentivar o digital, mas não podemos esquecer o atendimento humano, ele continua sendo o coração da empresa”, afirma Paulo Henrique Campos.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]