Pesquisar
Close this search box.
/
/
Como as PMEs estão transformando o sistema bancário

Como as PMEs estão transformando o sistema bancário

O aquecimento das PMEs está pressionando mudanças cada vez mais rápidas em todos os segmentos e acelerando a transformação digital do setor financeiro

Nos últimos anos, especialmente desde a chegada da pandemia da covid-19 no primeiro semestre de 2020, observamos um crescimento no número de pequenas e médias empresas no Brasil. Segundo o Painel Mapa de Empresas do Governo Federal, hoje são aproximadamente 18 milhões de companhias ativas no país: mais de 2,4 milhões dessas foram abertas em 2021 (julho/2021) e 3,3 milhões em 2020. Segundo dados do Sebrae, em março, os pequenos negócios representavam quase 99% de todas as empresas do país e eram responsáveis por cerca de 30% do PIB. Essa aceleração tem amplificado a demanda de produtos e serviços B2B em diversos setores e vem movimentando o sistema bancário, criando a urgência por uma oferta de soluções mais completa e com menores taxas, aliada a uma jornada mais simples.

Apesar do amplo potencial desse segmento para a indústria financeira e representatividade econômica, as pequenas e médias empresas ainda são desassistidas pelo sistema bancário tradicional. Além de um modelo ultrapassado e burocrático, há poucos produtos direcionados ao público, com ofertas muitas vezes atreladas à cobrança de altas taxas, e as melhores condições reservadas apenas para as grandes empresas. É o caso da busca por soluções de crédito, por exemplo. Mesmo sendo uma das principais demandas de quem quer abrir ou ampliar seu negócio, as PMEs brasileiras dificilmente têm acesso a esses serviços, seja por recusa das instituições financeiras ou por um portfólio desalinhado com a realidade e perfil dessas companhias.

Esses cenários, porém, vêm mudando com o surgimento dos bancos digitais no país. Além de contribuir para a modernização do sistema bancário, os novos bancos estão levando agilidade aos processos e trazendo novas soluções, com produtos customizados para atender às dores e particularidades das pequenas e médias empresas. A chegada de inovações tecnológicas ao mercado financeiro, como o Pix e o Open Banking, também tem contribuído para essa democratização, trazendo mais opções e competitividade.

Segundo pesquisa realizada pelo Banco BS2 entre junho e julho de 2021, que ouviu mais de 400 líderes e responsáveis por tomada de decisão em pequenas e médias empresas de todo o país, o movimento de migração das empresas para os bancos digitais tem se acelerado. Hoje, 30% das PMEs já possuem conta em bancos digitais, com 70% destas contas abertas nos últimos três anos. Não é algo passageiro. O mesmo estudo aponta que 3 em cada 4 empresas concentrariam sua operação financeira em um banco digital em futuro próximo. Enquanto isso, a maioria (62%) das PMEs que ainda não possuem conta em bancos digitais tem interesse em aderir à modalidade no futuro. Entre os motivos, menores tarifas, agilidade no atendimento, maior rentabilidade dos produtos e plataforma ou aplicativo de fácil utilização estão entre os principais fatores para uma mudança de instituição financeira.

E o que as PMEs buscam com essa movimentação? Vantagens financeiras, como o acesso a novos e diferentes produtos com taxas melhores, comodidade e agilidade oferecidas por uma experiência 100% digital, mas sem abrir mão de questões como segurança. Ou seja, uma rotina financeira facilitada pela oferta integrada de produtos e serviços (por meio de plataformas como os superapps, por exemplo) e de soluções personalizadas. E crédito adequado, com taxas e condições competitivas para quem não é gigante no mercado ainda.

O aquecimento das PMEs está pressionando mudanças cada vez mais rápidas em todos os segmentos e acelerando a transformação digital do setor financeiro. Se antes as PMEs sofriam de carência por parte dos bancos, o cenário está mudando e as instituições financeiras já começam a perceber o potencial de soluções dedicadas ao nicho, inclusive se especializando nesse público. A boa notícia para os empreendedores e empresários é que, finalmente, suas dores começam a ser endereçadas. A migração dessa parcela de negócios – que só tende a crescer nos próximos anos – para os novos bancos pressionam por um futuro digital menos burocrático e com mais simplicidade e modernidade para a rotina financeira das empresas brasileiras.

*Juliana Pentagna Guimarães é vice-presidente do Banco BS2.


+ Notícias

Saiba como o BMG trabalha a experiência do cliente em ambientes digitais

A experiência do cliente precisa ser inclusiva e transformadora

 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]