Doctoralia triplica funcionários em um ano e inaugura novo espaço

Com design moderno, projeto é assinado pela arquiteta Carol Ferreira e conta com elementos que mesclam saúde e tecnologia

Por: - 1 mês atrás

A transformação digital também atingiu o setor da saúde de forma intensa, de modo que as plataformas de agendamento de consulta online se tornaram uma opção segura e agilizada para colocar os cuidados com o corpo saúde em dia. No Brasil, as ações da Doctoralia, principal plataforma global que conecta médicos e pacientes, começa a colher frutos após um ano de ação, iniciada fisicamente em junho de 2017 após cinco anos de atuação remota.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

Com proposta de transformar a experiência com saúde mais humana, a plataforma permite que o profissional de saúde dedique mais tempo ao paciente, que pode tirar dúvidas antes e após as consultas.  “Nossa plataforma reduz o tempo de dor dos pacientes. Já começamos a entregar o resultado para o paciente no horário que ele precisa. Podemos dizer que ajudamos a filtrar o mercado”, explica Carlos Lopes, country manager da Doctoralia no Brasil.

A atuação em território brasileiro começou há um ano e viu seu time crescer de forma acelerada. Inicialmente com pouco mais de trinta colaboradores, a empresa inaugurou um novo espaço na sede de Curitiba no mês de julho e celebrou a marca de 150 funcionários, o triplo do ano anterior. Até dezembro, a empresa estima que irá atingir a marca de 200 profissionais.

Ao apresentar o espaço, Lopes ressalta a escolha da capital paranaense para sediar a empresa. “A empresa estava previamente estabelecida para ser em São Paulo, mas Curitiba também reúne todas as condições para desenvolver startups, existe uma cena forte dessas iniciativas, fora o trânsito e outros problemas de grandes cidades”, diz.

Como funciona

A plataforma digital faz a ponte entre pacientes e profissionais de diferentes áreas da saúde para a marcação de consultas. Disponível em duas versões, gratuita e Premium, o canal oferece vantagens interessantes aos profissionais que optarem pelo pacote pago. Benefícios como suporte digital da empresa e melhor posicionamento nas busca estão entre as vantagens, de modo que é possível escolher o plano mensal, por R$ 339, ou o anual, que sai por R$ 3.390. Aos que desejam pacotes ainda mais personalizados, existe a opção First Class, que possibilita que o perfil do profissional apareça nas primeiras linhas de pesquisa.

Informação com credibilidade

Vale destacar que os pacientes podem tirar dúvidas diretamente com o médico ao invés de pesquisar sobre a doença na internet, prática muito comum, porém, equivocada. Lopes alerta que a internet pode ser um canal de desinformação quando o assunto se refere a dúvidas sobre saúde.

“A internet fornece informações, muitas vezes, totalmente desencontradas que misturam coisas verídicas com informações imprecisas. A nossa plataforma pretende entregar informação com credibilidade, validada pelo profissional de saúde, de modo que isso vai trazer muito mais confiança na solução de dúvidas”, explica.

Por outro lado, Lopes aponta que a solução de dúvidas não deve invalidar a necessidade da consulta. “A gente sempre reforça que as respostas ali presentes não substituem o atendimento com o especialista. Uma das vantagens da nossa plataforma é que o paciente pode entrar em contato com os profissionais de modo privado”, esclarece.

Após ter as consultas marcadas, os pacientes que utilizaram a plataforma são notificados via SMS e e-mail com informações importantes da consulta. Outra vantagem do canal é o aviso de algum imprevisto, por parte dos profissionais, no caso de possíveis atrasos.

Paciente 3.0

Na corrente da digitalização de hábitos, os brasileiros se enquadram dentro do perfil do paciente 3.0 por conta do uso da tecnologia para os cuidados com a saúde. A definição desse perfil corresponde a pessoas que utilizam a internet constantemente na busca por informações acertadas sobre especialidades médicas e consultas.

O estudo sobre esse conceito de paciente teve participação de usuários da plataforma em seis países, sendo três da família Docplanner: Polônia, Turquia e Itália, e três da marca Doctoralia: Espanha, México e Brasil. No território brasileiro, esse paciente é predominantemente feminino, com mais de 75% dos usuários. O predomínio é explicado devido ao fato delas serem mais propensas a procurar auxílio profissional para resolver seus problemas de saúde.