Pesquisar
Close this search box.
/
/
Aprendizado “self-service” é uma das tendências globais da educação, diz estudo

Aprendizado “self-service” é uma das tendências globais da educação, diz estudo

Pesquisa com 11 mil pessoas de 19 países mostra como a população está aprendendo e quais as tendências da educação para o futuro

Usar a internet, mais especificamente o YouTube, para estudar para o vestibular ou para complementar as informações da aula antes de uma prova já não são nenhuma novidade.
Mas a plataforma de compartilhamento de vídeos também está sendo usada para reforçar o aprendizado e a qualificação de profissionais altamente técnicos, como médicos cirurgiões.
Segundo uma reportagem da CNBC, médicos e estudantes de medicina estão recorrendo ao YouTube para aprender como executar procedimentos cirúrgicos.
Uma pesquisa da Universidade de Iowa com seus cirurgiões, incluindo estudantes do quarto ano e residentes, descobriu que a plataforma era a fonte de vídeo mais usada para preparação cirúrgica.
Esse novo cenário de aprendizagem “self-service” é uma das tendências da transformação global da educação, segundo o estudo Global Learner Survey, que ouviu milhares de estudantes ao redor do mundo.

educação
Foto Unsplash

De acordo com o levantamento, os avanços tecnológicos permitem que as pessoas complementem o estudo formal a partir de um leque de opções online.
O estudo aponta uma tendência global das pessoas assumirem o controle sobre o próprio aprendizado, complementando a educação formal com cursos de curta duração e ensino autoguiado com base em conteúdos e materiais disponíveis online.
No Brasil, 29% dos entrevistados afirmaram que buscam ferramentas gratuitas, como o YouTube, quando precisam aprender de forma rápida alguma habilidade nova para a carreira.
O estudo, publicado pela empresa britânica de educação Pearson, ouviu 11 mil pessoas com idades entre 16 e 70 anos em 19 países, incluindo o Brasil.

educação
Foto Pixabay

Veja abaixo outras tendências de transformação na educação identificadas pela pesquisa:

A CARREIRA DE 40 ANOS ACABOU E FOI SUBSTITUÍDA POR UMA VIDA DE APRENDIZAGEM

A carreira tradicional e linear como conhecemos já é coisa do passado. As pessoas estão moldando a educação de acordo com o que precisam para o mercado de trabalho a curto prazo, o que significa que é necessário continuar aprendendo ao longo de toda a vida para se manterem atualizadas. Segundo a pesquisa, 88% dos brasileiros abraçam essa ideia (resumida pelo termo inglês “lifelong learning”), afirmando que a aprendizagem não termina na escola. Essa crença chega a 96% das pessoas na China e a 94% na África do Sul.


É ESPERADO QUE O APRENDIZADO DIGITAL E VIRTUAL SEJA O NOVO PADRÃO DA PRÓXIMA DÉCADA

A tecnologia já é presente em todos os aspectos das nossas vidas, inclusive na educação. De cursos à distância (EAD) à ferramentas de inteligência artificial, as pessoas vêem o futuro do aprendizado facilitado e mais engajador com o uso intenso da tecnologia. Segundo a pesquisa, 71% dos brasileiros acreditam que livros didáticos impressos estarão obsoletos daqui a cinco anos, e 77% afirmam que a inteligência artificial terá um impacto positivo na educação.


A CONFIANÇA NAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO ESTÁ DIMINUINDO

Muitos ao redor do mundo acham que a educação não está preparando as novas gerações para o mercado de trabalho. A pesquisa mostrou que 61% dos brasileiros não acreditam que as faculdades e universidades estejam ensinando as habilidades corretas para o trabalho no mundo de hoje.


JOVENS JÁ ACHAM QUE É POSSÍVEL SE DAR BEM NA VIDA PROFISSIONAL SEM DIPLOMA UNIVERSITÁRIO

A força de trabalho que começa a chegar ao mercado em muitos países está aberta a caminhos alternativos à faculdade. Globalmente, 68% acreditam que poderiam ter o mesmo tipo de sucesso por meio de ensino profissionalizante, diz a pesquisa.


BRASIL, CHINA E ÍNDIA LIDERAM EM REQUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

Trabalhadores no Brasil, China e Índia estão se requalificando em taxas mais altas do que americanos e britânicos. Dois terços dos respondentes desses países têm buscado se requalificar nos últimos dois anos, contra apenas 31% dos norte-americanos e 24% dos britânicos. Segundo a pesquisa, trabalhadores em busca de qualificação estão se matriculando em cursos de curta duração, fazendo treinamentos oferecidos pelos empregadores ou por associações profissionais, cursando ensino superior ou aprendendo por conta própria.


HABILIDADES COMPORTAMENTAIS SÃO MAIS IMPORTANTES

Embora as habilidades em ciência e tecnologia não sejam esquecidas, as pessoas entendem que as habilidades que nos tornam exclusivamente humanos, como criatividade, empatia e originalidade, como as mais difíceis de aprender. Segundo a pesquisa, 87% dos brasileiros acreditam que as universidades precisam aumentar o foco no ensino dessas habilidades ao prepararem os estudantes para o mercado de trabalho.


+ NOTÍCIAS RELACIONADAS

Educação é a terceira causa mais apoiada pelos jovens, diz estudo
Educação financeira: o papel do bancário mudou
Educação para um mundo dominado por IAs
A TV dos anos 90 e a educação contemporânea: o que elas têm em comum?
EdTechs: 7 Startups que estão atuando na mudança da educação no Brasil

 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]