Pesquisar
Close this search box.
/
/
Estudo aponta crescimento de 58% nas tentativas de fraudes contra o e-commerce

Estudo aponta crescimento de 58% nas tentativas de fraudes contra o e-commerce

O levantamento ainda aponta os horários e dias da semana preferidos pelos golpistas e até os bens mais visados

A quantidade de tentativas de fraudes contra empresas e consumidores, especialmente no ambiente digital, registrou um aumento de 58% na comparação entre 2021 e 2020. A informação está presente na mais recente edição do Mapa da Fraude, estudo desenvolvido pela Clear Sale, empresa especializada em soluções antifraude para diferentes mercados, e que foi divulgado nesta quarta-feira (2). O crescimento está relacionado a forte aceleração da transformação nas relações de consumo a partir da pandemia.

Segundo dados da pesquisa, foram evitados R$5,8 bilhões de transações potencialmente fraudulentas este ano contra R$ 3,6 bilhões no ano anterior. O estudo ainda detalha outros números das tentativas de fraude. Em 2021 foram registrados um total 375,5 milhões de pedidos, considerando todos os setores da economia.

A imensa maioria dos pedidos analisados pelo relatório, ou mais precisamente 320 milhões transações, referem-se ao e-commerce. Dentro desse universo, houve um total de 6,1 milhões de tentativas fraudes em 2021 contra 3,5 milhões de 2020. Ou seja, do total de casos no ano passado, 1,9% seriam as tentativas de fraudes. Em 2020, esse percentual foi de 1,3%. “Ao olharmos para o cenário de números absolutos de 2021, podemos dizer que as tentativas de fraude cresceram, proporcionalmente, relacionado ao volume de pedidos, principalmente por conta da aceleração dos mercados digitais, que inclui o e-commerce”, explica Marcelo Queiroz, head de Estratégia de Mercado da ClearSale.

Profissionais envolvidos em fraudes

Uma das importantes conclusões do estudo confirma uma impressão de especialistas em segurança cibernética: ao contrário do que muita gente afirma, a maioria das fraudes são cometidas por criminosos organizados e não mais por jovens hackers, muitas vezes adolescentes, e que costumam agir sozinhos. Um dos dados que endossa essa afirmação está relacionado aos dias e horários de maior incidência de atuação dos criminosos. De acordo com a pesquisa, eles agem essencialmente nos dias úteis da semana e durante o dia. À noite, assim como os demais consumidores, preferem dormir.

“Quando pegamos o gráfico, há realmente um pico entre 3h e 4h da manhã. Isso ocorre porque nesses horários há uma queda vertiginosa no número de pedidos de pedidos. (Os criminosos) não seguem necessariamente o horário comercial, porém é bem difundida durante o dia. Percentualmente falando, o número é alto porque ocorre o seguinte: duas tentativas de fraude em um universo de 100 mil pedidos é uma coisa, agora os mesmos dois casos em um cenário de 100 pedidos é outra. Eles são profissionais da fraude, que usam a prática como forma de trabalho. À noite eles dormem”, explica Marcelo.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

Categorias

O estudo ainda mostra que a categoria de produto mais fraudado é o celular, algo que também ocorreu no ano passado. Da totalidade de compras desta categoria, 5,61% dos pedidos foram possíveis fraudes. Segundo Queiroz, o motivo está relacionado a maior facilidade de revenda de um produto de um celular adquirido de maneira fraudulenta se comparado, por exemplo, a uma geladeira.

Em segundo lugar estão os produtos eletrônicos em geral (5,11%) e, em terceiro, Automotivos (3,13%) ou basicamente peças de carros. Esses itens ficaram mais escassos no mercado na pandemia e resultaram em uma quantidade menor de carros fabricados e uma incomum valorização de seminovos e usados. “O aparelho celular oferece grande liquidez no mercado secundário, podendo ser facilmente revendido para gerar lucro rápido, além de serem fáceis de transportar. Por isso ele costuma liderar a lista de produtos com mais tentativas de fraude”, explica Marcelo.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

Regiões

A região Norte, assim como em todo 2020, segue com o maior índice de tentativas de fraude sobre a quantidade total de transações: em 2021, 3,92% dos pedidos na região foram alvo de ataques. Na sequência, aparecem Centro-Oeste com 2,51% e Nordeste com 2,45% e, por fim, Sudeste e Sul completam com 2,11% e 1%, respectivamente.

Gênero

O Mapa mostra que os homens foram mais vítimas de fraude do que mulheres em 2021. Em relação ao total de pedidos, o público masculino sofreu com 3,03% de tentativas de fraude versus 1,36% das mulheres. Analisando por faixa etária, pessoas até 25 anos foram as mais visadas.

Datas comemorativas

Quando o assunto é datas comemorativas, o Dia das Crianças foi o período que mais sofreu com ataques: 2,52% do total de tentativas de fraudes. Em seguida, estão Dia dos Pais (2,25%), Natal (2,11%), Dia dos Namorados (1,97%) e Dia das Mães (1,91%). Durante a Black Friday, apesar do número de pedidos fraudulentos crescer bastante, a quantidade de bons pedidos cresce muito mais — dessa forma, o percentual fica reduzido a ponto de não figurar entre as datas mais visadas.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente


+ Notícias

E-commerce: mais consumidores, mais queixas nos Procons

Golpes bancários envolvendo manipulação de vítimas crescem 165%

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]