Pesquisar
Close this search box.
/
/
Como insights de CX contribuem com estratégias de produto?

Como insights de CX contribuem com estratégias de produto?

Segredo para transformar feedbacks de clientes em estratégia de negócio é derrubar muro entre setor de CX e produto. Cultura de “Continuous Discovery” também é tendência

Como insights de CX podem contribuir com estratégias de produto? É exatamente esta pergunta que é respondida, com exemplos e dicas práticas, no painel do Conarec 2022 com a Birdie, startup sediada no Vale do Silício que ajuda empresas a transformarem os feedbacks de clientes e consumidores em soluções relevantes para estratégias de negócios.

Com mediação da Co-founder & CRO da Birdie, Patricia Osorio, e apresentação do Manager of Customer Success da Birdie, Lui von Holleben, a palestra demonstra que o segredo está em derrubar o muro entre setores de CX e produto e substituir a cultura data driven por uma de “Continuous Discovery”, ou seja, por práticas que criem um elo contínuo entre os consumidores e o desenvolvimento do produto.

Assine nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

Derrubando muros entre CX e estratégia de produto

Existe uma máxima empresarial de que “pessoas de CX precisam se envolver com o produto” que, no entanto, nem sempre é seguida à risca. Segundo o Manager of Customer Success da Birdie, Lui von Holleben, muitas vezes os dois setores possuem um muro entre eles.

“O time de CX fica com o atendimento ao cliente, mas não se une com o time de produtos com feedbacks. Não pega os dados interessantes que tem, que podem ser organizados e trabalhados, e leva como um ponto, um atributo que seria relevante para se trabalhar junto”, afirma.

Esse muro, que não deveria existir, acaba frequentemente travando as empresas, impedindo-as de crescer e fazendo com que elas tomem decisões erradas ao longo do caminho. Por isso, é importante destruir essa barreira e construir em seu lugar uma ponte entre os setores.

Para isso, segundo o palestrante, caberia à equipe de CX conduzir decisões técnicas, garantir a execução dos projetos independentemente das áreas e setores que se envolvam e, finalmente, munir o time de produto com feedbacks organizados. “É dever do CX contribuir com o produto”, diz Lui von Holleben.

Leia Mais: Cliente: o coração do empreendedor rumo ao sucesso

Cultura Data Driven é substituída por Continuous Discovery na estratégia de produto

A cada dia é mais difícil para uma companhia se manter relevante. Quem traz a constatação é o relatório Trends and Benchmarks in PM 2022, que realizou entrevista com 600 Product Managements em 59 países.

Segundo o documento, o tempo médio de uma empresa na lista de S&P 500 (índice composto por quinhentos ativos cotados nas bolsas de NYSE ou NASDAQ) caiu de mais de 60 anos em 1960, ou mais de 20 anos em 2020 para uma projeção de sobrevivência de 12 anos em 2025.

“Antes surgiam frases como ‘o cliente é o centro’, ‘devemos ser guiados por dados’, mas isso já é padrão. Precisamos virar a página, senão nem 12 anos nossos negócios vão durar”, alerta Lui von Holleben.

Para explicar a mudança de paradigma atual, que traz consumidores cada vez mais exigentes e produtos em constante evolução, o palestrante recorre a uma linha do tempo que traça diversas transformações ao longo das últimas décadas. Da era da manufatura, no começo do século XX, passando pela era da distribuição na década de 60 e pela era da informação, na década de 90, os anos 2000 chegam à era do cliente nos negócios.

Já em relação aos produtos, as transformações passaram por épocas em que reinava o product management, em que as empresas de tudo sabiam e eram elas que levavam o conhecimento ao consumidor; passando depois pelas lean startups, que saíram às ruas ouvir enfim os clientes; chegando por fim à era dos dados.

“Cultura data driven ouve o consumidor, transforma em dados e toma decisões. O único problema é que muitas vezes as empresas deixaram de se organizar para isso. E hoje a complexidade é muito grande para conseguir lidar com tudo”, diz. Por isso, acredita que a teoria que mais ganha força no mercado atualmente é a “Continuous Discovery”

O que é Continuous Discovery?

Continuous Discovery é, como o nome mesmo diz, a continuidade da descoberta, um elo contínuo entre o consumidor e o desenvolvimento do produto.

É caracterizada pela confiança profunda dos clientes, que se sentem parte da evolução do produto; pela necessidade de construir, medir e aprender com velocidade e agilidade; pela autonomia do time de produto, que consegue extrair o máximo de insights de um rio de feedbacks; pela adaptação e abandono de ideias antes de investir tempo e dinheiro nelas; e pela descoberta de novos segmentos de usuários de forma facilitada.

Leia Mais: Fazer o básico do CX é um desafio para as empresas

CX colaborando com estratégia de produto: dicas práticas

Em uma cultura que aplica a Continuous Discovery, o desafio é lidar com uma centena de fontes internas e externas de dados e milhões de sinais do consumidor. Afinal, como pegar esse emaranhado de informações e trabalhar ao longo do caminho?

“A tecnologia e a expertise para entregar insights de produtos a partir do feedback do consumidor é o nosso norte. O que fazemos é pegar essas diversas fontes e centralizá-las, classificá-las, analisá-las e entregar para o cliente em uma plataforma organizada. Também pedimos feedback contínuo do cliente, para que colabore nessa inteligência de mercado através de inteligência artificial”, fala o Manager of Customer Success da Birdie.

Conheça o Mundo do CX

Assim, ele exemplifica que “aquelas estrelinhas” de classificação de um negócio ou produto é a ponta do iceberg. É preciso aprofundar nos reviews e na granularidade de sentimentos que estão ali presentes. Por isso, para colocar toda a estratégia em funcionamento, é tão importante ter os times de CX e produto unidos.

“Quando existe convergência entre CX e produto, conseguimos evoluir como empresa. Se o seu time de CX não colabora com a estratégia de produto, podemos estar como uma ilha: batendo as metas de CX, mas podendo colaborar mais”, completa.

O palestrante finaliza com cinco dicas práticas para conseguir trazer este alinhamento às empresas:

  • Construa, dia a dia, uma cultura centrada no consumidor e no produto, afinal, nenhum setor deve estar isolado
  • Tenha uma jornada do cliente definida, com papéis claros sobre o que cada equipe faz em cada momento
  • Estabeleça comitês de governança, melhorando as comunicações e trabalhando em direção a um objetivo em comum
  • Realize projetos em conjunto
  • Não seja só data driven, mas entre em Continuous Discovery, ou seja, entenda a complexidade do “rio de feedbacks” para poder trabalhar ao longo do caminho

+ Notícias

O papel do afeto como lente para observar o consumidor brasileiro

Propósito, inclusão e experiência em serviços financeiros

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]