A saúde privada no Brasil é ruim de número

Sistema mal desenhado sofre de “datafobia” e não entrega valor nem para o cliente, nem para profissionais de saúde e pouco para o acionista

O motivo, que, na verdade, engloba uma série de fatores críticos, é que o segmento de saúde privada é muito ruim de número.

Usam os dados para sustentar um sistema inviável, que não gera valor para o cliente, também desperta o mal-estar de médicos, hospitais e laboratórios

Os planos de saúde estão pressionados por uma mudança demográfica irremediável. O Brasil, país de renda média(...), envelhece rapidamente.

Dados do censo 2022 mostram que a taxa de natalidade vem caindo há décadas e pode ser inferior a 1,7 (na diferença entre nascimentos e falecimentos).

O Core Business do plano de saúde não è administrar hospitais, Laboratorios e consultas. É viabilizar o acesso a estes serviços e prover informações que levem a cuidado e prevenção.

O momento pede inovação e sentimento orientado a menor compreensão e estudo dos dados.

Acesse o Portal Consumidor Moderno para conferir a matéria completa