Pesquisar
Close this search box.
AUTENTICIDADE É A MERCADORIA MAIS VALIOSA DE UMA MARCA

AUTENTICIDADE É A MERCADORIA MAIS VALIOSA DE UMA MARCA

Para o neurocientista Beau Lotto, as experiências experienciais ajudam as marcas a conhecer a maneira pela qual impactam os consumidores

VOCÊ SABE sabe o que o leva a ter determinada atitude? E as suas escolhas, como se dão? Para o neurocientista Beau Lotto, compreender a estrutura de funcionamento do cérebro pode ajudar nessas respostas. Aliás, segundo ele, em termos de comportamento do consumidor, o entendimento do cérebro pode ajudar a prever o que as pessoas sentem e acreditam.

Fundador da Lottolab, estúdio de arte híbrida e laboratório de ciências dedicado a compreender o funcionamento do cérebro, o trabalho do neurocientista possui parâmetros importantes que conectam adaptabilidade, criatividade e inovação. “A inovação é uma linguagem comum para adaptabilidade. Ambas exigem um equilíbrio entre criatividade e eficiência.” Confira a entrevista exclusiva de um dos mais influentes neurocientistas da atualidade, que também é um dos convidados do CONAREC 2021.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Consumidor Moderno – Como a ilusão de ótica e a percepção dos padrões humanos podem influenciar as escolhas do consumidor?

BEAU LOTTO – As ilusões de ótica demonstram que o contexto é tudo. Quando se trata de escolha do consumidor, é preciso entender que as pessoas também são contextuais.

CM – Compreender o funcionamento do nosso cérebro é uma forma de induzir a pessoa a algum comportamento desejado? Por favor, dê-nos um exemplo.

BL – Compreender a estrutura de funcionamento do cérebro nos ajuda de muitas maneiras. Tratando-se de comportamento do consumidor, pode nos ajudar a prever o que as pessoas sentem e acreditam, sem a “confusão” de essas mesmas pessoas expressarem quais são esses sentimentos e crenças. Isso é importante, pois a maioria de nós não sabe por que fazemos o que fazemos.

CM – Como suas “experiências empíricas e experienciais” são desenvolvidas para encorajar os consumidores a se envolver com as marcas?

BL – O mais essencial para uma marca é que ela realmente tenha um impacto positivo na vida das pessoas. Nossas experiências experienciais ajudam as marcas a conhecer a maneira pela qual impactam os outros, bem como a evidência disso. Ambos são ativos de marketing altamente valiosos.

CM – O que sua parceria com o Cirque du Soleil trouxe como experiência, percepções ou insights que podem ser observados por empresas de consumo?

BL – Nosso trabalho com o Cirque permitiu que eles se apropriassem de uma “verdade” que é essencial para o bem-estar humano: a admiração. Fazer isso não apenas aprofundou o envolvimento com seu público, mas também aprofundou o entendimento de seu próprio negócio e, portanto, a estratégia de comunicação contínua sobre seus negócios.

CM – Do ponto de vista da neurociência, que dicas você dá para as empresas melhorarem a experiência do cliente?

BL – As empresas podem melhorar a experiência estando verdadeiramente a serviço do cliente e lembrando-se de que o cérebro cria significado por meio de suas experiências.

CM – Uma das principais preocupações das marcas hoje é gerar uma boa experiência para o cliente. Devido à nova realidade on-line definida pelos algoritmos, como a experiência do cliente é afetada? Quais são os desafios das marcas?

BL –  As marcas têm muitos desafios. O mais importante é saber em que negócio elas estão engajadas. O Cirque não é um negócio de circo. Eles estão realmente no negócio de admiração. Saber disso é essencial para tudo o que fazem, principalmente a experiência e a comunicação que oferecem aos seus clientes. Uma vez compreendidos, os algoritmos podem ser usados para interagir com seus clientes de uma forma mais significativa.

CM – A realidade dos últimos 20 meses trouxe uma forte aceleração da digitalização, principalmente em países que já possuem algum grau de imersão digital. É possível dizer que, dessa forma, os algoritmos podem reforçar nossos pressupostos e premissas e nos tornar conformistas e avessos a tentar coisas novas (e marcas)?

BL – Temos tendência para nos conformar. Como tal, os algoritmos reforçam o que é mais familiar em nossas vidas. Mas, da mesma forma, eles podem ser usados para fazer o oposto. Mas isso requer mais energia e, portanto, normalmente é evitado.

CM – Como fazer o consumidor sair da bolha e buscar novas alternativas? É possível vencer os algoritmos? Como?

BL – Você não pode sair da bolha de algoritmos. Até mesmo as percepções que você cria em sua própria mente. Portanto, não há como sair de um algoritmo. A questão é até que ponto você tem “controle” sobre os algoritmos que usa. Ter consciência de que você está se comportando algoritmicamente é o primeiro passo para definir sua própria bolha.

As empresas podem melhorar a experiência estando verdadeiramente a serviço do  cliente e lembrando-se de que o cérebro cria significado por meio de suas experiências”

Saiba mais sobre Beau Lotto, clicando no botão acima.

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]