Pesquisar
Close this search box.
/
/
IA pode estar acabando com os nossos relacionamentos

IA pode estar acabando com os nossos relacionamentos

Esther Perel, psicoterapeuta e autora bestselling do NYT, faz terapia em grupo durante apresentação do SXSW 2023 e defende: “Não se esqueça, você está vivo”

SXSW 2023 – “Eu não imaginava que a imortalidade apareceria na forma de uma máquina”, brinca Esther Perel, na abertura do painel “The Other A.I: The Rise of Artificial Intimacy and Whats it Means for Us“. Autora do livro “Sexo No Cativeiro”, traduzido para mais de 24 idiomas, o painel da psicoterapeuta atraiu grande público do SXSW 2023 – e foi como participar de uma sessão de terapia em grupo, com muito humor, mas também bastante espaço para reflexão.

Para Esther, falar sobre a outra IA, não a Inteligência Artificial, a “Intimidade Artificial”, precisa ser contextualizada. Tudo se intensificou durante o período de isolamento da COVID 19.

IA:  A solidão moderna se mascara de uma hiperconectividade

“Eu fui afetada fortemente pela tecnologia durante a pandemia. Parece que eu estava vivendo pelo celular, como que amparada por aparelhos. Não me entenda mal, eu adoro que as inconveniências sejam removidas, mas precisamos delas para entender o que somos, e o que não somos. As experiências e as falhas são essenciais para o nosso crescimento”, comenta a especialista, que completa: “A solidão moderna se mascara de uma hiperconectividade”.

“Não da para negar os seus avanços, mas quando a IA entra em interações humanas, é preciso entender que ela chega sem contexto, sem opinião política, sem sentimentos genuínos”

Para a Esther, é preciso entender os prós e os contras da tecnologia e dos seus efeitos para os nossos relacionamentos. É claro que não da para negar os seus avanços, mas quando a IA entra em interações humanas, é preciso entender que ela chega sem contexto, sem opinião política, sem sentimentos genuínos. “Sentimentos genuínos de amor convivem com sentimentos negativos. O amor pode vir com medos. Muitos dos problemas que temos, não são problemas, são paradoxos. E como a IA poderia replicar um relacionamento de verdade?”, indaga.

De acordo com a psicoterapeuta, algumas pesquisas já foram realizadas em relação ao nível de satisfação das pessoas em interações com a IA. Os resultados mostram que quanto mais a saúde mental estiver em dia, menor a expectativa com a IA e, por isso, maior a satisfação. “Mas não é porque você está satisfeito, que quer dizer que foi bom. Pensem no sexo”, brinca.

O grande problema, afirma Esther, é que a “Intimidade Artificial” está abaixando as expectativas do que significa ser um bom relacionamento. “E nós já passamos isso com a fase de junk food. A rapidez, o delivery, foi bom, mas agora estamos voltando a atenção para uma alimentação mais saudável. Por que então estamos fazendo o mesmo com nossos relacionamentos e tecnologia?”, provoca. “Aceitamos atenção pela metade como algo suficiente. Isso é intimidade artificial. Ela está cheia de desconexões que estão cada vez mais socialmente aceitáveis”, frisa.

“A IA pode te dar dicas de tendências, mas como poderia dar dicas de relacionamento sendo desprovida de crenças pessoais?” 

Para Esther, uma da questões que devem ser consideradas é o efeito que a IA tem no dia a dia dos nossos relacionamentos, porque ao retirar os desafios da vida, automatizando nossa vida o máximo possível, Esther acredita que as pessoas estejam perdendo a habilidade de se relacionar e ser íntimo.

“Intimidade de verdade é uma ambivalência de sentimentos”, diz. “Precisamos parar de tratar os dilemas de relacionamento como se as soluções fossem fáceis de tirar do contexto. As tentativas de remover a dor estão nos deixando despreparados para todas as inconveniências do que significa viver ao lado de outra pessoa. A IA pode te dar dicas de tendências, mas como poderia dar dicas de relacionamento sendo desprovida de crenças pessoais? Não se esqueça, você está vivo!”


+ Notícias

SXSW 2023: 10 princípios sobre design na era da Inteligência Artificial 

SXSW 2023 analisa o potencial agrotech para além da agricultura 

 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]