Pesquisar
Close this search box.
/
/
Quais os KPIs de experiência ideais para o seu negócio?

Quais os KPIs de experiência ideais para o seu negócio?

A escolha dos KPIs precisa levar em conta uma série de fatores e influencia toda a estratégia de construção da experiência do cliente

Os KPIs são ferramentas fundamentais para a engrenagem de todas as empresas. É através dos medidores de desempenho que se torna possível monitorar projetos, entender a eficácia de ações e tomar decisões capazes de melhorar resultados. Dentro da área de customer experience (CX), essa capacidade de monitorar permite entender o momento do cliente, sua percepção da experiência e agir quase que em tempo real para encantá-lo. Mas, para isso, o KPI utilizado precisa ser o correto.

Caso o KPI escolhido não seja o adequado, o monitoramento não terá o resultado esperado de melhorar processos e fomentar boas práticas. O artigo “A Chave Para o CX de Sucesso”, publicado pela Ipsos, explica que os KPIs variam em complexidade, ou seja, o que é muito simplista para uma empresa pode ser confuso para outra. Assim, não existe a métrica ideal, mas sim a que mais faz sentido para cada realidade.

A escolha do KPI passa, então, pela facilidade com que os clientes e a organização o compreendem. Isso garante que os dados coletados sejam robustos e confiáveis e, por outro lado, que toda a equipe entenda o que está sendo metrificado, o motivo disso e o que precisa ser feito para melhorar o desempenho – cenário que gera engajamento.

Características dos KPIs eficientes

Nesse sentido, a Ipsos elencou os principais critérios que um KPI precisa atender para ser de fato eficiente. São eles:

1. Fazer sentido dentro da cultura da organização

A forma como a experiência do cliente se estrutura dentro da empresa influencia diretamente na definição do KPI de experiência. “Se a simplicidade for mais alinhada à cultura organizacional, pode significar usar uma métrica simples, como o Net Promoter Score (NPS) ou satisfação geral. Em outros casos, o uso de uma métrica composta mais complexa pode refletir as diferentes facetas da experiência do cliente da organização”, afirma o artigo da Ipsos.

2. Combinar a sofisticação e a maturidade da oferta de CX da empresa

O medidor de desempenho precisa garantir o monitoramento do que é mais importante para a empresa atualmente. Isso significa que, se o objetivo é atender as necessidades dos clientes, medir a satisfação pode ser suficiente. Mas se a intenção é criar relacionamento duradouro, pode ser necessário adicionar camadas e tornar o KPI composto.

3. Se encaixar no setor que será utilizado

Os dados recolhidos para entender a experiência do cliente precisam ser os mais verdadeiros possíveis, por isso, a pesquisa deve fazer sentido dentro da jornada e do perfil do consumidor. Afinal, para uma pessoa compartilhar o seu sentimento ou percepção de forma genuína, ela precisa compreender todo o contexto e querer se engajar.

4. Ser um bom ajuste cultural para os clientes e para a organização

Nem sempre um KPI funcionará da mesma forma, isso porque a cultura de diferentes localidades influencia e é determinante nos resultados. É o que explica o artigo da Ipsos: “Em algumas culturas, a recomendação simplesmente não é uma ‘coisa feita’, então o NPS, por exemplo, pode não ser uma métrica confiável. Em outras culturas – às vezes até mesmo dentro do setor – exigir altos níveis de satisfação é semelhante a uma perda de identidade da empresa, portanto, a satisfação geral não deve ser a primeira escolha”.

Entender essas nuances é importante para escolher o KPI certo e evitar que resultados artificiais guiem ações e estratégias.

5. Se encaixar na parte do ecossistema de pesquisa em que será utilizado

As pesquisas podem ser realizadas em diferentes frentes, como transacionais e relacionais. Utilizar o mesmo KPI para um ecossistema de estudos é um risco, afinal, é preciso medir objetivos distintos. Dessa forma, um KPI funcional é ideal para um estudo de fluidez na jornada, por exemplo; enquanto um estudo de interação com o cliente pede um KPI de relacionamento.

O KPI de experiência da empresa é o correto?

Escolher um KPI que tenha todas as características para ser mais eficiente ainda não é uma garantia. O medidor também precisa “Estar conectada ao resultado final de uma organização ou refletir resultados de negócios desejáveis”, afirma o estudo.

Na prática, isso significa refletir em maiores gastos e aquisição de produtos por parte dos clientes, maior entrega de valor para o consumidor, aumento da frequência de compras e do Life Time Value, bem como maior eficiência operacional.

Monitorar constantemente para manter as estratégias de CX atuais, garantindo que os KPIs utilizados estão ligados aos principais objetivos comerciais da empresa e trazendo os resultados esperados, é a fórmula para entregar uma experiência boa de verdade.


+ Notícias 

As cinco principais tendências de CX para investir em 2023 

Estratégias para ganhar a confiança pelo e-mail marketing

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]