Pesquisar
Close this search box.
/
/
Conexão emocional entre marca e consumidor aumenta durante a pandemia

Conexão emocional entre marca e consumidor aumenta durante a pandemia

Empresas que tiveram aumento no nível de intimidade viram mais disposição do consumidor para pagar mais

Em seu clássico “No Logo”, a jornalista canadense Naomi Klein conta a história das marcas pontuando a intenção inicial delas de terem suas caras reconhecidas nos produtos que saíam das fábricas, lá pela década de 1920. Elas entenderam que era preciso transmitir ideias e valores, e aos poucos nascia a cultura das marcas como vendedoras de estilos de vida. Conforme remonta a história, Klein frisa a mudança geral de foco nos baby boomers para as audiências mais jovens como uma consequência de sucessivas crises nos anos 1980, como das dívidas na América Latina, a Black Monday e a bolha japonesa. Hoje, com a atual crise da pandemia, talvez uma sugestão de novo capítulo do clássico esteja aparecendo com um aumento sem precedentes da conexão emocional entre marca e consumidor.

De acordo com a pesquisa da agência especialista em intimidade de marca MBLM, a conexão emocional entre marca e consumidor aumentou em todos os níveis de intimidade, com 55% de aumento no compartilhamento, 37% no vínculo e 17% na união entre audiência e marca.

“A intimidade de marca se refere à construção de conexões emocionais duradouras entre marcas e pessoas. O que descobrimos é que durante a pandemia da Covid-19, essa ideia se tornou mais relevante do que antes. Consumidores têm usado esses tempos sem precedentes para começar novas relações e maneiras de construir laços com as marcas”, aponta o estudo feito com 3 mil pessoas e 100 marcas nos Estados Unidos.

A pesquisa aponta que o compartilhamento indica o quanto a pessoa e a marca se envolvem e interagem dividindo conhecimento. Neste nível, a atração ocorre por meio de reciprocidade e segurança. Se o relacionamento avançar, ele evolui para o vínculo, que é criado quando pessoa e marca se comprometem significativamente – em outras palavras, quando nasce confiança. O nível seguinte é a união, que se refere a uma identificação recíproca. Nesta fase, as identidades da pessoa e da marca tendem a um entendimento e expressão mútuos.

No estudo feito especialmente para perceber os efeitos da pandemia na relação marca-público, o aumento na intensidade da intimidade nas relações sugere que “agora, mais do que nunca, as marcas precisam estabelecer fortes conexões emocionais com os clientes”, enfatiza a agência.

O aumento na quantidade de marcas com conexão emocional com consumidores foi 23% maior em comparação com o ano passado.

Mais disposição para pagar

No topo do ranking geral de conexão com marcas da MBLM estão Apple, Amazon, Google, Walmart, Youtube, Toyota, Disney, Netflix, Chevrolet e Playstation. Essas marcas entraram no top 10 porque tiveram sucesso nos arquétipos que mais determinam a natureza das relações entre marcas, que são: preenchimento, identidade, fortalecimento, ritual, nostalgia e satisfação.

Em outras palavras, elas excederam expectativas, refletiram valores admirados, fizeram os consumidores se sentirem melhor, inseriram-se na rotina das pessoas, associaram-se a sentimentos calorosos e criaram relacionamento próximo em torno de momentos positivos.

Nos tempos incertos que pedem confiança, engajamento, longevidade e real esforço, essas marcas colheram seus frutos. Segundo a pesquisa, as marcas com os índices mais elevados de intimidade viram o número de consumidores dispostos a pagar 20% a mais por seu produto ou serviço dobrar desde o último ano.

“Continuamos a observar que os consumidores estão mais dispostos a pagar um prêmio por marcas mais íntimas. Quanto mais íntimo de uma marca, mais disposto a pagar por seus bens e serviços”, frisa a pesquisa.

Vantagem do ecossistema

Marcas que estão no celular tem mais vantagem na criação de intimidade. Segundo a pesquisa, o quociente médio de intimidade das marcas mais acessíveis à palma da mão é maior do que a média geral. “Isso sugere que, se uma marca tem presença forte nos dispositivos, pode expandir sua capacidade de promover conexões emocionais com os usuário.”

Marcas que oferecem serviços via aplicativos, acesso e serviços de conteúdo e de informações tradicionalmente têm maior pontuação nos níveis de intimidade, lembra o estudo. “Nós acreditamos que isso pode estar ligado à importância de estar conectado e comunicação durante a pandemia”, diz a MBLM.


+Notícias

Marcas oferecem novos modelos de franquia para driblar a pandemia

Para geração Z e millennials, é essencial marcas se engajarem em causas

Marcas unem soluções financeiras e digitais para socorrer pequenos varejistas

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]