Leitor moderno: Livrarias digitais superam vendas de lojas físicas pela 1ª vez

As livrarias digitais tornaram-se a maior fonte de renda das editoras brasileiras em 2022, representando uma parcela de 35,2% do faturamento total

Os dados são do relatório Produção e Vendas do Setor Editorial Brasileiro, feito pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros e pela Câmara Brasileira do Livro

Feiras de livros como bienais e eventos literários apareceram pela primeira vez como um dos principais canais de faturamento de editoras

Para Dante Cid, Presidente do SNEL, tanto o aparecimento de feiras de livros como a superação de livrarias digitias refletem as culturas e hábitos de leitura dos brasileiros

“Esta edição aponta algumas tendências a serem observadas, como a expansão dos canais digitais e o destaque das vendas em eventos literários’’

Leia a matéria completa no Portal Consumidor Moderno