Pesquisar
Close this search box.
/
/
A tecnologia como meio para oferecer experiência ao consumidor

A tecnologia como meio para oferecer experiência ao consumidor

O consumidor fica mais exigente e quer praticidade, aliada à experiência, mas além da automação, também é necessário respeitar os pilares: pessoas, processos e tecnologia

O mundo passa por uma transformação digital, impulsionada pela atual crise socioeconômica, causada pela covid-19. Só nos primeiros cinco meses de 2021, houve uma alta de 74,4% nas vendas online se comparado com o mesmo período de 2020. Na China, o tamanho do e-commerce ultrapassou o valor do varejo físico. Junto a todas essas mudanças, o consumidor ficou mais exigente e quer praticidade, aliada à experiência. Para isso, não basta você apenas contratar ferramentas para gerar automação, também é necessário respeitar os pilares: pessoas, processos e tecnologia.

Antes de aderir qualquer tecnologia para o seu negócio, você precisa entender os processos do negócio. O que meu time está fazendo de maneira repetitiva e maçante todos os dias? É nesse tipo de demanda que é necessário inserir tecnologia para que haja uma integração de ponta a ponta. Ou seja, a tecnologia serve para escalar a criatividade das pessoas, tirando-as de tarefas de baixa geração de valor, para uma otimização do tempo delas para tarefas de maior valor agregado.

No momento de decidir por um determinado software, ele tem que ser o mais simples possível, que exija uma menor curva de aprendizado do seu time interno e que seja de baixo custo, inicialmente, para que você possa testar se a ferramenta faz sentido para a sua empresa.

E se você está na dúvida se faz sentido adquirir uma ferramenta do mercado ou desenvolver um software próprio, é importante saber que o software mais caro que existe é o que você cria. E a partir do momento que você está desenvolvendo uma tecnologia interna, você sai do varejo e passa a entrar no segmento de produto. No caso, é necessário criar outra empresa dentro da sua, e isso vai sair mais caro do que contratar qualquer plataforma.

Um ponto importante é que a tecnologia é um meio para você atingir suas metas de crescimento, mas não pode ser um fim. Vejo algumas empresas dependentes de ferramentas, e isso pode acabar com o seu negócio. Costumo usar uma frase que diz: “cuidado para não construir sua casa em um terreno alugado”. Você deve usar tecnologias do mercado para potencializar seu negócio, mas o protagonista deve sempre ser a sua marca. Portanto, é importante haver alguma omnicanalidade como o seu próprio e-commerce e daí, realizar uma distribuição diversificada, com Instagram, Whatsapp e marketplaces.

Experiência

Quando falamos sobre experiência, logo vem em mente como foi a conclusão da compra de um cliente, mas é importante destacar que a jornada do consumidor não começou ali, mas no posicionamento e produto da sua marca, e nesse quesito até o preço impacta na jornada.

E como a tecnologia está ligada ao preço? Antigamente, era necessário você visitar quatro drogarias físicas para comparar o preço de um protetor solar; atualmente, você consegue explorar diferentes canais (e-commerce, marketplace, redes sociais, Whatsapp) em poucos minutos. Muitos usuários utilizam o Mercado Livre como plataforma de comparação de preço, por exemplo.

Por isso, você tem que entender o mercado que está situado e utilizar ferramentas para proporcionar o preço mais atrativo para o seu cliente. Utilizando ainda o exemplo do protetor solar, se você vai vender em São Paulo o ticket médio vai ser diferente da região do Rio de Janeiro ou do Ceará, e é nesse momento que você precisa entender os algoritmos para impactar de forma positiva seu consumidor.

E colocar o cliente no centro da estratégia não é só oferecer preço, mas entregar uma necessidade. Não vou vender um carro esportivo para um usuário que reside na área rural; até posso, mas talvez ele precise mais de um jipe 4×4. Então, nesse momento, eu preciso posicionar não só preço, mas o produto mais adequado para ele.

Além de preço e produto, é preciso se posicionar nos canais em que o usuário está. Já tivemos o momento das lojas físicas, mais recentemente do online, e agora a migração para os superaplicativos: Magalu, Americanas, Via Varejo, iFood, Rappi, entre outros. Faça uma experiência de procurar, nesses diferentes superapps, um produto que está habituado a comprar. Você vai notar a diferença entre jornada de consumo, posicionamento, preço e valor agregado.

O consumidor atual procura por empresas omnichannel, pois ele está em qualquer lugar, com a opção de consumir a qualquer hora do dia, sete dias por semana. Para isso, você precisa de uma equipe qualificada, com processos assertivos e ferramentas que complementam seu negócio para oferecer o que todo usuário deseja: experiência de qualidade.

*Por Alfredo Soares, cofundador e mentor no Gestão 4.0.


+ Notícias

Social Selling: fortaleça as vendas online através do vendedor

Crise, mudanças no consumo e oportunidade no digital

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]