Pesquisar
Close this search box.
/
/
Digitalização de canais pede estratégia digital first e flexibilidade

Digitalização de canais pede estratégia digital first e flexibilidade

Mais do que oferecer diferentes opções de canais digitais, é preciso pensar uma experiência personalizada para cada um deles

O consumidor prefere se comunicar de forma digital. De acordo com pesquisa global da LivePearson, 69% dos Millennials e da Geração Z optam por digitar ao invés de falar. Tal cenário torna a digitalização dos serviços regra para as empresas, mas, para garantir uma boa experiência, é preciso ir além e construir uma estratégia digital first.

Isso significa ter uma oferta de canais flexível e personalizável, que inclua as redes sociais como meio de engajamento. Como afirma Adriano Oliveira, Consultor de Soluções da Verint no Brasil, o conceito de atender o cliente da mesma forma em todos os canais está ultrapassado. No digital first, o caminho é saber o que os clientes buscam para integrar canais e tornar a experiência única.

“Com a comoditização e crescimento dos serviços digitais nos últimos anos, os consumidores passaram a dar mais importância à experiência e valor que recebem das empresas, em comparação à qualidade dos produtos e serviços. Isso aumenta a disponibilidade de informações desses consumidores nas redes. Assim, surge uma grande oportunidade para as empresas se relacionarem com os consumidores nos meios digitais de forma ativa. É de extrema importância estar presente e engajar com os clientes onde eles estiverem, possibilitando um diálogo de duas vias”, afirma Oliveira.

Para isso, se faz necessário entender em quais canais o consumidor atual está interagindo com a marca e de que forma consome os produtos e serviços. A partir dessas informações, desenha-se uma estratégia de acordo com cada personalidade, que seja capaz de aproximar a empresa dos mais diversos perfis.

Na Verint, por exemplo, a estratégia de canais tem como um dos pilares a solução Interactions Insights, que analisa o que o cliente está dizendo, seja por voz (Speech Analytics) ou por texto (Text Analytics). Oliveira explica: “Saber ouvir o cliente é fundamental para se construir uma estratégia sólida de relacionamento, e isso é ainda mais importante quando tratamos de interações digitais. Por esse motivo, todos os componentes da solução de digital fist devem ter como alicerce a experiência”.

As interações digitais passam, então, a estar cercadas por KPIs como FCR, NPS, CSAT, customer effort, sentimento, além de análise de fluxos e funil de atendimento. “Essa preocupação explica os índices de satisfação do cliente aumentarem em mais de 10% após adotarmos soluções digitais”, diz Adriano Oliveira.

Digital First e o mercado brasileiro

O Brasil é um dos países mais avançados na utilização de redes sociais e de mensageria. De acordo com o Statista, o país é o 7º com maior adoção de WhatsApp no mundo, tendo 91% dos usuários com smartphones. É, ainda, o 3º país que mais utiliza Instagram, o 4º para Facebook e para o YouTube.

digital first
Dados de pesquisa realizada pela Verint

 

Adriano Oliveira afirma que isso explica a crescente adoção de canais digitais pelas empresas, mas faz um alerta: “muitas ainda estão em um estágio inicial, com baixa resolutividade e personalização. Há uma demanda latente por tecnologia digital de engajamento do cliente”.

Uma pesquisa realizada pela Verint identificou que existe um gap enorme na capacidade das empresas de se engajarem com seus clientes devido à explosão de interações advindas do ambiente digital. Esse aumento exponencial causado pela transformação digital e pela pandemia, somada à crescente expectativa dos clientes tornam a situação ainda mais complexa, pedindo uma inteligência para analisar conversão, experiência e entender as principais necessidades de cada canal, a fim de construir o mix ideal e otimizar as estratégias de relacionamento.

Nesse sentido, ainda de acordo com a pesquisa realizada pela Verint, 82% dos líderes no Brasil veem o digital first como prioridade na estratégia de engajamento. Outra grande preocupação, de 78% deles, é o uso de tecnologia para melhorar a experiência do agente durante o atendimento. Por isso, as áreas que estão recebendo mais investimentos são: qualidade e desempenho; voz do cliente e gestão de experiência; além de chatbots e assistentes virtuais inteligentes.

“Além da flexibilidade do canal, a alta demanda de interações dos clientes pede a capacidade de automação desses canais. Para isso, dentro da estratégia de digital first, é necessário existir uma flexibilidade de implementação de assistentes virtuais, desde simples FAQs a assistentes com personalização cognitiva avançada. Com o digital first, as empresas podem definir suas estratégias de canal e automação de forma extremamente flexível”, finaliza o Consultor de Soluções da Verint no Brasil.


+ Notícias 

Experiência do cliente é campo de inovações em série: vale a pena entender

Ganhar dinheiro no Metaverso: sonho ou possibilidade? 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]