A cada 17 segundos, um consumidor é alvo de tentativa de fraude

A cada 17 segundos, um consumidor é alvo de tentativa de fraude

Por: Editor CM 447 views

Um levantamento produzido Indicador Serasa Experian de Tentativas de Fraudes não deixa dúvidas: o consumidor brasileira está altamente sujeito as tentativas de fraude

Um recente levantamento da Serasa Experian mostra um avanço preocupante dos casos de fraude contra o consumidores no Brasil. O levantamento estimou que a cada 16,8 segundos acontece uma tentativa de fraude contra clientes – e grande parte dos casos ocorre na internet.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

De acordo com os dados o Indicador Serasa Experian de Tentativas de Fraude, o país registrou 782.244 tentativas de golpes entre os meses de janeiro a junho deste ano. Na comparação com o mesmo período de 2016, houve um aumento de 12,3%.

Fatores para o crescimento

O crescimento preocupa a Serasa, que vê um crescimento de tentativas de fraudes associado a melhora da economia brasileira. No entanto, há outro fator preocupante: a digitalização das relações de consumo ou mesmo no relacionamento entre pessoas.

“Em tempos de crise, a predisposição para praticar fraudes aumenta. Esse fato, somado aos cortes de treinamento de pessoal e a contenção dos investimentos em segurança deixam as empresas desprevenidas frente às novas ameaças, como os ransomwares”, explica Anderson Ramos, fundador do Mind The Sec, evento corporativo sobre Segurança da Informação e Ciber Segurança do país.

Outro recente levantamento reforça a preocupação de especialistas em TI sobre o aumento dos casos de fraude. A segunda edição da Pesquisa Nacional Sobre Conscientização Corporativa em Segurança da Informação, por exemplo, mostra que 27% dos gestores de segurança da informação das 200 maiores empresas do país registraram um aumento no número de incidentes de segurança nos últimos 12 meses.

Um dos motivos é o chamado clique indevido em links inseguros, muitas vezes recebidos via e-mail, SMS e outros. “Nossa pesquisa aponta que no Brasil quase 58% das violações de segurança são resultado de falha humana”, afirma Ramos.

Prejuízos

Para empresas, o resultado não poderia ser outro: prejuízo em dinheiro. A pesquisa Cost of Data Breach 2016, do Instituto Ponemon, mostra que os danos médios causados pelas violações de dados chegaram a R$ 4,31 milhões por ano no Brasil. A média de negócios perdidos por organizações devido aos incidentes de segurança chegou a R$ 1,57 milhão em 2016.

Carregando...

Carregando... por favor, aguarde.