Doeu no bolso a cobrança indevida de seguro na conta de luz

O Procon-SP enviou autuações às empresas envolvidas na cobrança indevida de seguros de vida e odontológico incluído na conta de luz. Veja os valores das punições

Por: - 2 anos atrás

Saiu a multa da Fundação Procon-SP por causa da história da cobrança de seguro de vida ou odontológico presente na conta de luz. O valor da autuação superou os R$ 4 milhões, sendo que a maior fatia da punição ficará com a AES Eletropaulo.

As empresas AES – Eletropaulo Metropolitana Eletricidade de São Paulo S/A, Metropolitan Life Seguros e Previdência Privada S/A e MetLife Planos Odontológicos Ltda. já apresentaram informações solicitadas e receberam as autuações.

Os valores das autuações são:

AES – Eletropaulo Metropolitana Eletricidade de São Paulo: R$ 3.764.740,00

Metropolitan Life Seguros e Previdência Privada S/A: R$ 307.645,00

MetLife Planos Odontológicos Ltda: R$ 44.392,33

Além das autuações que totalizam mais de R$ 4 milhões, as três empresas terão que devolver em dobro todos os valores cobrados indevidamente aos consumidores, seja em crédito na próxima conta de energia ou em depósito bancário. As gravações apresentadas pelas empresas em sua defesa mostram que as informações prestadas não eram correspondentes aos serviços cobrados e a aquisição era impositiva. Os consumidores também não receberam contratos assinados ou carteirinha para utilizar a rede credenciada.

 

Entenda a polêmica: SEGURO DE VIDA NA CONTA DE LUZ?

                                      AES ELETROPAULO E METLIFE VÃO DEVOLVER DINHEIRO