Transformar a sociedade pode ser mais simples do que parece

Engana-se quem pensa que construir um excelente ambiente de trabalho é uma tarefa longa e custosa

Por: - 3 anos atrás

Algumas pessoas aguardavam, na recepção de um hospital, para uma reunião de trabalho. Uma moça se aproximou, perguntou se todos já haviam sido atendidos e se aceitariam um café. Conversa vai, conversa vem, alguém perguntou o que a moça fazia e ela prontamente respondeu: ?Eu salvo vidas!?. Impressionados com a resposta e com a importância de seu trabalho, as perguntas seguiram para entender sua exata função. ?Sou a faxineira da ala infantil!?. E antes que alguém perguntasse, ela seguiu: ?Sei que infecção hospitalar é um problema muito grave e por isso meu trabalho é tão importante. Se eu o fizer bem feito, estarei salvando as vidas das minhas crianças!?.

Essa não é uma cena de novela na TV nem de algum romance nas livrarias. Aconteceu de fato com uma equipe de consultores do Great Place to Work aguardando para visitar uma das Melhores Empresas para Trabalhar. Que empresa não gostaria de ter um colaborador assim? Qual paciente não se sentiria mais seguro com esse atendimento? Por mais que possa parecer obra de ficção, histórias como essa acontecem diariamente nas empresas que cultivam excelentes ambientes de trabalho.

Como fazer para chegar lá?
Engana-se quem pensa que construir um excelente ambiente de trabalho é uma tarefa longa e custosa. É claro que dá um pouco de trabalho, mas pode ser feito com custos muito baixos e práticas muito simples. Em outras palavras, qualquer empresa pode chegar lá. Todas as empresas minimamente sérias e organizadas estão preocupadas com três dimensões: suas finanças, seus clientes e seus processos e sistemas. Basta incluir um quarto pilar, muitas vezes esquecido: ambiente de trabalho ? fique à vontade também para chamar de gestão de pessoas.

Para construir esse pilar, comece escutando as pessoas e, a partir daí, desenvolva práticas que tenham valor para os funcionários, em um nível não só profissional, mas também pessoal. Valor não de quanto está sendo investido, mas o valor para quem recebe: um ?bom dia? do chefe para o funcionário com certeza tem valor; idem para um reconhecimento pelo trabalho bem feito.

Colocando isso em prática, você já começou a transformar a sua empresa. Amanhã de manhã você pode reservar os primeiros 15 minutos do dia para conversar com as pessoas. Ainda parece difícil? Então seguem alguns ótimos exemplos das Melhores Empresas para Trabalhar.

Encantando os funcionários para encantar os clientes
O grupo Accor tem 4.400 hotéis ao redor do mundo. Sua receita para encantar os clientes começa com um princípio muito simples: encante seus colaboradores. Logo que são contratados, todos os novos funcionários passam pela semana de acolhimento: são recebidos, literalmente, com um tapete vermelho.

Metade da equipe é treinada nos novos serviços e a outra metade se hospeda nos hotéis, com seus acompanhantes, como qualquer outro cliente. Depois trocam de papéis e aqueles que serviam também viram hóspedes.

Veja, nas palavras dos próprios funcionários, o que as práticas desenvolvidas pela Accor significam.

Esse é um excelente exemplo da prática de Contratar e Receber com foco na cultura. Demonstra na prática o que é o espírito de servir e, acima de tudo, cria um ambiente de confiança. Resultado: as pessoas dão o melhor de si, trabalham em equipe e naturalmente atingem resultados diferenciados.
Práticas como essa fazem com que a Accor, nos 19 anos em que o Great Place to Work publica a lista das Melhores Empresas para Trabalhar no Brasil, fosse premiada 18 vezes.

Desenvolvimento das pessoas e da comunidade
Dois Córregos é uma cidade de 25 mil habitantes localizada no interior de São Paulo, a 300 km da capital. Em 1965 o casal Zanzini montou uma pequena marcenaria, que se transformou em uma fábrica de móveis, hoje com cerca de 500 colaboradores. Observando os resíduos que sobravam da produção, tais como papelão e plástico, em 2001 criou-se uma prática muito simples para a reciclagem destas sobras. 

Conheça o case no vídeo abaixo.

A prática ganhou corpo, chegando Aos seus clientes e fornecedores e também às casas dos entusiasmados funcionários. Das residências, a prática foi para as escolas da cidade e os alunos tornaram-se dedicados multiplicadores para suas famílias, que por sua vez iniciaram o projeto em outras empresas. Veja como uma prática muito simples, iniciada dentro de uma empresa, pode trazer grandes impactos para toda uma comunidade.

E os custos? Todo o programa é autossustentável: com a receita da reciclagem de material, o projeto, além de cobrir todos os custos de processamento, gera renda para centenas de pessoas que recolhem os resíduos nas empresas e residências; gera investimento para a formação profissional dentro da própria Zanzini e ? pasmem ? suporta projetos educacionais no município, que já atenderam mais de 4 mil crianças. Imagine o orgulho dos colaboradores da empresa, ao perceberem que seu trabalho é muito mais que um emprego! Não é à toa que à Zanzini está há 13 anos entre as Melhores Empresas para Trabalhar no Brasil e também na América Latina.

Pense no que você pode fazer ainda hoje para começar a transformar o ambiente em sua área de trabalho ou em sua empresa. E, se tiver um exemplo interessante, conte para a gente. Sua ideia pode ser um poderoso multiplicador para outras organizações.

***

Ruy Shiozawa, CEO at Great Place to Work® Brasil.