Pesquisar
Close this search box.
/
/
Como resgatar a confiança do consumidor

Como resgatar a confiança do consumidor

Executivos do Banco BMG, Johnson & Johnson no Brasil e Grupo Carrefour Brasil falam sobre como se reconectarem com os cliente e a gestão por eficiência

Em poucas semanas, a realidade como a conhecíamos se “desmanchou no ar”. Vivemos agora um período de acomodação que já revela uma série de comportamentos e atitudes apressadamente identificados como parte de um “novo normal”.

O atual cenário exige que façamos as perguntas certas e trazer respostas mais condizentes com uma mudança nos padrões de consumo e de resgate da confiança do consumidor. As exigências dos clientes passaram a ser que as empresas ingressem em uma realidade capaz de torna-las aptas a separar sinais de ruídos e estabelecer conexões reais e vínculos profundos com os consumidores à procurar de mais e melhores respostas para seus anseios, dúvidas e expectativas.

E para discutir este tema, Roberto Meir, CEO do Grupo Padrão, conversou com Ana Karina Dias, CEO do Banco BMG, André Mendes, presidente da Johnson & Johnson no Brasil e Stéphane Engelhard, vice-presidente de Relações Institucionais do Grupo Carrefour Brasil.

Para Meir o consumidor está mais exigente, seletivo e agora quer personalização, maior velocidade e inovação. “Ele [cliente] não quer saber dos padrões das empresas, não quer nada complexo, mas quer que as organizações pratiquem a diversidade e se preocupem com o meio ambiente”, explicou o executivo. 

O desenvolvimento da confiança do consumidor

Então, como liderar as empresas neste novo ambiente cada vez mais complexo, ambíguo, volátil e incerto?

Na visão do vice-presidente de Relações Institucionais do Grupo Carrefour Brasil comentou que, além das medidas de proteção nas lojas físicas da companhia também foi criado um laboratório para novas iniciativas de segurança, como um câmera térmica, uma fez que a empresa que esta crise sanitária ainda perdurará por mais alguns meses. “A gente entende que, em até um ano estas iniciativas vão ter que continuar nas lojas”, comentou Engelhard. 

Segundo o executivo da rede francesa de supermercados, as lojas no Brasil nunca ficaram desabastecidas e a logística no país funcionou melhor do que em outros nações vistas como mais “maduras”. Outro passo para a liderança neste altura cenário volátil foi a contratação de mais de 7.000 pessoas nestes oitos meses, sendo 2.000 para o e-commerce do Carrefour. 

“O fato novo foi a questão alimentar, com uma forte demanda. Em menos de seis meses fizemos um plano de venda on-line de três anos e está se consolidando. As tendências mostram que o crescimento não vai voltar a antes da crise. Somos uma empresas em plena transformação”, disse Engelhard.

A CEO do Banco BMG explica que na companhia já havia uma transformação e agora tudo que aconteceu, o que seria feito em cinco anos acontecerá ao longo de 2020. “Agora estou preocupada com a minha equipe. Vamos fazer devagar e sempre, porque você precisa olhar os seus colaboras como os seus clientes, e sugar demais as pessoas causa cansaço demais. Este equilíbrio é importante,” compartilhou. 

O tema global hoje é a saúde e na maior empresa do setor no mundo, instalada no Brasil há mais de 80 anos, tem se fincado nos seus valores e propósito para navegar por este ano, de acordo com André Mendes, presidente da Johnson & Johnson no país. “Temos um proposto de transformar a trajetória da saúde global e a missão é cuidar dos profissionais da saúde. Um segundo valor é colaboração, bem como o suporte para a sociedade e o terceira é a inovação, no nosso caso a vacina contra a covid-19”, disse o executivo. Para ele este momento exige sacrifícios das empresas para colaborar com o país.

Gestão por eficiência, resultado e as parcerias

confiança do consumidor
O vice-presidente de Relações Institucionais do Grupo Carrefour Brasil destacou que a pandemia acelerou o formato de trabalha com um custo menor e de forma melhor para atender as exigências dos consumidores. Foto Douglas Luccena/ Grupo Padrão

Um dos principais pontos em comum abordados pelos palestrantes foi o da importância da colaboração entre pessoas, times e empresas para que estas sejam duradouras. O presidente da Johnson & Johnson no Brasil apontou este fator como um dos dois grandes legados da pandemia “Sempre tivemos a ciência como o coração da companhia, mas nem sempre as histórias chegavam claramente aos clientes. Agora, o  cientistas trabalham em colaboração com o marketing e vendas, no  “connected commerce””, comentou. Além desta legado para ficar mais próximo e conversar com o consumidor. Outro legado para Mendes será a eficiência operacional e melhoria na tomada de decisão, bem como a conexão com os clientes.

O vice-presidente de Relações Institucionais do Grupo Carrefour Brasil destacou que a pandemia acelerou o formato de trabalha com um custo menor e de forma melhor para atender as exigências dos consumidores. De acordo com o executivo, pesquisas realizadas pela empresa mostraram que preocupação dos consumidores com a segurança física, dentro da loja, ainda persiste e não é só no Carrefour. Além disso, constatou o perfil infiel e de muita pesquisa dos cliente na atualidade. 

“O consumidor busca mais facilidade. Ele. nã liga mais para o formato da compra. Ele quer ir ao mercado em um dia, depois no atacado, na loja de conveniência, fazer um pedido on-line e espera uma entrega rápida, estes são os desafios que temos. E o consumidor não quer pagar nada por isso”, descreveu.

Engelhard complementou que, hoje, as redes sociais estão mudando totalmente o jogo e que elas estão impulsionando mudanças no posicionamento e forma de agir das empresas, como o movimento Black Lives Matter. “O consumidor quer saber tudo. Estamos em um momento de grande transição. E por enquanto estamos nos adaptando e ajustando”, contou durante o CONAREC 2020.

Já a CEO do Banco BMG alertou para um problema de “jogar o pêndulo só para o digital”. Ela apontou para a necessidade de um atendimento humano, combinando o que há de melhor na tecnologia e automação.

“O novo normal é pegar o melhor das tecnologias para servir os seus clientes e colaboradores”, comentou Dias.

Acompanhe a todas as publicações sobre o Conarec 2020 neste link. E acesse a página do evento


+ Notícias 

Conheça as empresas vencedoras do Prêmio CONAREC 2020

A evolução dos bots: eles estão até dando entrevista

O anormal e o antinormal: as consequências e os legados da pandemia

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]