Pesquisar
Close this search box.
Moda de luxo: tecnologia combate as falsificações

Moda de luxo: tecnologia combate as falsificações

Entenda como as grifes estão utilizando blockchain e inteligência artificial para proteger sua exclusividade

A moda de luxo se baseia em oferecer produtos que possuem alto valor devido à sua exclusividade, durabilidade e qualidade. No entanto, o setor enfrenta o desafio das falsificações, que abalam a confiança dos consumidores e resultam em perdas financeiras significativas. O mercado global de falsificações e réplicas de luxo vale cerca de 1,9 bilhões de dólares.

Os fabricantes do mercado clandestino utilizam técnicas cada vez mais avançadas, como o corte a laser e a impressão 3D, que confundem até os criadores do produto original. Estima-se que os artigos de moda e de luxo representem 60% ou mais do comércio mundial multimilionário de produtos falsificados. Neste contexto desafiador, as marcas de moda de luxo estão adotando estratégias para preservar sua autenticidade.

A resposta das marcas da moda de luxo

Em 2021, marcas de prestígio, incluindo LVMH (Louis Vuitton, Tiffany & Co. e Dior), Prada, OTB (Martin Margiela e Diesel) e Richemont (Cartier) uniram-se para criar o Consórcio Aura Blockchain. Essa iniciativa, com sede na Suíça, é uma organização sem fins lucrativos com o objetivo de integrar soluções personalizadas para o setor de luxo. O foco é a rastreabilidade da cadeia de suprimentos e na autenticidade dos produtos. A ideia é que as grifes de luxo mantenham dados da clientela, fórmulas de produção e tecnologia de dados em um sistema seguro. Isso ajuda a proteger a autenticidade dos produtos e rastrear a origem dos itens de segunda mão.

Assine nossa newsletter! Fique atualizado sobre as principais novidades em experiência do cliente

Chipagem e certificação de autenticidade

A Prada, por exemplo, implementou tecnologia criptografada em seus acessórios. Isso permite que os clientes verifiquem a autenticidade por meio da tecnologia NFC, utilizando seus smartphones. Outras marcas, como Maison Margiela e Loro Piana, seguiram essa abordagem, usando diferentes hardwares para a implementação.

A Bulgari, membro do grupo LVMH, lançou bolsas Serpenti com NFTs integrados, criando uma experiência única para os clientes enquanto garante a autenticidade das peças.

Rastreabilidade na moda de luxo

Em meio a essas inovações, a Etiqueta Única, empresa que revende produtos de luxo de segunda mão, considera uma nova vertente de negócios: tornar-se uma certificadora oficial para produtos antigos. Isso se torna relevante devido à falta de empresas especializadas em blockchain no Brasil. A blockchain é uma solução mais eficaz do que manter certificados físicos no cofre. Já as ferramentas de IA autônomas podem auxiliar na triagem de produtos, tornando o processo mais eficiente.

Quando a IA é o recurso escolhido, máquinas são usadas para analisar dados e determinar se um produto é genuíno ou falso. A IA concentra-se em imagens, textos e vídeos e consegue detectar falhas em um produto copiado que, de outra forma, seriam difíceis de detectar a olho nu. 

Aumento da cultura “dupe”

O interesse dos consumidores por produtos falsificados está impulsionando a produção das cópias mais sofisticadas. De acordo com o relatório anual “State of the Fake” da Entrupy, mais da metade (50,7%) dos consumidores da Geração Z demonstram indiferença ou falta de preocupação com a autenticidade dos produtos que adquirem.

Simultaneamente, o aumento da cultura “dupe” nas redes sociais está moldando uma contracultura que promove imitações descaradas. Essa cultura “dupe” se refere à tendência de produtos falsificados que se apropriam da reputação de marcas de luxo, tornando-se acessíveis e sendo percebidos como tendências de luxo subversivas e democratizantes. Essa tendência alimenta a produção de produtos inautênticos que, muitas vezes, acabam sendo descartados.

Ou seja, a compra de réplicas já não é mais vista como um tabu. Nas plataformas de mídia social, hashtags são usadas por influenciadores que compartilham avaliações e dicas sobre os melhores itens duplicados e onde encontrá-los. Diante dessa tendência, as marcas de moda de luxo precisam se preocupar ainda mais em combater a pirataria.

Desafios da autenticação 

Embora tecnologias como identificações digitais possam não ser a solução definitiva para o problema da falsificação no setor, elas podem adicionar uma camada de segurança valiosa para compradores genuínos que desejam identificar falsificações de forma eficaz. Importante notar que existem consumidores que compram marcas falsas conscientemente porque desejam possuir esses produtos, mas não podem comprá-los.

Os especialistas reconhecem que os modelos de IA atuais, especialmente para itens recentemente lançados, podem não ser suficientemente confiáveis, pois os algoritmos ainda não foram treinados para detectá-los. As identificações digitais emergem como uma ferramenta promissora no combate à falsificação.

No entanto, sua implementação não será isenta de desafios: marcas, plataformas de comércio eletrônico e casas de leilão precisariam concordar com um sistema de autenticação comum para que ele fosse eficaz, evitando assim conflitos que poderiam prejudicar a eficácia das ferramentas concorrentes.

O futuro da moda de luxo 

A moda de luxo está abraçando as tendências tecnológicas e as necessidades do consumidor. A aliança entre tecnologia e luxo está redefinindo a experiência do cliente e fortalecendo a confiança, assegurando que os consumidores continuem a desfrutar de produtos de qualidade e exclusividade.

Portanto, a evolução tecnológica no setor de moda de luxo é um reflexo das mudanças no comportamento do consumidor e das inovações tecnológicas. As grifes de luxo não apenas combatem a pirataria, mas também aprimoram a experiência do consumidor, contribuindo para a evolução contínua do setor.



Recomendadas

+ CONTEÚDO DA REVISTA

SUMÁRIO – Edição 283

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Imagem idealizada por Melissa Lulio,
gerada por IA via DALL·E da OpenAI, editada por Nádia Reinig


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

Coordenador de Marketing de Performance 
Jonas Lopes 
[email protected]

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 283

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Imagem idealizada por Melissa Lulio,
gerada por IA via DALL·E da OpenAI, editada por Nádia Reinig


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

Coordenador de Marketing de Performance 
Jonas Lopes 
[email protected]

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]