6 em cada 10 brasileiros não dedicam tempo para as finanças pessoais

6 em cada 10 brasileiros não gostam de dedicar tempo para as finanças pessoais

Por: Leonardo Guimarães 5.375 views

Consumidores reconhecem a importância do planejamento e se sentem melhor quando fazem, mas maioria não tem o hábito de cuidar das finanças pessoais

A maioria dos brasileiros não gosta de cuidar das finanças pessoais. Segundo um estudo do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) e da CNDL (Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas), 58% admitem que nunca, ou somente às vezes, gostam de dedicar tempo para controlar a vida financeira.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

A falta de planejamento pode trazer dívidas aos consumidores, 17% afirmam que precisam recorrer a algum tipo de crédito (cheque especial, cartão de crédito ou até pedir dinheiro emprestado) para conseguir pagar as contas do mês. Entre os mais jovens, 24% precisam recorrer ao crédito para não ficarem inadimplentes.

José Vignoli, educador financeiro do portal “Meu Bolso Feliz” diz que é preciso esforço do consumidor para buscar informações sobre o controle das finanças. “Muitas pessoas poderiam, facilmente, ter acesso às informações necessárias para ter um orçamento mais equilibrado, mas parecem não conseguir. Lidar com o dinheiro exige disciplina e comprometimento para viver dentro da sua realidade financeira e não tomar decisões equivocadas”, explica Vignoli.

Planejamento traz satisfação

Definir o que fazer com o dinheiro pelos próximos 6 meses faz 56% dos entrevistados se sentirem melhor. Porém, nem sempre isso acontece na prática. Quase metade (48%) dos participantes disse nunca fazer um planejamento cuidadoso, ou fazem somente às vezes.

Planejar para realizar um sonho também não é um hábito da maioria. Apenas 48% costumam estabelecer metas e segui-las à risca quando querem adquirir um bem de alto valor – como uma casa ou um carro. Esta tendência é mais frequente entre as pessoas das classes A e B, 59% fazem o planejamento a longo prazo.

A matemática ajuda?

Seis em cada dez brasileiros acreditam que a familiaridade com matemática aumenta as chances de um controle financeiro mais eficiente. Para 62% dos entrevistados, aprender a interpretar números é importante para tomar boas decisões financeiras.

Já 39% dos brasileiros nunca ou, somente às vezes, calculam o quanto pagam de juros quando parcelam uma compra. Entre eles, um terço nem sempre sabem se já possuem outras prestações que comprometem o orçamento.

Segundo a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, o conhecimento sobre juros é essencial na hora de pensar em parcelar uma compra. “Os juros encarecem o valor total a ser pago pelo consumidor, principalmente em casos de atrasos, e se não são bem analisados e pesquisados entre várias instituições, podem comprometer a organização do consumidor”, explica Marcela.

Carregando...

Carregando... por favor, aguarde.