Máquinas inteligentes e ‘avatar corrupto’: Rio2C discute os avanços da IA

Máquinas inteligentes e ‘avatar corrupto’: Rio2C discute os avanços da IA

Por: Natália Oliveira 2.513 views

No primeiro dia do Rio Creative Conference, porta-vozes do Google, da Nvidia e da Ogilvy falam sobre as aplicações da inteligência artificial. Veja

Convivemos diariamente com técnicas de machine learning e, na maioria das vezes, nem nos damos conta disso. Foi essa a mensagem deixada pelos participantes do painel “Inteligência Artificial – Conteúdo e Construção da Marca” durante o primeiro dia do Rio Creative Conference.

Head of Performance Product Team do Google Brasil, Michel Sciama contou que com os avanços da IA, a empresa deixou focar só em mobile e passou a ter como objetivo principal dar aos computadores a capacidade de aprender e interagir com o ser humano. “O machine learning já está em contato com vocês”, afirmou Sciama. A busca por voz do Google é um ótimo exemplo disso. Hoje, o recurso utiliza fonemas para organizar frases e já consegue identificar diferentes sotaques e idiomas.

Os estudos de inteligência artificial começaram no final dos anos 1950, quando foram criados jogos de computador nos quais a máquina jogava contra as pessoas. Mas, naquela época, não se tinha a expectativa de que algum dia os computadores seriam capazes de superar campeões mundiais em games. Foi o que aconteceu em 2016, quando o AlphaGo – o supercomputador do Google – venceu o campeão chinês do jogo de tabuleiro Go.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

Chief Creative Officer da Ogilvy Brazil, Claudio Lima acredita que, em pouco tempo, as máquinas tomarão conta de todas as atividades puramente mecânicas no mercado de trabalho. Isso, segundo ele, não significa uma demissão em massa, mas sim a necessidade de adaptação. “A máquina identifica, gere e tem bem menos chance de erro. Mas ela precisa de pessoas para racionarem, terem ideias criativas e passarem para ela informações em forma de dados”.

Lima revelou ainda que a Ogilvy está desenvolvendo com a revista Forbes um avatar que vai representar um “bilionário brasileiro” que ocuparia o oitavo lugar no ranking de bilionários da revista caso fosse dono dos 200 bilhões de reais desviados por corruptos no Brasil. O personagem vai ter características semelhantes às de corruptos brasileiros, captadas a partir da análise de fotos e de dados. O avatar será programado para falar de diversos assuntos, como política, educação e economia.

Considerado um dos maiores eventos de criatividade do país, o Rio Creative Conference acontece até o dia 8 de abril na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro.

*O Rio Creative Conference acontece até o dia 8 de abril na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro. Confira em nosso portal e nas redes sociais a cobertura completa.

Carregando...

Carregando... por favor, aguarde.