Pesquisar
Close this search box.
/
/
Orquestração de audiências: como usar a tecnologia a favor da sua empresa

Orquestração de audiências: como usar a tecnologia a favor da sua empresa

Para o Bradesco, a inovação com a orquestração de audiências é chave de sucesso para uma experiência do cliente completa e fluida

A forma como são realizados os atendimentos em uma empresa faz toda a diferença no processo de fidelização do cliente. Muitas vezes, o diferencial que faz com que o consumidor volte a adquirir um bem ou serviço de uma organização está na maneira como ele é tratado e – ao final de sua jornada – se sente satisfeito e bem atendido.

A orquestração de audiências, ou seja, estar disponível e preparado para atender o cliente em todos os canais nos quais ele pode entrar em contato, é uma prática que pode ajudar essa fidelização acontecer com mais frequência. A seguir, você poderá conferir algumas dicas de como tornar a experiência do seu cliente mais proveitosa!

Desafio: expectativa do cliente

Tornar a customer experience – ou, experiência do cliente – consistente e apta para funcionar como uma aliada dos seus negócios não é uma tarefa das mais fáceis. São vários os desafios encontrados pelos executivos e gestores que buscam aprimorar a jornada de seus clientes, como falta de recursos, dificuldade na hora de gerenciar os canais de contato e até mesmo, falta de pessoal preparado para a função.

Entender a expectativa do cliente em relação à empresa é fundamental no processo de orquestração de audiências. “Esse foi um dos principais motivos da estruturação do Bradesco Experience: promover a melhor experiência a todos os nossos clientes, atuais e potenciais, independentemente do canal de interação”, esclarece Patrícia Kessler de Assumpção, head de customer experience do Bradesco.

A executiva relata que todo o processo criado pelo banco levou em conta as individualidades dos consumidores e a intenção de tornar a experiência a melhor possível. “É uma estratégia que os coloca no centro das decisões para a criação de jornadas intuitivas e personalizadas. Isso tudo por meio da inteligência de dados e da própria voz do cliente – que nos ajuda a entender o comportamento quanto ao uso de cada canal e suas respectivas transações. Dessa forma, possibilitamos experiências mais fluidas em um canal e entre canais”, explica Patrícia Kessler de Assumpção.

Graças às novas tecnologias disponíveis, a empresa pode se conectar com seus clientes em qualquer lugar que eles estiverem. O que facilita – e muito – o contato para solicitações, reclamações e dúvidas!

“Para nós, é bem clara a necessidade de estarmos presentes onde o cliente quiser ser atendido. Isso é promover uma experiência multicanal e omnichannel”, define a head de customer experience do Bradesco.

Pontos de contato com o público

A especialista relata que os próprios clientes pessoa física escolheram o app, principalmente depois da pandemia. Por isso, o banco voltou o olhar para ele. Além disso, o WhatsApp também se tornou um ponto focal, por ser um canal onde a maioria da população está e por facilitar ações, como fazer compras e pagamentos.

“Por isso, investimos constantemente em tecnologia, para modernizar nossos sistemas e plataformas. E aqui destacamos a BIA, nossa Inteligência Artificial, que é aprimorada a cada dia, seja para atender os clientes na Central de Atendimento, apoiar no uso do Mobile ou facilitar a movimentação das transações para o WhatsApp”, ressalta a porta-voz do Bradesco.

No entanto, todo esse investimento no digital não tira a importância de ações no mundo físico. É preciso conhecer os clientes e saber que alguns preferem o atendimento presencial ou por meio de outros canais.

O cliente é que manda

Clientes têm necessidades distintas que refletem nos canais de atendimento. Por isso, a multicanalidade e a omnicanalidade são essenciais para promovermos a melhor experiência. Usamos ferramentas e dados que nos permitem entender as necessidades e criar as melhores soluções para os diferentes perfis.

Independentemente de o contexto atual indicar que o cliente busca os meios digitais com maior frequência, precisamos estar preparados e disponíveis para os que buscam apoio no contato físico. Principalmente para auxiliar nas transações de maior complexidade e na busca por consultorias para necessidades financeiras, seja um investimento ou crédito.

