O lado arriscado das estratégias promocionais

A gigante americana Bed Bath and Beyond, varejista de artigos para o lar, decretou falência recentemente

Uma série de análises foram divulgadas sobre o que levou a marca a fechar as portas, incluindo pandemia, forte concorrência de gigantes varejistas…

Porém, eu gostaria de chamar a atenção para o lado perigoso das estratégias promocionais, como as promovidas pela marca durante décadas.

Quem teve oportunidade de consumir na Bed Bath and Beyond, certamente sabe o que são os Big Blues, famosos cupons que forneciam 20% de desconto.

Os cupons podem ter prejudicado a margem de lucro e a própria imagem da marca, pois viciaram o consumidor a comprar nas lojas físicas apenas com cupom.

Ou seja, o desconto virou algo tão forte na jornada de consumo, que tornou quase impossível para a rede vender seus produtos com o preço integral.

Com ou sem cupom, o consumidor quer ser ouvido, entendido e, sobretudo, vivenciar a compra.

Acesse o Portal Consumidor Moderno para ler o artigo completo e entender mais sobre o caso