Pesquisar
Close this search box.
/
/
Quais são os principais medos financeiros dos jovens brasileiros com menos de 30 anos?

Quais são os principais medos financeiros dos jovens brasileiros com menos de 30 anos?

Pesquisa explora as ansiedades financeiras da Geração Z e oferece insights valiosos sobre os seus desafios diante da nossa realidade econômica e social

Educação financeira e a relação dos jovens com o dinheiro sempre foi um tema sensível em qualquer sociedade. Em um país como o Brasil, com grandes diferenças sociais e marcado por transformações tecnológicas que impactam nosso dia a dia e um cenário econômico, na maioria das vezes, instável, os desafios financeiros da Geração Z (jovens com mesmo de 30 anos) adquirem características próprias. Entre as principais questões estão:

Contexto Econômico:

O país tem enfrentado desafios econômicos expressivos, incluindo inflação, desemprego e dívida pública. A Geração Z adentra o mercado de trabalho em meio a um momento de instabilidade econômica.

Previdência Pública:

O sistema de previdência brasileiro sofreu pressões consideráveis, culminando em reformas significativas em 2019. Com o aumento da idade para aposentadoria e redução nos benefícios, as futuras aposentadorias dessa nova geração certamente serão afetadas.

Assine nossa newsletter!
Fique atualizado sobre as principais novidades em experiência do cliente

Poupança e Investimentos:

Historicamente, o brasileiro tem preferência por ativos tangíveis, como imóveis. Contudo, as gerações mais jovens, incluindo a Geração Z, têm diversificado mais seus investimentos, movimento este impulsionado em parte pela inovação das fintechs.

Aspectos Culturais:

A cultura brasileira é marcada por laços familiares fortes, sendo comum a convivência de várias gerações sob o mesmo teto. Essa característica, por um lado, pode ser uma rede de segurança para a Geração Z, mas por outro, pode representar responsabilidades adicionais.

Este panorama aponta para uma série de desafios e oportunidades que a Geração Z brasileira enfrentará em sua trajetória rumo à aposentadoria. Em um cenário em constante transformação, entender esses aspectos é crucial para a tomada de decisões informadas.

Insegurança da Geração Z é global

Uma pesquisa realizada pelo Grupo deVere, uma das maiores consultorias financeiras de gestão de ativos e fintech do mundo, realça as particularidades das preocupações financeiras da Geração Z, mostrando os sonhos e inquietações da juventude nos Estados Unidos, mas que também ajudam a entender os dilemas dos jovens brasileiros.

Os três principais medos financeiros identificados na pesquisa são:

Dívida (48%)

Insegurança de renda (26%)

Insuficiência de recursos para aposentadoria (15%)

Outros temas (11%)

“Os resultados são um chamado para instituições financeiras, educadores e políticos brasileiros. Precisamos desenvolver estratégias focadas nas reais e legítimas preocupações financeiras da nossa juventude”, diz David Green o CEO da deVere.

Com o desenvolvimento da sociedade, a Geração Z enfrenta também novos desafios e oportunidades que moldarão seu futuro financeiro:

Educação Financeira:

Com a ascensão da internet e das plataformas digitais, a Geração Z dispõe de mais recursos de educação financeira do que as gerações anteriores. A era digital democratizou o acesso a informações valiosas, capacitando os jovens a tomar decisões financeiras mais informadas.

Trabalho Flexível

A economia de trabalhos pontuais, o trabalho remoto e o “frila” tornaram-se mais comuns. Este novo cenário, embora ofereça liberdade e autonomia, pode complicar os caminhos tradicionais de poupança para a aposentadoria, exigindo uma gestão financeira mais ativa.

Longevidade Crescente

Os avanços na área da saúde indicam que a Geração Z possivelmente viverá mais tempo que suas antecessoras. Isso implica na necessidade de uma poupança de aposentadoria mais robusta, preparando-se para uma vida mais longa com qualidade e segurança financeira.

Este panorama ressalta a necessidade de políticas e estratégias adaptadas às especificidades da Geração Z, assegurando que este grupo esteja bem preparado para os desafios financeiros do futuro.

Leia mais: O que a Geração Z e os Millennials esperam dos bancos?

“O peso de longo prazo das dívidas frequentemente afeta decisões importantes, como seguir estudos superiores, escolher carreiras ou adquirir a casa própria. Para superar esses desafios, precisamos pensar em soluções integradas que englobem educação financeira, empréstimos conscientes, aconselhamento especializado e políticas que tornem a educação e moradia mais acessíveis”, reflete Green.

Cenário brasileiro é mais desafiador para Geração Z

No Brasil, onde a incerteza econômica e as mudanças no mercado de trabalho são constantes, o medo do desemprego ou da renda irregular é uma realidade para muitos jovens. Buscar construir uma base financeira em um cenário de informalidade e mudanças nas relações de trabalho é um desafio.

“A instabilidade no emprego pode gerar estresse financeiro, comprometendo não só o bem-estar imediato, mas também planos de longo prazo. Nesse cenário, investir em formação contínua, estar atento às tendências do mercado e desenvolver uma mentalidade resiliente são estratégias essenciais para enfrentar as incertezas e garantir um futuro mais estável”, aponta Green.

Conheça o Mundo do CX

O estudo também mostrou que 15% dos jovens estão ansiosos sobre como garantir uma aposentadoria digna. Com discussões constantes sobre previdência, muitos deles já estão cientes da necessidade de poupar para o futuro. No entanto, as pressões financeiras do dia a dia frequentemente limitam a capacidade de guardar dinheiro.

“Sabemos que desafios surgem no caminho, mas adiar a poupança para a aposentadoria pode significar dificuldades financeiras no futuro. Começar a poupar cedo é essencial. O tempo trabalha a favor do investidor graças aos juros compostos”, alerta o CEO da DeVere.

“Se a preparação para a aposentadoria for adiada, o montante necessário para garantir uma velhice tranquila cresce exponencialmente. O tempo é a melhor ferramenta contra uma aposentadoria financeiramente incerta”, finaliza David Green.



+ NOTÍCIAS
Criptoverso: o presente já está sendo tokenizado
‘Old but gold’: geração prateada vai ser maioria, você está preparado para se relacionar com ela?

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]