Pesquisar
Close this search box.
/
/
Diretor da Pague Menos fala sobre prevenção de perdas no varejo

Diretor da Pague Menos fala sobre prevenção de perdas no varejo

Fernando Alves, diretor de Prevenção de Perdas e Patrimônio da Pague Menos & Extrafarma, explica como definir um plano de ação correto e evitar perdas financeiras no setor

Segundo uma pesquisa da Associação Brasileira de Prevenção de Perdas (Abrappe), em parceria com a consultoria KMPG, somente em supermercados, as perdas não identificadas (furtos, roubos e erros humanos) cresceram 52,54% do início da pandemia (2020) até o fim de 2022.

A Abrappe é uma organização independente formada por representantes de mais de 600 empresas de todos os segmentos do varejo brasileiro, que tem como propósito fomentar a cultura de prevenção de perdas por meio da capacitação profissional, geração de estudos, troca de experiências e promoção de networking. Além da presença na capital paulista, a associação está presente em 14 Estados por meio de comitês regionais.

Foi durante um de seus eventos, o 6º Fórum Abrappe de Prevenção de Perdas, realizado em São Paulo, que Fernando Alves, diretor de Prevenção de Perdas e Patrimônio da Pague Menos & Extrafarma, uma das principais redes de farmácias do país, realizou uma palestra sobre como o setor deve se proteger de tais perdas.

Conheça o Mundo do CX

No varejo o trabalho em conjunto é fundamental

O principal, segundo Alves, é “influenciar e trabalhar em conjunto com a área comercial” para evitar e previr perdas não identificadas no varejo. Entre as ações apresentadas, o porta-voz destacou a importância das áreas definirem e acompanharem em conjunto um “plano de ação”, levando em consideração descontos, promoções, propaganda, exposições etc.

Outra integração indispensável para prevenção de perdas, segundo Alves, é contar com o apoio da área comercial para a elaboração de contratos de ressarcimento e apoiar as negociações, sempre a partir de números detalhados dos itens perdidos.

“Uma parceria eficaz entre essas áreas é de extrema importância para a sustentabilidade da empresa, porque aprimora o gerenciamento de riscos e vários processos internos que resultam em uma operação mais rentável”, frisa o executivo.

Outro ponto importante, complementa Alves, é a integração entre o setor de Prevenção de Perdas e a área Comercial. “Através desse trabalho em conjunto é preciso também dar transparência e municiar a área de dados e histórico de quebra, garantindo uma gestão comercial mais assertiva, o que pode ser um diferencial competitivo no mercado”, explica o diretor de Prevenção de Perdas e Patrimônio da Pague Menos & Extrafarma.

Cenário Americano

A título de curiosidade, o varejo americano, um dos mais robustos do mundo, também tem um cenário caótico quando o assunto é perdas no varejo – sobretudo com roubos. A última pesquisa da consultoria Hayes International (2022) revela números alarmantes.

Por lá 81% das 26 varejistas pesquisadas relataram aumento de perdas. Roubos, funcionário desonestos, entre outros problemas agravam o quadro. Em contrapartida, o número de apreensões aumentou em 45,6% em relação a 2021, e os varejistas recuperaram mais de US$ 288 milhões de furtos e roubos e de desvios cometidos por funcionários no ano passado – um aumento de 70,5% em relação ao ano anterior.

O levantamento da Hayes também revela que o número de ladrões presos aumentou 50,9%, com recuperações totalizando US$ 237 milhões, um aumento de 90,5%. O número de funcionários desonestos detidos, por sua vez, aumentou 18%, com mais de U$ 50 milhões recuperados, um aumento de 14,7% em relação ao ano anterior.

Um outro artigo publicado no Wall Street Journal, também revela que as drogarias CVS, varejista americana, tiveram um aumento de 300% nos roubos desde o início da pandemia. Hoje, o crime organizado promove ataques mais descarados e violentos em redes varejistas em todo o país, segundo a publicação.

Avaliação de candidatos é ponto crítico

Para tentar minimizar este cenário no varejo americano, a Hayes International promove anualmente questionários de avaliação de candidatos selecionados com testes de honestidade no processo de pré-seleção para vagas no varejo.

De acordo com o último levantamento, dos candidatos entrevistados, 64,1% foram classificados como de baixo risco e 19,3% acabaram elencados como de alto risco devido à admissão de atos irregularidades cometidas anteriormente e a avaliação de suas atitudes em relação a comportamentos honestos e desonestos.



+ NOTÍCIAS

Diretora de varejo da Amazon fala sobre datas sazonais e experiência de compras
9 em cada 10 consumidores realizam compras online em PMEs 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]