Inacessíveis: Empresas aéreas perdem cadeira de rodas de passageiro

Paulo Henrique de Almeida Santos, 38, estava em Madrid, na Espanha, visitando familiares.

Quando desembarcou, notou que a equipe havia trazido uma cadeira da empresa, e não a sua.

O passageiro foi informado que o objeto poderia ser recuperado na esteira de bagagem. Paulo afirmou ter esperado 1h pela cadeira de rodas, que nunca apareceu.

“Uma coisa é você estragar uma mala”, disse Paulo. “Outra coisa é você perder uma cadeira de rodas. Sem ela, não consigo ir a nenhum lugar”.

Paulo até hoje não sabe onde está a cadeira de rodas e, por isso, disse à Consumidor Moderno que estuda ações legais contra Latam e Ibéria.

Acompanhe o desenrolar do caso no Portal Consumidor Moderno