CEO do Facebook fala sobre o escândalo de dados nos EUA. E cita o Brasil

Mark Zuckerberg concedeu entrevista a CNN americana e falou sobre o escândalo da manipulação de dados do Facebook nas eleições americanas. Veja

Por: - 4 meses atrás

Dias depois da revelação do uso e manipulação de dados de usuários no Facebook nas últimas eleições norte-americanas, o próprio Mark Zuckerberg, criador da rede social, concedeu uma entrevista a CNN para falar sobre o assunto. E ele citou até mesmo o Brasil.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

A citação ocorreu após uma pergunta sobre as ações do Facebook para impedir a intromissão de algumas eleições que vão ocorrer este ano – como é o caso da Índia e do Brasil.

Zuckerberg admitiu que o Facebook não havia aprofundado o debate sobre a proteção de dados na sua rede social e proliferação de notícias falsas (fake news) em 2016. “No entanto, meses depois, tivemos uma eleição na França e foi justamente nesse momento que utilizamos uma inteligência artificial que se mostrou muito eficiente em identificar e impedir as ferramentas russas (usadas no rastreamento ou trackeamento de dados). Ao identificarmos essas ferramentas, banimos os aplicativos maliciosos que enviavam esses dados. Em 2017, usamos a mesma tecnologia durante uma eleição para o Senado nos Estados Unidos”, disse.

Eleições no Brasil

Em seguida, Zuckerberg afirmou que o Facebook usará essas e outras ferramentas para garantir a integridade das eleições de 2018 – o que inclui o Brasil.

“Nós temos a responsabilidade de fazer isso e não só nos Estados Unidos. Há uma grande eleição na Índia este ano, há uma grande eleição no Brasil, há grandes eleições em todo o mundo, e você pode apostar que estamos realmente comprometidos em fazer o que for preciso para garantir a integridade dessas eleições no Facebook”, disse.

Com informações da CNN