Como a Tecnisa tem impactado o ecossistema empreendedor brasileiro

Parcerias realizadas pela Tecnisa por meio do Fast Dating fizeram a diferença na trajetória de diversos profissionais. Conheça algumas dessas histórias

Por: - 3 meses atrás

O ser humano constrói pontes desde o início da civilização. Existem vestígios desse tipo de construção datados de quatro mil anos antes de Cristo. Isso porque nem sempre é factível superar um obstáculo sozinho e a busca por soluções ou possíveis parcerias faz parte das nossas características mais básicas de sobrevivência. De forma natural, essa lógica também existe no mundo dos negócios – e está cada vez mais forte. Em um mercado complexo como o brasileiro, existem muitos desafios para os novos empreendedores. A parceria com grandes empresas têm sido uma saída cada vez mais atrativa (e construtiva). O Fast Dating, uma iniciativa da Tecnisa, faz parte dessa realidade.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

Idealizada há sete anos, a ação nada mais é do que uma forma de a organização encontrar soluções inovadoras para a sua própria estrutura de negócios fora de casa. Ao mesmo tempo, a companhia dá um bom apoio para os empreendedores: torna-se uma “cliente-anjo”. Isso faz toda a diferença para quem está começando.

“Quando citamos que atendemos a Tecnisa, muitas portas se abrem para novos trabalhos e parcerias”, conta José Afonso Adriano Neto, CEO da Aeropic. Especializada em produção audiovisual com drones, a empresa atualmente é responsável por produzir as imagens das construções dos imóveis da construtora. Assim, os clientes da marca podem acompanhar o status das obras.

Inovação aberta

Um dos pontos interessantes do projeto idealizado pela companhia é o fato de que qualquer profissional, empreendedor ou startup pode participar. Não é exigido um “pré-requisito”. A ideia é simplesmente seja apresentada uma solução inovadora para o negócio da construtora. Essa característica deu oportunidades para profissionais como Gabi Castejón, proprietária do Bistrô [brand ideas], parceira da marca desde 2011.

“A Bistrô essencialmente sou eu. Na época eu até brinquei que a empresa era formada por mim, pelo meu cachorro e pelo meu macbook”, diz. Independente disso, o que contou mesmo foi a proposta realizada pela especialista em marketing, que planejou toda uma mudança de linguagem e perfil de comunicação das redes sociais da empresa. “O que mais me encantou é que é um projeto realmente verdadeiro”, analisa. “Existe uma intenção, que é intrínseca na cultura da Tecnisa, de abraçar novas ideias e projetos inovadores”.

Agilidade = resultado

Na visão de João Marcos Oliveira, CEO da Asapp (plataforma de comunicação corporativa), um dos pontos forte do Fast Dating é sua capacidade funcional. O processo é prático e vai direto ao ponto. Quem está presente na sala de avaliação são os responsáveis pela iniciativa e também os representantes do departamento para o qual aquela solução está sendo apresentada – os decisores. “Depois que o processo evolui, o “ok” já é um “ok, vamos implementar essa tecnologia”. Esse é realmente o próximo passo”, explica.

Essa agilidade também chamou a atenção de Gustavo Bertazzola Gracitelli, cofundador da Bynd. “É uma oportunidade única conseguir agenda com os principais executivos da empresa”, acredita. “Esse é sempre um desafio conseguir marcar reuniões com as pessoas certas dentro de grandes empresas, então o Fast Dating é, literalmente, um encurtador de caminhos”, define. A plataforma de caronas corporativas atualmente é utilizada por 34% dos colaboradores da companhia. O mapeamento feito pela startup identificou que existem, em média, 16 possibilidades diferentes de carona que cada colaborador pode obter com seus colegas de trabalho.

Parceria de impacto

Entre os profissionais que atualmente caminham junto com a Tecnisa, uma visão é unânime: a parceria realmente funcionou como uma ponte para novas oportunidades. A Asapp, por exemplo, iniciou sua trajetória com a companhia e hoje atende outras grandes marcas, como Whirpool, Yamaha e Saraiva. “O Fast Dating foi fundamental para ganharmos uma chancela de mercado de uma empresa”, avalia Oliveira.

Na Aeropic, para se ter uma ideia, assim que o negócio foi firmado, em 2014, a Tecnisa representava 40% dos trabalhos realizados pela startup. Em 2017, mesmo com seu crescimento, a companhia demandou aproximadamente 10% de seus projetos. “É a única empresa que conheço que acompanha todo o processo com equipe especializada e com grande know-how para agregar no crescimento de ambas as partes”, finaliza Neto.

Em entrevista à Consumidor Moderno, Romeo Busarello, diretor de marketing e ambientes digitais da Tecnisa, conta um pouco mais sobre a história do Fast Dating e seu impacto na organização. Confira: