Pesquisar
Close this search box.
/
/
As 5 startups mais legais do Money 20/20 2015

As 5 startups mais legais do Money 20/20 2015

Conheça o trabalho de empresas inovadoras com ideias, produtos e serviços relacionados de alguma forma a meios de pagamento

*Por Jacques Meir – diretamente de Las Vegas

Entre toda a discussão acerca da grande mudança que começa a tomar corpo, forma e conteúdo nos meios de pagamento e no uso do dinheiro, o Money 20/20 não teve receios de promover um olhar para a inovação e novíssimas tecnologias que começam a ser elaboradas em diversos locais dos EUA, particularmente no Vale do Silício. Foi o Startup Pitch 180, que teve curadoria da Amazon. A ideia foi mostrar o trabalho das 15 startups mais quentes do momento com ideias e produtos/serviços voltados de alguma forma para a relação das pessoas com meios de pagamento.

As startups tiveram 5 minutos para apresentar suas ideias ao júri e à plateia e outros 5 para responder a perguntas do júri. As eleitas pelos jurados e pela audiência ganharam US$ 25 mil de investimento. Acompanhamos o processo todo e elegemos as 5 melhores empresas do pitch. Não por acaso, em nossa lista estão as duas merecedoras do prêmio de US$ 25 mil.

Vamos a elas:

CRNSY – (fala-se “currency). Uma ideia potencialmente explosiva e fortemente disruptiva. Uma solução genial que combina o AirBnb e leva ao extremo a economia colaborativa. A ideia é trazer o câmbio, a negociação, compra e venda de moedas estrangeiras entre pessoas comuns. Por meio do app, elas fazem ofertas, veem quem pode transferir ou trocar determinadas quantias, e faz-se a transação. As pessoas são ranqueadas para que o sistema monte escores de confiabilidade. Simplesmente bate de frente com casas de câmbio e afeta cartões de crédito e sistemas de regulação financeira. Os testes iniciais foram extremamente bem-sucedidos. Provavelmente ajudaria a reduzir a pressão sobre o câmbio em países com a situação atual do Brasil.

Bravo – essa ideia aqui funciona como um mobilizador de campanhas voltadas para o bem comum, causas e assistência comunitária. A ideia é simples. Um app que funciona por geolocalização registra todas as instituições, campanhas, igrejas e casas assistenciais das redondezas por onde quer que o usuário esteja. A informação é qualificada e a pessoa decide apoiar a causa. Não há doações, gorjetas, cartões, nada. Sua predisposição em ajudar e seu potencial são definidos previamente, inclusive a frequência. A plataforma padroniza a concessão de donativos e traz eficiência a essas campanhas.

Carpé – talvez a mais inusitada ideia apresentada no pitch. É um wearable para automóveis. Um dispositivo que se conecta ao seu smartphone e que permite ao usuário fazer compras em sistemas drive thru, sem sair do carro. Por meio do perfil definido via app, basta uma notificação no painel do veículo que a transação é feita sem qualquer outro tipo de interação. Na loja, sistemas como beacons reconhecem o automóvel que, por sua vez, faz a autenticação pareada com o app, totalmente “frictionless”.

Fluent – A startup foi a preferida da plateia e ganhou o prêmio de US$ 25 mil. Uma ideia incrivelmente simples: conecta cadeias de valor, permite acompanhamento de todas as movimentações de produtos, faturamentos, impostos com poucos toques via app. O sistema ainda permite combinar informação e pagamento em uma só transação, com os dados irradiados para os parceiros em tempo real que, assim, conseguem aumentar a qualidade da previsão de estoques, remessas, perdas. Genial.

Monk – esse foi o preferido do júri e mereceu o prêmio em dinheiro. Uma ideia simples, que combina Grameen Bank e kickstarter. O app organiza comunidades de vizinhança que fazem uma “poupança coletiva”. O app não cobra nada para gerenciar os recursos e destinar para investimentos que serão gerenciados pela própria comunidade, como pequenos negócios, negociação de dívidas, ampliação de lojas. Um app de fomento social e mobilização. O case mostrado, da própria família do fundador, tinha US$ 60 mil em dívidas e US$ 2 mil em recursos a haver. Em dois anos, a partir da comunidade gerenciada via app, as dívidas foram pagas e a casa foi quitada. Um pequeno negócio foi criado e reverte dividendos para os 40 participantes do grupo.

O mais impressionante é que todos os negócios apresentados no Startup Pitch atenderam aos 3 requisitos básicos: necessidade, simplicidade e grandiosidade. Ou seja, a ambição de resolver grandes problemas e ter grande potencial de disseminação. Boas inspirações para o Brasil, que começa a respirar o ar do empreendedorismo de forma mais consciente.

*Jacques Meir é Diretor de Conhecimento e Plataformas de Conteúdo do Grupo Padrão.

Leia Mais:

Todo o tempo para comprar, nada para pagar

Dinheiro novo criando o novo dinheiro

 

As revistas Consumidor Moderno e NOVAREJO trarão diversos conteúdos, tanto nos sites e redes sociais quanto nas próximas edições impressas para levar aos nossos leitores todas as informações e desdobramentos do Money 20/20.

 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]