“Para os clientes que preferem atendimento humano em algumas situações e também são usuários dos canais digitais, construímos jornadas híbridas: o contato inicia com o gerente, que envia a solicitação para ser aprovada e formalizada direto para o app do cliente. Sem a necessidade de ir até a agência”, descreve Patrícia Kessler.

Tendências

O processo de digitalização e engajamento do mobile já vinha em forte crescimento nos últimos anos. A pandemia pressionou pessoas e empresas a desafiarem modelos tradicionais e sua própria velocidade de transformação. “E não foi diferente no Bradesco. Felizmente, nossas bases estavam preparadas. Disponibilizamos, em qualquer lugar e horário, diversos produtos, serviços e atendimento por meio dos Canais Digitais, oferecendo mobilidade, autonomia e segurança aos clientes”, explica a representante do banco.

“No primeiro trimestre de 2021, 98% das transações foram feitas pelos Canais Digitais. Destaque para Mobile e Internet, que representaram 91% – ou 5,2 bilhões – de transações, com crescimento de 17% em relação ao primeiro trimestre de 2020. Além disso, atingimos o recorde de abertura de contas pelo Mobile em março de 2021”, informa a head de customer experience. Ela complementa: “nesse mesmo período, tivemos 130,7 milhões de interações na BIA, sendo 38,6 milhões por meio do WhatsApp. Inclusive, neste ano, disponibilizamos o Informe de Rendimentos pela BIA, o que gerou um número impressionante de 2,5 milhões de informes entregues”.

Inovação e parcerias

Neste momento de grande aceleração digital, o principal objetivo das empresas deve ser encantar os clientes, buscando merecer sua admiração e confiança. As ações devem colocar o cliente no centro de toda estratégia, também, deve-se usar a tecnologia como propulsor para aprimorar os conhecimentos em relação a cada um deles.

Para Patrícia Kessler, os bancos precisam aprimorar o relacionamento com o cliente. As relações devem passar a acontecer fora do ambiente bancário, seja por meio de plataformas de um parceiro correspondente ou um marketplace. Ou seja, o ecossistema de plataformas permite maior facilidade na integração de serviços bancários e não bancários – e isso proporciona uma experiência mais fluida para os clientes.

Um exemplo prático dessa situação é o cliente que busca um imóvel por meio da OLX. Ele pode iniciar seu financiamento imobiliário a partir do próprio canal da plataforma em vez de ter que fazer uma jornada paralela nos canais do Bradesco.

Outro exemplo que já acontece é o cliente poder contratar o serviço de streaming Disney+ com condições diferenciadas pelos canais do Bradesco. “Além disso, criamos, em parceria, a conta NextJoy: voltada para crianças e adolescentes, ela estimula a educação financeira por meio de missões com recompensas, mimos e mesada programada. Tudo isso com o toque lúdico trazido pelos personagens e pela experiência da Disney”, relata a executiva.

O consumidor no centro das decisões

“Com a criação do Bradesco Experience, estruturamos toda a área de Customer Experience. Trata-se de uma estratégia que coloca o cliente no centro das decisões, com uma visão end-to-end, para criação de jornadas intuitivas e personalizadas, com uso de inteligência de dados e visão omnichannel”.

Patrícia Kessler compartilha que a partir dos insights de análises de dados transacionais e comportamentais, a equipe do Bradesco valida as hipóteses com pesquisas quantitativas e qualitativas. Assim, pode-se priorizar as dores dos clientes e desenhar soluções que atendam às necessidades das diferentes personas mapeadas.

Para garantir a visão end-to-end, a executiva afirma que constroem jornadas que acompanham todo o ciclo de vida do cliente, desde o awareness, quando o cliente está na fase de descoberta das necessidades, até as etapas de avaliação, aquisição, pós-venda e recomendação.

“Nos baseamos na voz do cliente para construir as soluções e voltamos a campo para testar sua efetividade antes da implantação da jornada”, explica a head de customer experience do banco.

Essas interações, com o uso intensivo de dados, permitem que a equipe molde os desenhos de solução para que atendam às necessidades dos clientes. E para retroalimentar esse ciclo, também usam métricas de CX, como NPS, que são importantes para guiar a estratégia com base no clientecentrismo.


+ Notícias

Ofereça um atendimento de qualidade por meio da orquestração de audiências

Como realizar orquestração de audiências e oferecer um melhor atendimento ao seu cliente

 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]