Visa expande programa de acesso à sua rede para fintechs latino-americanas

Depois de investir em startups na Europa, Visa quer se aproximar ainda mais de fintechs na América Latina e no Caribe

Por: - 2 semanas atrás

A Visa anunciou nesta terça-feira que facilitará o acesso de fintechs à VisaNet, a rede de pagamentos eletrônicos da marca. As startups da América Latina e do Caribe poderão se integrar ao sistema a partir de dezembro deste ano. A ideia é ajudar as empresas que estão desenvolvendo a próxima geração de soluções de pagamento digital. Ao mesmo tempo, a Visa pode se aproximar das empresas que estão surgindo com soluções eficientes.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

A rede de cartões ainda vai investir nas startups que atuam no ecossistema da região. Segundo a empresa, os recursos chegarão aos programas de aceleração e à plataforma de engajamento, com foco em investimento diretos. Uma das empresas que a Visa ajudou a acelerar é hoje uma gigante: a YellowPepper – especialista na digitalização de serviços financeiros tradicionais – opera em seis países e realiza 450 milhões de transações por ano.

“Estamos comprometidos em facilitar a vida das startups que queiram colaborar e comercializar suas soluções com a Visa e nossos parceiros. O novo programa vai permitir que as fintechs comecem a trabalhar conosco em um tempo significantemente menor”, explica Ruben Salazar, vice-presidente de Produtos e Inovação da Visa para a América Latina e o Caribe.

Investimentos

O programa de fast-track da Visa já foi lançado em junho na Europa e, agora, chega a América Latina e Caribe. Aqui, o foco será apoiar as empresas que estão desenvolvendo plataformas de pagamentos e remessas de valores e pagamentos B2B. A gigante de tecnologia vem investindo em startups através de parcerias e investimentos.

Alguns dos investimento mais importantes são: YellowPeppe; Klarna – banco sueco que oferece serviços financeiros e soluções de pagamento para lojas online -; solarisBank – que oferece uma plataforma na qual outras empresas podem se conectar para oferecer serviços financeiros por conta própria – e Marqeta – norte-americana que disponibiliza uma plataforma de gerenciamento de programas de pagamento.