Da lama ao caos: REP Festival pode ser multado em mais de R$ 12 milhões. Consumidores procuraram o Procon-RJ para denunciar condições insalubres encontradas no evento.

Lama, muita lama. Foi isso que os consumidores que compraram ingressos para o REP Festival encontraram quando chegaram ao local dos shows, no último sábado.

O festival aconteceu em Guaratiba, Zona Oeste, após o local ser trocado pelos organizadores faltando apenas dez dias para o evento, que inicialmente seria na Barra da Tijuca.

O Procon-RJ instaurou um ato sancionatório contra os organizadores do festival, entendendo que a mudança de local representa um desrespeito aos consumidores.

O REP Festival informou em nota à imprensa que as fortes chuvas danificaram a estrutura do evento e que, por isso, o segundo dia de festival foi cancelado.

A Prefeitura do Rio informou que a produção pediu para que o evento ocorresse no Parque Olímpico, mas as solicitações foram indeferidas.Confira o Portal Consumidor Moderno para ler a matéria completa e saber mais sobre o caso.