A Anatel divulgou na quarta-feira, 1º de fevereiro, um balanço que mostra uma significativa redução no número de chamadas curtas entre junho de 2022 e janeiro de 2023 no País.

Essa queda “consistente e constante” tem relação direta com as iniciativas da agência de combate ao telemarketing abusivo.

A Anatel calcula que é como se 41,3 bilhões de chamadas curtas tivessem deixado de ser realizadas entre 12 de junho de 2022 e 21 de janeiro de 2023.

Isso significa que cada cidadão brasileiro recebeu cerca de 200 chamadas curtas a menos nesse período.

E a publicação de medidas rígidas em relação aos serviços de telemarketing e telecobrança tem gerado preocupação no setor.

Leia o artigo completo no Portal Consumidor Moderno. Confira agora e atualize-se.